Fórmula 1Post

GP DA ITÁLIA – FERRARI NÃO SABE APROVEITAR AS OPORTUNIDADES

| Débora Santos Almeida – publicado em 05/09/2016 às 16:27 – atualizada em 06/09/2016 às 11:13.

Lewis Hamilton havia sido mais rápido que seu companheiro de equipe no segundo e terceiro treino livre, além de conseguir a pole position no sábado. Porém no domingo Hamilton não largou bem e acabou sendo ultrapassado pelo pelotão, caindo de primeiro para o 6° lugar. Sabemos que geralmente a largada e a primeira curva em Monza tem a fama de definir o vencedor e Hamilton percebeu que não seria mais possível quando ficou para trás nos momentos iniciais, mudando o seu objetivo tentou obter o segundo lugar. Não é a primeira vez esse ano que Hamilton acabou tendo problemas com a embreagem na hora da largada, já que durante esse ano as equipes decidiram mudar o sistema, tendo apenas um manete atrás do volante ao invés de duas, ficando mais difícil para o piloto encontrar o ponto ideal, para não deixar o carro patinar e ir obtendo velocidade aos poucos.

Isso acaba ”valorizando” os pilotos, mas as vezes os erros são inevitáveis, como o que aconteceu durante esse final de semana. Os engenheiros também foram proibidos de auxiliar os pilotos a encontrar o ponto ideal para o ajuste, tendo impacto direto nas largadas.

gp-itália-animação (3)
Fonte: @F1

Rosberg não enfrentou dificuldades para levar o seu carro até a bandeira quadriculada, graças a confusão do seu companheiro de equipe a vitória caiu no seu colo e com isso acabou diminuindo a diferença entre eles no campeonato para apenas 2 pontos, se ele souber administrar as próximas corridas ainda pode dar o troco em Hamilton e vencer esse campeonato.

A Ferrari não mudou a sua estratégia de duas paradas quando a Mercedes deixou bem claro que faria apenas uma. Vettel acabou largando bem e conseguindo a posição que Hamilton havia perdido durante a largada, porém não conseguiu sustentar e acabou deixando ela nas mãos do Inglês. Os pneus supermacios podem ser mais rápidos, mas mesmo assim o desgaste deles é maior e nunca que eles conseguiriam ir até o final da corrida com esses compostos ao invés de optarem pelos pneus médios e seguirem até o final da corrida, fizeram a escolha mais ”porca” e perderam o segundo e terceiro lugar que havia caído literalmente em seus colos. Esse ano ainda não venceram nenhum GP e perderam a oportunidade de somar mais alguns pontos e deixar os tifosi um pouco mais satisfeitos.

gp-itália-animação (2)
Fonte: @F1

A RBR já dava sinais de que não sairia muito bem, o circuito não favorece em nada o motor Renault, mas mesmo assim a equipe se saiu bem aproveitando o que tinham. Daniel Ricciardo conseguiu um 5° lugar, arriscando uma manobra para cima de Bottas. Max Vestappen fez um corrida apagada em contradição a tudo que aconteceu na Bélgica e toda a enxurrada de criticais que aconteceram na semana pós Grande Prêmio, terminando dessa vez apenas em 7° lugar. Cingapura por outro lado é sempre uma boa pista para os seus carros e a RBR costuma colher bons frutos do circuito, esperamos que o desempenho deles seja arrojado dessa vez.

A Williams conquistou um 6°lugar com Valtteri Bottas e um 9° com Felipe Massa, mesmo tendo um carro veloz nas retas os pneus eram um grande problema, apresentando o desgaste rapidamente. Mesmo Massa conseguindo se manter entre os dez primeiros na corrida e ganhando duas posições em relação a sua inicial na largada, não pode fazer mais do que isso quando o seu rendimento não era favorecido com a durabilidade dos seus compostos. Recuperou o 4° lugar no campeonato de construtores, ultrapassando a Force Idia que não teve um domingo de muito destaque, Sergio Perez ficou com um 8° lugar e Nico Hulkenberg com o 10°. 

Nosso outro brasileiro Felipe Nasr não teve o melhor final de semana para se guardar na memoria, se envolveu em um incidente com Jolyon Palmer, da Renault quando fazia uma ultrapassagem em Variante del Rettifilo, mas o rival não deixou espaço e os dois acabaram se chocando. Nasr acabou com um pneu furado e danos na suspensão e Palmer com a asa dianteira quebrada, era fim de corrida para os dois pilotos, mas os comissários de prova entenderam que o piloto da Sauber era o culpado e ele acabou retornando a pista para cumprir a punição e não carregar ela para a próxima corrida.

| Maranello – O Palco das Negociações 

Durante essa semana a Itália presenciou o anuncio da aposentadoria do piloto Felipe Massa, que deixa as pistas no final do ano após o GP de Abu Dhabi. Também foi palco do anuncio do ”ano sabático” de Jenson Button que vai ceder a sua vaga para Vandoorne e auxiliar a McLaren no desenvolvimento do carro, apostando na saída de Fernando Alonso no final da próxima temporada, onde o Inglês possivelmente retornaria para a equipe como piloto. E depois de tudo isso as especulações ou anuncio da venda da F1 para uma empresa americana, porém Bernie Ecclestone questionado pelos jornalistas se sua posição de líder mudaria em alguma coisa, diz que vai seguir o que sempre fez na sua vida e não demostra interesse em vender a sua parte até o momento. O desenrolar dessa história acontece nós próximos dias.    

A Fórmula 1 encerrou nesse final de semana a sua etapa europeia, e retornada em duas semanas com o circuito de rua, noturno, com velocidade mais amena, travado e cheio de curvas, do jeito que a equipe da Red Bull gosta em GP de Cirngapura em Mariana Bay. Uma das minhas pistas favoritas pra mim contendo o visual mais belo. Gosto é gosto.

CrkuCQAXEAAb8tO.jpg:large
Foto de @F1
Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo