ColunistaDestaquesFórmula 1Post

George Russell assina contrato com a Mercedes e será companheiro de Hamilton em 2022

George Russell foi confirmado pela Mercedes, depois que a Alfa Romeo anunciou Valtteri Bottas para a temporada 2022

Depois de várias especulações, mas também das confirmações da aposentadoria de Kimi Raikkonen e a contratação de Valtteri Bottas pela Alfa Romeo, agora é o momento que a Mercedes escolheu para anunciar George Russell para a temporada 2022. A contratação vem acompanhada da confirmação que o novo piloto assinou um contrato de múltiplos anos.

O britânico é um piloto Mercedes que estava aguardando o seu momento para deixar a Williams e ocupar um assento no time principal. Por diversas vezes Russell mostrou que é um piloto aguerrido e tem talento, mas que aguardou pacientemente até ser chamado pela Mercedes para compor o time. Como Bottas assinou com a Alfa Romeo, o caminho ficou livre para que o britânico fosse contratado. 

Russell foi campeão da Fórmula 2 em 2018, sendo contratado pela Williams para disputar a temporada de 2019 da Fórmula 1. Acreditava-se em 2020, Russell já estaria na Mercedes, mas está é a terceira temporada que o britânico disputa com a equipe de Grove.

LEIA MAIS: Kimi Raikkonen anuncia aposentadoria e deixará a Fórmula 1 ao fim da temporada 2021

No GP de Sakhir de 2020, Russell substituiu Lewis Hamilton na Mercedes, pois o piloto testou positivo para o Covid-19 – na ocasião ele terminou a corrida na nona posição, pois a equipe alemã cometeu um erro durante o pit-stop.

Russell tem apenas 23 anos, mas será uma peça bem interessante no time, pois Lewis Hamilton já tem contrato assinado até 2023. Russell pode ser o sucessor do britânico na Mercedes, quando o heptacampeão mundial deixar a categoria.

“É um dia especial para mim pessoal e profissionalmente, mas também um dia de emoções muito confusas. Estou animado e honrado por me juntar à Mercedes no próximo ano, o que é um grande passo na carreira, mas também significa que vou dizer adeus aos meus companheiros de equipe e amigos da Williams. Foi uma honra trabalhar ao lado de todos os membros da equipe e uma honra representar o nome Williams na F1. Desde que entrei em 2019, temos trabalhado incansavelmente para impulsionar uns aos outros e trazer a equipe de volta ao seu lugar. Lutamos por cada posição de classificação, cada ponto e cada décimo de segundo. Por mais difícil que tenha sido, ninguém desistiu, e isso me inspira todos os dias. Eu amei cada momento no que eu descreveria como uma verdadeira equipe de coração e alma”, afirmou Russell.

Em 2021, com a Williams, Russell foi aos pontos duas vezes – durante o GP da Hungria e Bélgica – mas esteve perto de pontuar outras vezes. O desejo do jovem piloto era conquistar pontos com a equipe que deu a sua primeira oportunidade na Fórmula 1. Russell sempre recebeu muito apoio da família Williams, mas também é igualmente admirado por Jost Capito, que hoje está no comando da equipe.

“Olhando para a próxima temporada, eu estaria mentindo se dissesse que não estou absolutamente ansioso. É uma grande oportunidade que quero agarrar com as duas mãos. Mas não tenho ilusões quanto à escala do desafio, será uma curva de aprendizado grande. Valtteri estabeleceu um padrão elevado, consistentemente entregando semana após semana, marcando vitórias, pole position e ajudando a ganhar vários títulos de construtores”, seguiu. 

“Meu objetivo é recompensar a confiança que Toto [Wolff], a equipe e a diretoria depositaram em mim, garantindo que eu faça minha parte na continuidade desse sucesso e quero deixar meus novos companheiros de equipe orgulhosos.”

“Claro, um desses novos companheiros é, na minha opinião, o maior piloto de todos os tempos. Eu admiro Lewis desde que eu estava no kart e a oportunidade de aprender com alguém que se tornou um modelo dentro e fora da pista só pode me beneficiar como piloto, profissional e como ser humano. Por enquanto, porém, tenho mais nove corridas como piloto da Williams e quero ter certeza de que serão as nove melhores do meu tempo com o time. Então, e somente então, posso voltar minha atenção para 2022. Um grande obrigado a Williams, a Mercedes e a todos que me apoiaram para chegar onde estou hoje. Eu não poderia ter feito isso sem cada um de vocês. “

Atualmente a Mercedes está na briga para obter o oitavo título de Construtores, além de buscar mais um feito com Lewis Hamilton.

O que Wolff falou sobre a mudança que a Mercedes sofrerá no próximo ano?

“Este não foi um processo fácil ou uma decisão óbivia para nós. Valtteri fez um trabalho fantástico nas últimas cinco temporadas e deu uma contribuição essencial para o nosso sucesso e crescimento. Junto com Lewis, ele construiu uma parceria de referência entre dois companheiros de equipe no esporte, e isso tem sido uma arma valiosa em nossas batalhas pelo campeonato e nos impulsionou a alcançar um sucesso sem precedentes. Ele merecia sem dúvidas permanecer na equipe, e estou satisfeito por ele ter sido capaz de escolher um desafio emocionante com a Alfa no próximo ano para continuar sua carreira no nível mais alto do esporte.”

“Olhando para 2022, estamos muito felizes em confirmar que George terá a oportunidade de dar o próximo passo em sua carreira e ingressar na Mercedes. Ele foi um vencedor em todas as categorias – e as últimas três temporadas com a Williams nos deram uma amostra do que o futuro pode reservar para ele na F1. Agora, é nosso desafio juntos ajudá-lo a continuar aprendendo em nosso ambiente e ao lado de Lewis, o maior piloto de F1 de todos os tempos”, seguiu.

“Estou confiante de que, à medida que seu relacionamento crescer, eles formarão uma equipe forte para a Mercedes dentro e fora da pista nos próximos anos. É um peso que tiramos de nossos ombros para formar planos para 2022 claros e anunciados; mas agora, nosso foco retorna às últimas nove corridas desta temporada e colocar tudo em nosso desafio para o campeonato mundial deste ano. ”

Escute o nosso podcast sobre o GP da Holanda

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados