ColunistaFórmula 1Post

Diante de ‘mar laranja’ Max Verstappen conquista pole para o GP da Holanda

Separados por 0s038, está é a diferença entre Max Verstappen e Lewis Hamilton, a corrida no domingo promete ser bem disputada

Max Verstappen confirmou a pole neste sábado (04), o piloto da Red Bull que já tinha apresentado um ritmo forte no TL3 e conseguiu manter a consistência durante a classificação. Está é a décima pole da carreira do holandês, mas agora diante da sua torcida, justamente para a felicidade do público.

O piloto que já tinha estabelecido uma boa marca no Q3, melhorou a volta anotando 1m08s885, enquanto Lewis Hamilton superou Valtteri Bottas para ocupar a primeira fila. O inglês anotou 1m08s923, ficando separado por 0s038. O finlandês foi empurrado para a terceira posição, acompanhado por Pierre Gasly que também foi um destaque da classificação com o quarto lugar.

A dupla da Ferrari que também apresentou um ritmo forte durante o fim de semana, conquistou o quinto lugar com Charles Leclerc e o sexto com Carlos Sainz. O espanhol tinha batido no TL3, mas a Ferrari conseguiu recuperar o seu carro, dando chance para ele participar da classificação.

Antonio Giovinazzi também é um destaque da classificação é a segunda vez na temporada que o piloto italiano avança para o Q3. Com a Alfa Romeo, Giovinazzi estava conseguindo se manter entre os dez primeiros e confirmou a sétima posição para o time.

Esteban Ocon é o oitavo colocado, seguido por Fernando Alonso, mais um time que conseguiu avançar com os dois carros. Enquanto Daniel Ricciardo fechou o top-10, representando a McLaren entre os dez primeiros, já que Lando Norris foi eliminado no Q2.

A classificação contou com a paralisação por duas bandeiras vermelhas.

Neste domingo a Fórmula 1 retorna às 10h (pelo horário de Brasília) para a disputa do GP da Holanda.

Saiba como foi a Classificação para o GP da Holanda

A temperatura da pista na hora da classificação estava na casa dos 35°C com 19°C no ambiente.

Para a classificação os pilotos vão usar os pneus mais duros da gama da Pirelli, compostos que eles testaram ao longo dos treinos livres.

Q1

Nesta primeira fase da sessão, a chave é tentar encontrar a pista livre para realizar a sua volta. A dupla da Haas logo invadiu o autódromo quando o pit-lane foi liberado, assim como Yuki Tsunoda. Os pilotos apostavam nos pneus macios.

Tsunoda era o líder da sessão anotando 1m11s947, mas pouco depois o piloto da AlphaTauri foi superado por Latifi que registrou 1m11s699. Kubica também já tinha aferido um tempo, mas estava na casa de 1m12s.

Na primeira volta rápida, Verstappen anotou 1m10s036. A Mercedes tentava algo diferente a dupla foi liberada com os pneus médios, enquanto Lewis Hamilton assumiu a segunda posição com 1m10s183, seguido por Valtteri Bottas que tinha 1m10s449.

Depois que todos os pilotos aferiram uma volta rápida, os dez primeiros eram: Verstappen, Hamilton, Bottas, Gasly, Leclerc, Alonso, Pérez, Norris, Ocon e Giovinazzi. Os temos estavam na casa de 1m10. Kubica ‘se livrou’ da zona de eliminação depois que anotou 1m11s555.

Carlos Sainz teve o seu carro recuperado depois da batida que ocorreu no TL3. Sainz melhorou e conseguiu anotar 1m10s537 para assumir a oitava posição.

Depois de uma breve paradas nos boxes, restando cerca de 4 minutos para o final, alguns pilotos instalaram novos pneus macios para melhorar os seus tempos. Giovinazzi saltou para a quarta posição com 1m10s050. Vettel foi atrapalhado pela dupla da Haas e não conseguiu avançar para o Q2. Sergio Pérez também ficou preso no Q1.

Eliminados

16) Segio Pérez – 1m10s530
17) Sebastian Vettel – 1m10s731
18) Robert Kubica – 1m11s301
19) Mick Schumacher – 1m11s387
20) Nikita Mazepin – 1m11s875

Q2

No Q2 os times apostaram nos pneus macios, mesmo a Mercedes que havia testado os pneus médios no Q1. Verstappen conseguiu 1m09s071, um ótimo tempo para o Q2, já mostrando muita preparação para a pole. Russell ocupou momentaneamente a segunda posição com 1m10s332, mas foi superado por Lewis Hamilton com 1m09s726, seguido por Valtteri Bottas com 1m09s769.

Depois que todos os pilotos registraram uma volta rápida, os dez primeiros eram: Verstappen, Leclerc, Gasly, Hamilton, Bottas, Ricciardo, Sainz, Ocon, Alonso e Giovinazzi.

Enquanto alguns pilotos realizavam uma breve parada nos boxes, a dupla da Williams retornou ao circuito, mas George Russell perdeu a traseira na curva 13, desta forma o regime de bandeira vermelha foi instaurado.

Russell encostou a parte traseira do carro, mas conseguiu levar o carro aos boxes. Restavam 3m53s para o encerramento do Q2. Os pilotos ainda tinham 1m38s mas o cronômetro zerado.

Eliminados

11) George Russell – 1m10s332
12) Lance Stroll – 1m10s367
13) Lando Norris – 1m10s406
14) Nicholas Latifi – 1m11s161
15) Yuki Tsunoda – 1m11s314

Q3

Depois de reconstruírem a barreira que Latifi bateu, o Q3 foi atrasado, mas quando a pista foi liberada mais uma vez, os dez pilotos partiram para as voltas rápidas do final da classificação e mais uma vez eles apostavam nos pneus macios.

Verstappen anotou 1m08s923 ficando tranquilamente com a pole nesta primeira saída. Bottas era o segundo colocado com 1m09s222, enquanto Hamilton tinha 1m09s268.

Depois da primeira volta rápida, os dez primeiros eram: Verstappen, Bottas, Hamilton, Gasly, Leclerc, Sainz, Alonso, Giovinazzi, Ricciardo e Ocon.

Os pilotos só ocuparam a pista nos últimos três minutos de atividade, Verstappen melhorou o tempo para 1m08s885, conquistando a décima pole da carreira. Hamilton superou Bottas para anotar 1m08s923, separados por apenas 0s038. Bottas foi empurrado para a terceira posição. 

Destaque para os carros de motor Ferrari. Charles Leclerc ficou com a quinta posição, acompanhado por Carlos Sainz e Antonio Giovinazzi.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados