ColunistaFórmula 1Post

Hamilton lidera TL3 e confirma bom trabalho da Mercedes na Hungria

Hamilton supera Verstappen por 0s088. Classificação promete ser bem disputada nesta última atividade antes das férias de verão

O TL3 realizado neste sábado não foi tão agitado quanto o esperado, mas os pilotos combinaram as voltas rápidas com a verificação da durabilidade dos pneus, mas desta vez trabalhando apenas com os pneus macios e médios.

Lewis Hamilton foi o líder da sessão anotando 1m16s826, a disputa entre a dupla da Mercedes e Max Verstappen parece que será intensa neste sábado. O holandês encaixou o carro da Red Bull na segunda posição, separado por 0s088 do inglês, enquanto Valtteri Bottas fechou a atividade na terceira posição com 1m17s055.

A dupla da Ferrari volta a apresentar um bom trabalho, eles começaram os treinos livres chamando a atenção, mas tiveram um pouco mais de dificuldade no TL2. Carlos Sainz que precisou realizar uma troca de motor ficou com o quarto lugar, enquanto Charles Leclerc foi o quinto colocado, fechando o Top-5.

Lando Norris obteve um sexto lugar com a McLaren e entre ele e Daniel Ricciardo, foi possível ver Sergio Pérez na sétima posição. Fernando Alonso volta a aparecer no top-10, enquanto Lance Stroll foi o décimo colocado.

A classificação que será realizada às 10h (pelo horário de Brasília) promete ser disputada, principalmente por conta da aproximação dos pilotos. Do primeiro ao nono colocado do terceiro ao nono colocado, todos estão na casa de 1m17s.

Saiba como foi o Terceiro Treino Livre para o GP da Hungria 

Saiba como foi o TL3 para o GP da Hungria

Com o início da atividade, a temperatura na pista estava na casa dos 52°C, com 27°C no ambiente. A chuva era esperada para este TL3 desde o começo da semana, mas com a aproximação do fim de semana as chances foram diminuindo.

Quando a pista foi liberada, a Haas enviou a sua dupla de pilotos para a pista, Mick Schumacher (1m21s899) estava com os pneus macios, enquanto Nikita Mazepin (1m23s898) usava os pneus médios..

A AlphaTauri também liberou Yuki Tsunoda rapidamente para o circuito, e em sua primeira volta rápida o piloto japonês anotou 1m20s790. Tsunoda perdeu parte do TL1, além de todo o TL2 depois que acabou batendo no muro de contenção depois de uma saída de traseira. A equipe precisou trabalhar para realizar a troca do câmbio que foi danificada, desta forma ele só conseguiu realizar três voltas de verificação antes do encerramento do TL2.

O japonês rapidamente anotou 1m20s790, trabalhando com os pneus médios.

Aos poucos as equipes foram liberando os seus pilotos, mas com dez minutos de atividade apenas cinco deles tinham aferido algum tempo. Carlos Sainz passou a liderar a sessão com 1m19s443 de pneus médios. A equipe italiana quebrou o ‘toque de recolher’ para trocar o motor do espanhol, instalando a terceira unidade de potência da temporada, mas não sofreu penalizações.

Atingindo os quinze primeiros minutos de atividade, Hamilton foi o primeiro a andar na casa de 1m18s587, assumindo a primeira posição, mas os tempos ainda estavam longe do que os líderes conseguiram nas sessões de sexta-feira.

Max Verstappen ocupou a ponta com 1m17s510, também de pneus macios, mas 20 minutos de sessão já haviam passado. Neste momento o circuito estava muito mais agitado, com vários pilotos virando voltas rápidas e se concentrando no uso dos pneus médios e macios.

Valtteri Bottas conseguiu superar Verstappen com a utilização dos pneus macios em sua primeira volta cronometrada, desta forma o finlandês anotou 1m17s510. Desta forma com 30 minutos de atividade os dez primeiros eram: Bottas Verstappen, Hamilton, Pérez, Gasly, Sainz, Leclerc, Latifi, Norris e Ocon. Entre os dez, apenas Gasly, Leclerc, Sainz e Norris completaram as suas voltas rápidas com os pneus médios. 

Mesmo com uma sequência de voltas rápidas, os times passaram a verificaram a durabilidade dos pneus, completando várias voltas com os compostos. Leclerc melhorou a sua marca para 1m18s290 com seis voltas do composto médio.

Durante os últimos 20 minutos de atividade, alguns pilotos começaram a deixar os boxes com pneus novos, enquanto outros ainda estavam fazendo uma breve pausa nos boxes. No entanto, a sessão foi interrompida com uma bandeira vermelha depois que Mick Schumacher perdeu a traseira na curva 11.

A pista foi liberada nos últimos nove minutos, desta forma o circuito ficou mais uma vez agitado, com os pilotos negociando espaço na pista justamente por vários pilotos estavam trabalhando com os pneus macios. Os pilotos foram melhorando as suas voltas, onde Hamilton anotou 1m16s826 para ficar com a liderança, acompanhando por Max Verstappen que anotou 1m16s914, ficando separado do holandês por 0s088, empurrando Bottas para a terceira posição.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados