ColunistaFórmula 1Post

Confirmando o favoritismo Red Bull domina TL3 com dobradinha, Pérez é o líder da sessão

A última sessão antes da classificação do México, valida mais uma vez o favoritismo da Red Bull. Pérez liderou uma atividade em seu país

Após a realização do TL3 neste sábado (06) a Red Bull encerra mais uma sessão como a favorita. Sergio Pérez encaixou uma ótima volta anotando 1m17s024, enquanto Max Verstappen ficou com o segundo lugar, separado por 0s193, já que atacou muito as zebras e comprometeu a sua última volta rápida no circuito.

A dupla da Mercedes, junto com os pilotos da Red Bull, fez os seus tempos na casa de 1m17s, enquanto o restante do pelotão ficou dividido entre 1m18s ou 1m19s. A classificação promete ser disputada entre o time austríaco e o alemão, mas a Red Bull tem mais chances de cravar a pole por conta do desempenho apresentado e todas as questões que envolvem as configurações necessárias para correr no circuito.

Lewis Hamilton ocupou a terceira posição, acompanhado por Valtteri Bottas. Carlos Sainz encaixou a Ferrari no quinto lugar, mas Charles Leclerc também apareceu nas primeiras posições durante a atividade. Yuki Tsunoda foi o sexto colocado com a AlphaTauri, acompanhado por Daniel Ricciardo da McLaren e Pierre Gasly.

Leclerc e Lando Norris completaram o Top-10, finalmente a McLaren está entre os dez primeiros, misturada entre a dupla da Ferrari e AlphaTauri.

O início da sessão foi mais complicado, por conta do óleo na pista e os pilotos que não estavam se arriscando, mas a sessão seguiu e a pista também foi evoluindo.

A classificação será realizada hoje às 17h (pelo horário de Brasília), com transmissão do BandSports, pois a Band está focada na cobertura do falecimento da cantora Marília Mendonça.

Saiba como foi o TL3 no Circuito do México 

Na pista a temperatura estava na casa dos 36°C, com 18°C no ambiente, semelhante ao TL1 realizado no circuito durante a sexta-feira.

Antes do começo da atividade, os ficais de pista realizavam uma limpeza no circuito, um pouco de óleo tinha ficado pelo traçado em função de um evento que ocorreu antes da entrada dos carros da Fórmula 1. A sujeira foi uma das questões que chamou a atenção na sexta-feira, principalmente por ela ter levantado quando os carros começaram a andar.

Depois de sete minutos de boxes liberado, Yuki Tsunoda foi enviado para a pista. O japonês logo começou a informar sobre a pista escorregadia, em decorrência das manchas de óleo na pista. O piloto estava com compostos macios usados neste primeiro giro e anotou 1m38s957, evoluindo para 1m20s922. 

Tsunoda, Stroll e Norris vão começar o GP do México do final do grid, em função das trocas do motor que foram realizadas em seus carros. George Russell que teve problemas na sexta-feira com o câmbio, passou por uma troca e perde cinco posições no grid de largada do domingo.

Russell também estava com pneus macios usados, completando algumas voltas de verificação no circuito, o piloto da Williams anotou 1m23s771. Estávamos chegando aos primeiros 20 minutos de atividade e apenas dois pilotos tinham tempo aferido no circuito. Raikkonen e Sainz também passaram a ocupar o traçado.

Raikkonen assumiu a liderança anotando 1m19s299, com os pneus macios novos, enquanto Tsunoda tinha 1m19s579. Conforme outros pilotos foram liberados para o circuito, Hamilton assumiu a liderança com 1m18s770, superando Norris por 0s474. Giovinazzi assumiu a sétima posição com 1m19s705.

A pista foi evoluindo e os tempos melhoraram, Pérez superou a dupla da Mercedes depois de anotar 1m18s625, 0s036 melhor que Bottas. Verstappen permanecia nos boxes, assim como Latifi. Leclerc exibia um ritmo forte com a Ferrari, ocupando o quarto lugar depois de cravar 1m18s864. Quando Ricciardo entrou na pista, Norris cedeu o vácuo para o seu companheiro de equipe e o australiano anotou 1m18s406 subindo para a segunda posição.

Com a conclusão da primeira meia hora de atividade, os dez primeiros eram: Leclerc, Ricciardo, Bottas, Pérez, Hamilton, Vettel, Gasly, Sainz, Norris e Raikkonen. Na pista apenas Gasly e Alonso estavam trabalhando com os pneus médios, enquanto todos os outros estavam com pneus macios novos ou usados em seus carros.

Instantes depois a Red Bull estava mais uma vez ocupando as primeiras posições da tabela de tempos, Verstappen aferiu 1m17s537, com Pérez que anotou 1m17s934, os únicos carros na casa de 1m17s.

Verstappen melhorou ainda mais o seu tempo com 1m17s217, em uma volta onde apenas o terceiro setor foi roxo. Próximos dos 20 minutos finais da atividade, a pista estava vazia pois as equipes realizavam algumas verificações nos carros, antes de devolvê-los para a pista.

Nos últimos minutos, Leclerc cometeu um erro na curva 3, mas o piloto completou a volta, passou pelos boxes e aproveitou para testar largada. Leclerc e Sainz estavam com um novo jogo de pneus macios, para testar mais uma sequência de voltas rápidas – a dupla aproveitava a pista mais vazia.

Hamilton também apareceu com novos pneus macios para anotar 1m17s903, ficando com o terceiro lugar. Enquanto Verstappen estava nos boxes e a equipe fazia uma manutenção na asa traseira do seu carro.

Os últimos instantes da sessão foram marcados por voltas rápidas, mas também pelo trânsito, já que os pilotos negociavam buscar o traçado mais livre para aferir outra volta rápida.

Pérez surpreendeu nos últimos cinco minutos, cravando 1m17s024, enquanto Verstappen permanecia com 1m17s217.

A sessão terminou desta forma, com a preparação dos carros para a classificação. A Red Bull é mais uma vez favorita para obter a pole.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados