ColunistaFórmula 1Post

Inversão de asas prejudica a classificação de Sergio Pérez no México

Tsunoda levou a culpa pela classificação ruim da Red Bull, mas a mudança da asa traseira afetou ainda mais o equilíbrio dos carros

A Red Bull chegou como a equipe favorita para vencer o GP do México, os treinos livres mostraram o time austríaco realmente muito forte, entretanto, durante o  TL3 e na classificação os boxes deles ficaram agitados. Um problema na asa traseira fez com que a dupla perdesse aquele ‘acerto ideal’ que proporcionava o bom ritmo.

Nos últimos instantes da classificação, uma nova questão surgiu, Yuki Tsunoda deu passagem para Pérez, mas o mexicano se atrapalhou e comprometeu a sua volta, os dois também tiraram a atenção de Verstappen que reduziu no setor e teve que se contentar com o 3º melhor tempo.

LEIA MAIS: Confirmando o favoritismo Red Bull domina TL3 com dobradinha, Pérez é o líder da sessão

Ao final da sessão, o mexicano conversou com os jornalistas e disse: “Sim, foi muito difícil tentar controlar o tráfego, tentar obter um ritmo, o equilíbrio. Acho que meu carro nunca mais foi o mesmo desde o TL3 até a classificação. Tivemos que fazer alguns ajustes e de repente, encontro Yuki na Curva 11 e perdi muito downforce já nas curvas 8, 9, isso doeu um pouco”, disse Pérez.

Foi uma sequência de questões que impediram o piloto que corre em casa, conseguir um bom resultado. E como Pérez aponta, a questão da asa também foi algo que representou um problema para os ajustes do seu carro.

LEIA MAIS: Mercedes surpreende Red Bull e fica com a primeira fila. Valtteri Bottas conquista a pole para o GP do México

“Sim, tivemos de trocar a asa traseira e o carro nunca mais foi o mesmo, para ser sincero. Não sei como explicar, mas acho que vamos dar uma olhada melhor para ver se somos capazes de superar isso e tentar melhorar para a corrida.” disse ele.

Como a Red Bull encontrou problemas na asa traseira de Verstappen, instaram a de Pérez no carro do holandês – Foto: reprodução

Ao Motorsport.com espanhol, Pérez ainda informou que a asa com defeito foi retirada do carro de Max Verstappen e instalada no seu, portanto foi difícil encontrar um equilíbrio depois do TL3.

“Max teve um problema com a asa dele no TL3 e eles me deram essa asa e desde a primeira fase da classificação o carro nunca mais foi o mesmo.”

Max Verstappen por sua vez, informou que a equipe encontrou algumas rachaduras na asa traseira, portanto ele teve a asa traseira de Pérez instalada em seu carro.

“Elas quebraram após a terceira sessão, então tivemos que consertar, mas é elas estavam praticamente novas para o início da classificação”, disse Verstappen.

Resta saber se a Red Bull conseguirá ritmo com esses danos na asa traseira, mas não tínhamos dúvidas que para beneficiar o campeonato de Verstappen, o time fará o que for possível para entregar o melhor carro para o holandês. Pérez que corre em casa precisará acompanhar o ritmo do companheiro de equipe, mas pode enfrentar alguns problemas durante a prova.

A dupla da Mercedes começa a corrida da primeira fila, pois Valtteri Bottas cravou a pole e Lewis Hamilton é o segundo colocado.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados