ColunistaFórmula 1Post

Bottas supera Verstappen e vence Sprint, mas Hamilton é o destaque da prova

Hamilton escalou o grid, fez quinze ultrapassagens e obteve a décima quinta posição. Bottas superou Verstappen e cravou a pole

Um pouco antes da Sprint Qualifying ter início, Lewis Hamilton foi punido, sendo desclassificado da classificação realizada na sexta-feira. O inglês se tornou o favorito para vencer a Sprint pois apresentou um grande desempenho na sexta-feira. Entretanto, após o encerramento da sessão uma série de discussões ocorreram, Max Verstappen tocou na asa traseira do inglês enquanto o carro estava em parque fechado, mas os fiscais identificam uma irregularidade na asa traseira do piloto da Mercedes.

Max Verstappen começou a Sprint da primeira posição, herdando a posição de largada que era de Lewis Hamilton, mas Valtteri Bottas aproveitou o momento para ser brilhante, vencer a sprint e garantir a pole-position para o domingo.

Carlos Sainz também merece destaque pelo resultado, o espanhol largou bem, tendo uma ótima reação no início e assumiu a terceira posição, superando Sergio Pérez. O mexicano tentou retomar a posição, mas o piloto da Ferrari fez um esforço enorme para mate-lo atrás, desta forma Pérez ficou com os pneus desgastados e a sua chance de ultrapassar foi reduzida.

Nas 24 voltas que tivemos de disputa, quem realmente se destacou foi Lewis Hamilton, o inglês não acreditava na possibilidade de realizar muitas ultrapassagens em Interlagos, mas recebeu a bandeirada na 5ª posição, depois de realizar 15 ultrapassagens. Para o grid do domingo Hamilton perderá cinco posições no grid, pois a Mercedes fez a troca do motor de combustão interna.

O Top-10 ainda contou com Lando Norris obtendo o sexto lugar com a McLaren, uma posição à frente de Charles Leclerc da Ferrari. Pierre Gasly fez uma boa classificação mais foi surpreendido na largada, desta forma ficou com o oitavo lugar. Esteban Ocon e Sebastian Vettel ficaram com o nono e décimo lugar respectivamente.

Apenas os três primeiros pilotos da Sprint recebem pontos.

Saiba como foi a Sprint

A noite de sexta-feira e a manhã de sábado foi de muita tensão, Lewis Hamilton seria ou não desclassificado da classificação. A decisão saiu e o piloto inglês começou a prova do vigésimo lugar. A Sprint Qualifying é marcada por muita cautela dos pilotos, muitos evitando toques desnecessários pois ainda existe a corrida do domingo pela frente.

Verstappen assumiu a liderança pela punição de Hamilton, enquanto Valtteri Bottas largou do segundo lugar. A pista estava fria quando a atividade começou, a temperatura caiu quando comparado com o TL2 realizado no mesmo dia. A temperatura no circuito estava na casa dos 35°C, com 17°C no ambiente.

Os pilotos tinham a possibilidade de escolher os pneus para a largada, sabendo que na Sprint não é necessário realizar uma parada. Bottas, Gasly, Sainz, Ocon, Tsunoda, Raikkonen, Giovinazzi, Schumacher e Mazepin começaram a prova com os macios, enquanto restante do pelotão apostou nos pneus médios.

Para Bottas a estratégia de começar com os pneus macios se mostrou muito eficiente, contando com mais aderência a liderança de Verstappen não durou nada e o finlandês saltou para a primeira posição.

Ao final da primeira volta Lewis já era o décimo quinto colocado, enquanto na segunda posição Verstappen reclamava de um ajuste do câmbio. E logo após a largada os carros que tinham mais potência foram abrindo distância, Sainz foi deixado para trás ficando na batalha particular com Pérez. Abaixo dos dez primeiros, Antonio Giovinazzi e Kimi Raikkonen se tocaram na segunda volta, o dono do carro #7 caiu para a vigésima posição.

Hamilton seguiu voando baixo, imprimindo muito ritmo com os pneus médios, provando que a asa da sexta-feira não tinha nenhuma relação com o desempenho do seu carro. O inglês estava com o carro afinado, sabendo escolher o lado da pista para fazer as ultrapassagens. No quinto giro Hamilton passou Giovinazzi e alcançou a décima segunda posição, o piloto então se preparou para ultrapassar Fernando Alonso.

Na decima volta os dez primeiros eram: Bottas, Verstappen, Sainz, Pérez, Norris, Leclerc, Gasly, Ocon, Vettel e Ricciardo. Hamilton estava no décimo primeiro lugar, encontrando um pouco mais de dificuldade para ultrapassar o australiano, pois o piloto da McLaren conseguia utilizar o DRS e se defender dos ataques. Lando Norris travou uma disputa com Charles Leclerc para ficar com o quinto lugar.

A ultrapassagem de Hamilton em Ricciardo ocorreu na décima terceira volta. Bottas na liderança tinha 1s2 de vantagem para Verstappen, enquanto o holandês estava tranquilo, pois Carlos Sainz se encontrava ainda na terceira posição, mas com mais de 11 segundos de diferença para o piloto da Red Bull.

Na volta 17 foi a vez de ultrapassar Gasly e assumir a sétima posição, a cada ultrapassagem do inglês o público que é fã dele vibrava. Leclerc foi ultrapassado na volta 20 e Norris na 24, desta forma o inglês recebeu a bandeirada na quinta posição.

Pérez tentou recuperar a terceira posição, rodando abaixo de um segundo mais uma vez para atacar Carlos Sainz. Bottas cravou a pole para o GP de São Paulo e o holandês teve se contentar com a segunda posição.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados