ColunistaFórmula 1Post

“Modo Festa” – As alterações propostas para os motores das equipes de F1

Aquela vantagem na classificação será retirada no GP da Bélgica, as equipes vão ser forçadas a abandonar o "Modo Festa"

As equipes de Fórmula 1 receberam um comunicado sobre o “modo festa” utilizado no motor, a partir do GP da Bélgica ele não poderá ser utilizado.

Os times costumam empregar configurações especiais para a classificação, todas as unidades de potência dos fabricantes apresentam modos para alterar a potência.

O “modo festa” proporciona rotações extras para o motor, ele também funciona de acordo com a quantidade de combustível injetada na câmara de combustão e mudando o tempo de ignição.

Geralmente as equipes trabalham com configurações diferentes, algumas possuem cerca de nove tipos de ajustes nos motores, principalmente por conta da quantidade limitada de trocas que existem durante a temporada – desta forma não faz sentido exigir do motor em um treino livre, já que a classificação é uma das partes mais importantes do fim de semana.

A mudança

Ela é justamente para manter o motor dentro do seu limite de uso, desta forma segundo a Diretriz Técnica o motor precisará funcionar de forma igual durante a classificação e a corrida.

A FIA analisa parâmetros da unidade de potência com dados detalhados que são coletados dos motores, desta forma acredita-se que será mais fácil ter a confiança quanto a legalidade dos sistemas que são utilizados.

Além disso é possível auxiliar fornecedoras como a Honda, Renault e até mesmo a Ferrari a desenvolver de uma forma melhor as suas unidades. A ideia é buscar a redução dos custos para a produção. A única desvantagem e a redução da potência em alguns momentos, mas não parece assustar a Mercedes, que confia no desempenho superior do seu carro. 

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados