ColunistaFórmula 1Post

Red Bull confirma bom desempenho com Verstappen que conquista a pole após superar Hamilton

Pérez quase obteve a sua primeira pole, mas foi surpreendido por Hamilton e Verstappen nos instantes finais da sessão

A classificação deste sábado (23) adicionou mais um capítulo nesta disputa pelo título de 2021. Max Verstappen cravou a 12ª pole da carreira, conseguindo obter mais uma pole para a Red Bull neste traçado que desde 2013 não tinha um resultado como esse neste circuito.

A disputa pela pole foi intensa, até alguns pingos de chuva apareceram ao final da sessão, mas desde o começo a Red Bull mostrava muita força. Sergio Pérez foi o mais rápido na primeira passagem, mas o mexicano foi superado no segundo conjunto de voltas rápidas do Q3. Pérez era praticamente um favorito para a pole, pois tinha mostrado muito controle no TL2 e TL3, sessões que ele liderou.

LEIA MAIS: Fernando Alonso passa por troca completa do motor e vai largar do fim do grid no domingo

Com o final se aproximando Lewis Hamilton surpreendeu Pérez e anotou 1m33s119, mas Verstappen ainda estava completando o seu giro e anotou 1m32s910, para ficar com a pole. A Red Bull foi se superando a cada sessão, se aproveitando de algumas dificuldades enfrentadas pelas Mercedes. 

Valtteri Bottas conseguiu o quarto melhor tempo, mas o finlandês amanhã começa a corrida da nona posição, pois vai perder cinco posições no grid de largada pela troca do motor de combustão interna.

Chales Leclerc ficou com o quinto lugar, formando uma dobradinha da Ferrari com Carlos Sainz, mas ambos vão herdar posições pela punição de Bottas. O time italiano superou a dupla da McLaren, Daniel Ricciardo ficou com a sétima posição, enquanto Lando Norris foi o oitavo colocado. O Q3 esteve cheio de dobradinha, tivemos outra formada por Pierre Gasly e Yuki Tsunoda que completam o Top-10.

LEIA MAIS: Bottas, Russell e Vettel passam pela troca de elementos do motor para o GP dos EUA

Lembrando que Sebastian Vettel, Fernando Alonso e George Russell vão começar a corrida do fim do grid por conta das suas punições.

Saiba como foi a Classificação para o GP dos Estados Unidos

Com o início da sessão a temperatura da pista estava na casa dos 38°C, com 30°C no ambiente. Rapidamente a dupla da Haas, assim como Lance que foram imediatamente para a pista. A Aston Martin resolveu não arriscar, pois com o andamento da atividade a pista ficaria com mais tráfego.

Mazepin abriu a tabela de tempos com 1m37s894, mas ao exceder os limites de pista na curva 19, teve a volta deletada. A dupla da Red Bull assumiu a liderança, Verstappen tinha anotado 1m34s521, acompanhado por Pérez que registrou 1m34s575. Leclerc tinha aferido o seu tempo na casa de 1m35s281.

Bottas encontrou a pista bem movimentada instantes depois quando tentou aferir a sua volta rápida, o finlandês assumiu a terceira posição com 1m34s659, seguido por Hamilton que tinha anotado 1m34s797.

A McLaren estava sendo a surpresa do Q1, Daniel Ricciardo superou a dupla da Red Bull quando cravou 1m34s407, enquanto Lando Norris se encaixou na terceira posição com 1m34s551. Carlos Sainz tentava acompanhar o ritmo da McLaren, desta forma o espanhol ficou com a quarta posição anotando 1m34s558. Bottas e Hamilton já tinham retornado para os boxes.

Quando restavam seis minutos para o final, os dez primeiros eram: Verstappen, Pérez, Ricciardo, Norris, Sainz, Pérez, Bottas, Hamilton, Gasly, Leclerc e Tsunoda. O tempo do holandês se tornou uma referência pois ele tinha anotado 1m34s352. Neste momento os pilotos estavam retornando para os boxes. Apenas Raikkonen e Mazepin não tinham aferido tempo, já que tiveram voltas deletadas por exceder os limites de pista.

Todos os pilotos usaram os pneus macios no Q1. Nos últimos três minutos todos os pilotos que estavam abaixo do quinto lugar tinham deixado os boxes para uma nova tentativa de volta rápida. Leclerc assumiu a liderança com 1m34s153. Giovinazzi rodou na curva 2, mas conseguiu passar para o Q2 pois Stroll não superou o tempo do italiano.

Vale mencionar que todos os pilotos que têm punição neste fim de semana por troca de motor avançaram para a segunda parte da classificação.

Eliminados 

16) Lance Stroll – 1m35s983
17) Nicholas Latifi – 1m35s995
18) Kimi Raikkonen – 1m36s311
19) Mick Schumacher – 1m36s499
20) Nikita Mazepin – 1m36s796

Q2

Para o Q2, focados em passar para o Q3, mas começar a corrida com os pneus médios, vários pilotos estavam com os compostos de faixa amarela instalados. Leclerc, Verstappen, Pérez Ricciardo, Norris, Gasly, Hamilton e Ocon investiram nos pneus médios, enquanto Russell, Sainz, Tsunoda e Alonso tinham os pneus macios, faixa vermelha instalados.

Bottas completou a volta primeiro e tinha 1m33s959, mas o tempo estabelecido pelo finlandês foi rapidamente superado. Verstappen assumiu a ponta com 1m33s464, acompanhado por Hamilton que tinha 1m33s797. Pérez e Ricciardo tiveram os seus tempos deletados por exceder os limites de pista.

Norris aproveitou para colocar a McLaren na terceira posição com 1m33s880, acompanhado por Leclerc que anotou 1m33s928. Apenas Russell, Vettel e Giovinazzi permaneceram nos boxes.

Após uma volta cronometrada, os dez primeiros eram: Verstappen, Hamilton, Norris, Leclerc, Bottas, Sainz, Gasly, Ocon, Tsunoda e Alonso – pois nenhum outro piloto além do dez tinha registrado tempo.

Restou aos que não tinham tempo tentar algo nos últimos minutos. Giovinazzi ficou com a décima terceira posição, atrás de Sebastian Vettel. Russell teve a sua última volta deletada. Alonso tinha tentado ajudar Ocon para que o francês avançasse para o Q2, mas o piloto da Alpine ficou apenas com a décima primeira posição, pois Tsunoda avançou para o Q2.

Amanhã, apenas Pierre Gasly e Yuki Tsunoda entre os dez primeiros vão largar com os pneus macios.

Eliminados

11) Esteban Ocon – 1m35s137
12) Sebastian Vettel – 1m35s500
13) Antonio Giovinazzi – 1m35s794
14) Fernando Alonso – 1m44s549
15) George Russell – Sem tempo – volta deletada

Q3

A última fase da classificação começou com todos os pilotos usando os pneus macios. Os ventos se intensificaram neste momento da sessão. Bottas assumiu a primeira posição com 1m33s475, superando Hamilton que tinha 1m33s564. Entretanto, a dupla da Red Bull completou as suas voltas depois. Sergio Pérez cravou 1m33s180, superando Verstappen por 0s019.

Os dez primeiros ficaram desta forma: Pérez, Verstappen, Bottas, Hamilton, Sainz, Leclerc, Ricciardo, Norris, Gasly e Tsunoda.

Uma nova saída ocorreu nos últimos três minutos, mas uma nuvem envolvia parte do Circuito das Américas, fornecendo um ar de dramaticidade para a classificação, enquanto o final se aproximava os primeiros pingos de chuva caindo no circuito. Hamilton anotou 1m32s119, mas Verstappen superou o inglês depois de anotou 1m32s910. Pérez teve que se contentar com a terceira posição, depois de anotar 1m33s134. Bottas se classificou na quarta posição, mas o finlandês vai começar a corrida da nona posição.

Leclerc foi o quinto colocado, enquanto Sainz obteve a sexta posição. Ricciardo e Norris foram o sétimo e oitavo, respectivamente. Gasly e Tsunoda completaram o top-10.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados