ColunistaPostStock Car

De forma consistente, Barrichello vence Corrida 1 em Goiânia. Prova é marcada por ‘big one’

Depois de largar da pole, Barrichello conquista sexta vitória em Goiânia, mostrando que gosta do circuito

A 8ª etapa da Stock Car foi disputada neste sábado, a categoria escolheu o traçado misto para a prova. Desta vez tivemos Rubens Barrichello mostrando a sua consistência em Goiânia, depois de obter a pole, o piloto da Full Time conquistou a sua sexta vitória no circuito.

Na corrida 1, a largada foi acometida por uma batida forte que fez diversos pilotos abandonarem. O incidente ocorreu depois que Christian Hahn fez um movimento e quando rentou retomar a posição, foi tocado, desencadeando uma série de batidas.

Depois que a corrida foi retomada, Barrichello estabeleceu um ritmo forte na ponta, mas foi ainda mais consistente depois da parada, conseguindo estabelecer uma boa vantagem para o segundo colocado.

Os times que estiveram envolvidos no ‘big one’ deste sábado, tem muito trabalho pela frente, principalmente para recuperar os carros para a próxima etapa.

Saiba como foi a 8ª etapa da Stock Car disputada em Goiânia

Rubens Barrichello obteve a pole, fechando a primeira fila com Bruno Baptista que obteve o segundo melhor tempo. Antes mesmo da largada, um toque ocorreu, danificando vários carros. O Safety Car foi ativo logo no início.

Christian Hahn espalhou por ter queimado a largada e ao rodar atingiu outros pilotos, foi um efeito domino, Zonta, Foresti, Teixeira, Rossi, Massa, Kanaan, Monteiro, Salas e Foresti.  Dez pilotos, contando com Pedro Cardoso abandonaram a corrida.

O Safety Car permanecia na pista, os dez primeiros eram: Barrichello, Casagrande, Baptista, Ramos, Nunes, Khodair, Serra, Gomes, Campos e Lapenna.

A relargada ocorreu com cerca de 20 minutos restante para o final da corrida. Barrichello permanecia na liderança, enquanto Casagrande era o segundo colocado, já que Baptista tinha perdido a segunda posição logo na primeira largada.

Suzuki que estava no vigésimo lugar, duelava por espaço na pista e avançava uma posição.

Os líderes seguiam se enfrentando, Casagrande se defendia dos ataques de Baptista. A liberação do botão de ultrapassagem ocorreu durante a sexta volta. Maurício que teve o carro recuperado, pode participar da corrida, o piloto da Eurofarma atacava Abreu, mas conseguiu a ultrapassagem para assumir o décimo primeiro lugar.

Enquanto isso, Khodair, Gomes e Nunes estavam tão próximos que estavam brigando pela sétima posição. Mas Nunes enfrentou problemas e recolheu para os boxes.

Ao abrir a nona volta, Barrichello tinha 0s551 de vantagem para Casagrande, Ramos tinha se aproximado de Baptista tentando entrar entre os três primeiros colocados.

Os boxes foram abertos na volta dez, os dez primeiros eram: Barrichello, Casagrande, Baptista, Ramos, Serra, Gomes, Maurício, Khodair, Abreu e Di Mauro. O piloto da Full Time abandonou a liderança da corrida para realizar a sua parada, enquanto Casagrande tentava abrir distância, mas era atacado de forma muito forte por Baptista.

Alguns pilotos colocaram um pouco de combustível, mas também trocaram um dos pneus. Depois que todas as trocas foram concluídas os dez primeiros eram: Barrichello, Ramos, Casagrande, Gomes, Baptista, Campos, Khodair, Abreu, Di Mauro e Maurício. A parada de Barrichello fora tão boa que ele estabeleceu mais de 4 segundos de vantagem para o segundo colocado. Casagrande ainda precisou negociar espaço com Ramos quando deixava os boxes, mas perdeu o segundo lugar para o piloto da Ipiranga Racing.

Durante a décima quinta volta, Maurício e Di Mauro estavam alterando as posições na pista, a briga era pela nona posição. Enquanto Serra tentava entrar entre os dez primeiros colocados. No giro seguinte ocorreu um toque entre Gomes e Baptista, valendo o quarto lugar.

Bueno preparou o carro para a segunda corrida, trocando pneus e realizando o reabastecimento.

Barrichello venceu a primeira corrida, enquanto Ramos ficou com a segunda posição, acompanhado por Gabriel Casagrande. Gomes garantiu o quarto lugar, seguido por Baptista. No entanto, outras disputas só foram definidas com a bandeirada, Khodair se estabeleceu na sexta posição, seguido por Campos e Abreu. Di Mauro foi o nono colocado, com Maurício em décimo. Serra perdeu a posição para Lapenna.

Foto: reprodução
Foto: reprodução
Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados