ColunistaFórmula 1Post

Hamilton domina classificação no Catar, crava a pole e supera Verstappen por 0s455

Depois de mostrar muita força nos treinos livres, Hamilton crava a pole de forma dominante. A classificação encerrou com Gasly tendo um pneu furado

Lewis Hamilton confirmou o grande desempenho da Mercedes no Catar, neste sábado (20) o inglês cravou a pole depois de anotar 1m20s827, colocando mais fogo na disputa pelo campeonato. Depois de uma excelente performance em São Paulo, Hamilton mostrou a velocidade pura, fez os três setores roxos do circuito e cravou a 102ª pole da carreira.

Em Losail, restou para Max Verstappen se contentar com a segunda posição, o holandês anotou 1m21s282, que corresponde a 0s455 pior que o tempo estabelecido pelo rival. Valtteri Bottas até liderou dois treinos livres, mas ficou com a terceira posição.

O Q3 foi encerrado com bandeira amarela localizada, Pierre Gasly passou pela zebra da curva 15 e prejudicou os pilotos que estavam atrás dele. O francês ainda garantiu o quarto lugar, anotando 1m21s640 em sua primeira volta cronometrada da sessão.

Fernando Alonso colocou a Alpine na quinta posição, atestando o bom desempenho do time no Catar. Lando Norris superou a Ferrari, desta forma ele começa a corrida neste domingo da sexta posição. Carlos Sainz foi o sétimo, sendo o único piloto do time italiano que conseguiu avançar para o Q3, pois Charles Leclerc teve muita dificuldade para compreender o que estava acontecendo com o carro.

Yuki Tsunoda completou a classificação na oitava posição, acompanhado por Esteban Ocon e Sebastian Vettel que completaram o Top-10.

O GP do Catar será disputado neste domingo às 11 (de Brasília).

Saiba como foi a Classificação

Desde o encerramento do TL3 a temperatura caiu, instantes antes da classificação começar ela estava na casa dos 30°C, com 26°C no ambiente.

Q1

Depois de não conseguir participar do TL2 e TL3, Nikita Mazepin retornou ao traçado, o carro do russo estava funcionando normalmente. Mazepin completou o giro, anotando 1m30s390, entretanto a asa dianteira do seu carro quebrou e ele precisou retornar aos boxes.

Enquanto a Mercedes e Red Bull completavam as suas voltas cronometradas, Sainz era o líder depois de anotar 1m23s323, seguido por Charles Leclerc que tinha 1m23s347. Todos os pilotos estavam com os pneus macios, a exceção era Pierre Gasly que tinha os pneus médios instalados.

Depois de Hamilton completar a sua volta, o inglês ficou na liderança cravando 1m22s019 e retornou para os boxes. Verstappen era o segundo colocado com 1m22s234, seguido por Fernando Alonso com 1m22s588. No quarto giro do pneu Bottas anotou 1m22s016, abandonando a sétima posição para ficar no primeiro lugar com 1m22s016.

Depois de todos os pilotos completarem ao menos uma volta rápida, estavam na zona de eliminação: Latifi, Raikkonen, Giovinazzi, Schumacher e Mazepin.

Verstappen completou outra volta rápida, o holandês superou a dupla da Mercedes anotando 1m21s996. A asa traseira de Verstappen estava no lugar e não ficava mais balançando. Lando Norris e Leclerc tiveram tempos deletados por exceder os limites de pista. 

Os últimos dois minutos foram marcados por uma pista com muito tráfego e alguns pilotos até tentando realizar ultrapassagens para abrir a volta rapidamente. Calos Sainz saltou para a quarta posição com 1m22s304. Hamilton respondeu o tempo de Max Verstappen, cravando 1m21s901. Os dois pilotos da Alfa Romeo foram eliminados. Leclerc conseguiu avançar para o Q2, mas ficou apenas com a décima terceira posição.

Eliminados

16) Kimi Raikkonen – 1m23s156
17) Nicholas Latifi – 1m23s213
18) Antonio Giovinazzi – 1m23s262
19) Mick Schumacher – 1m23s407
20) Nikita Mazepin – 1m25s859

Q2

As duplas da Mercedes, Red Bull, Ferrari e McLaren estavam com os pneus médios, enquanto os outros times apostavam nos pneus macios. Gasly que fez o Q1 de pneu médio, desta vez fez a atividade de pneus macios.

George Russell abriu a tabela do Q2 com 1m22s925, usando os pneus macios. Hamilton anotou 1m21s682, ficando com a ponta, acompanhado por Pierre Gasly que tinha anotado 1m21s980. Verstappen estava na terceira posição, acompanhado por Bottas.

Os pilotos da Alpine e Aston Martin foram para a pista quando o circuito já estava vazio, Alonso saltou para o sexto lugar, seguido de perto por Ocon. Vettel encaixou o carro da Aston Martin em nono, enquanto Stroll era o décimo. Neste momento na zona de eliminação era possível ver Norris, Pérez, Russell, Ricciardo e Leclerc.

Russell fez uma nova saída quando restavam quatro minutos para o final, o piloto até melhorou o seu tempo depois de anotar 1m22s756, mas permaneceu na décima terceira posição. Novamente os últimos minutos da atividade foram bem movimentados.

A surpresa foi Sergio Pérez que não conseguiu avançar para o Q3, o piloto mexicano conseguiu apenas a décima primeira posição com 1m22s346. Charles Leclerc também foi eliminado ficando apenas com a décima terceira posição.

Eliminados

11) Sergio Pérez – 1m22s346
12) Lance Stroll – 1m22s460
13) Charles Leclerc – 1m22s463
14) Daniel Ricciardo – 1m22s463
15) George Russell – 1m22s756

Q3

O Q3 começou com a dupla da Mercedes invadindo o circuito. Lewis Hamilton era o pole temporário nesta primeira volta completada, o inglês anotou 1m21s262. Max Verstappen foi mais veloz no primeiro setor, mas não conseguiu manter o desempenho nos outros, desta forma anotou 1m21s424. Valtteri Bottas estava na terceira posição, enquanto Pierre Gasly era o quarto colocado, novamente em grande performance.

Fernando Alonso estava na quinta posição, acompanhado por Carlos Sainz. Lando Norris, Yuki Tsunoda, Esteban Ocon e Sebastian Vettel fizeram a primeira volta com pneus macios usados.

Hamilton completou a sua volta cravando 1m20s827, mas o inglês foi 0s455 mais rápido que Max Verstappen, o holandês melhorou o seu tempo, mas não era suficiente para superar o rival. O final do Q3 foi marcado pela bandeira amarela, Pierre Gasly passou pela zebra da curva 15, danificou o pneu e quebrou a asa dianteira, uma bandeira amarela foi ativada no setor e quem estava atrás precisou tirar o pé.

Desta forma Hamilton conquistou a 102ª pole da carreira.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados