ColunistaFórmula 1Post

Pérez se beneficia de tempos deletados para manter a ponta no TL3. Sainz é o 2º no COTA

Verstappen e Hamilton tiveram tempos deletados e isso pode ser um desafio para os pilotos durante a classificação que será disputada neste sábado

O TL3 foi mais uma sessão liderada por Sergio Pérez, o mexicano conseguiu encaixar uma boa volta neste sábado (23) anotando 1m34s701. A atividade foi focada nas voltas rápidas, principalmente por anteceder a classificação.

Max Verstappen, Valtteri Bottas e Lewis Hamilton foram alguns pilotos que poderia ter uma posição melhor neste TL3, mas por extravasar os limites de pista, tiveram tempos deletados quando testavam as configurações para a volta rápida.

Carlos Sainz encaixou o carro da Ferrari na segunda posição, confirmando mais uma vez o bom desempenho da Ferrari no Circuito das Américas, podendo ser o piloto que vai desafiar a dupla da McLaren. Mas também precisamos ser justos com Charles Leclerc, o piloto estava apresentando uma boa performance, mas os bumps do circuito, assim como as rajadas de vento, interferiram suas voltas no TL3.

Max Verstappen fechou a sessão no terceiro lugar, seguido por Lando Norris da McLaren. Valtteri Bottas e Lewis Hamilton, ocuparam o quinto e o sexto lugar respectivamente. Enquanto Daniel Ricciardo ficou na sétima posição.

Pierre Gasly fez parte da sessão com os pneus médios, mas ao instalar os macios, tentou dar alguns giros rápidos, também teve tempo deletado, mas ficou com o oitavo lugar. Charles Leclerc e Esteban Ocon completaram o Top-10.

A disputa entre Red Bull e Mercedes promete ser intensa na classificação, além disso os pilotos vão ter que tomar cuidado para evitar que os tempos bons sejam deletados por ter extravasado os limites.

Saiba como foi o TL3 da Fórmula 1 no Circuito das Américas

Com a abertura dos boxes a temperatura na pista estava na casa dos 35°C e 28°C no ambiente.

Sebastian Vettel deixou o pit-lane assim que a atividade começou, mas estava sozinho desfrutando do COTA. Em seu carro era possível ver os pneus médios instalados. O alemão completou dois giros com os compostos, mas não aferiu tempo, retornando para os boxes pouco depois.

Após cinco minutos de atividade, foi a vez de Fernando Alonso testar largada na saída do pit-lane e partir para o circuito trabalhando com os pneus macios, mas o jogo instalado em seu carro já tinha sido usado. O espanhol foi o primeiro a aferir tempo, anotando 1m40s977.

Com 10 minutos de sessão, Hamilton e Raikkonen também ocuparam a pista, ambos usando os pneus macios. O TL3 começou de forma morna, com pouca movimentação, mas ideal para aqueles que não queria pegar tráfego e fazer as primeiras verificações. Hamilton assumiu a ponta, anotando 1m35s814, seguido por Mazepin que tinha aferido 1m38s442, mas seu tempo foi deletado pouco depois, por extravasar os limites de pista na curva 19.

Depois de 20 minutos de sessão, vários pilotos tinham deixado os boxes. Pérez assumiu a liderança com 1m35s633, mas Bottas completou o seu giro instante depois, anotando 1m35s556 superando o mexicano, mas o finlandês teve a volta deletada pela passagem na curva 19 fora dos padrões esperados. Neste momento da sessão os dez primeiros eram: Hamilton, Pérez, Leclerc, Sainz, Norris, Ocon, Raikkonen, Gasly, Giovinazzi e Schumacher – apenas doze pilotos tinham cronometrado algum tempo no circuito.

A Alpine confirmou a troca do motor de Fernando Alonso, sendo mais um piloto que vai começar do final do pelotão, entrando para o clube que já foi formado por Sebastian Vettel e George Russell.

Para a Red Bull parecia que as coisas estavam funcionando melhor, Verstappen anotou 1m35s207 assumindo a ponta, mas com Pérez separado por apenas 0s001 do companheiro de equipe. Bottas seguia sem tempo aferido, cometeu um erro no circuito quando escapou na curva 8 e danificou os pneus.

George Russell também escapou no circuito, perdendo o controle do carro na curva nove. O piloto que ocupava a décima terceira posição retornou para os boxes para uma verificação.

Restando apenas 25 minutos para o encerramento da atividade, os dez primeiros eram: Verstappen, Pérez, Hamilton, Leclerc, Sainz, Ricciardo, Norris, Tsunoda, Latifi e Vettel. Os pilotos fizeram uma breve pausa nos boxes, preparando os carros para uma nova sequência de voltas rápidas.

Carlos Sainz surpreendeu com a Ferrari, o espanhol anotou 1m34s805, assumindo a primeira posição, o tempo de Max Verstappen (1m34s912 – aferido antes) foi superado, enquanto Bottas tinha se encaixado na terceira posição com 1m34s988. Neste duelo Ferrari e McLaren, Norris superou Bottas depois de anotar 1m34s945.

Os últimos 15 minutos foram movimentados, principalmente por diversos pilotos estarem com um novo conjunto de pneus macios instalados. Pérez cravou 1m34s701, superou Sainz e assumiu a ponta da atividade, apresentando mais um bom trabalho no COTA, depois do segundo treino livre que ele realizou por lá.

Os ventos estavam mais fortes, sendo alvo da reclamação dos pilotos nesta reta final da atividade. Charles Leclerc foi mostrado perdendo a traseira do carro no que deveria ser a sua volta rápida.  

Max Verstappen também teve uma volta deletada, o holandês tinha anotado 1m34s383, mas excedeu o limite na curva 19, o tempo era para assumir a primeira posição, mas sua volta foi deletada. Na sequência foi a vez de Hamilton anotar 1m34s458, mas o tempo também foi deletado, desta vez por ter excedido o limite na curva 9.

Nos últimos instantes de pista liberada, os pilotos aproveitaram para testar a largada na saída dos boxes.</p

>

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados