ColunistaFórmula 1Post

Wolff comenta sobre contrato de Lewis Hamilton, o acordo deve sair até o GP do Bahrein

Em entrevista, Wolff disse que está negociando com Hamilton pelo Zoom, o piloto deve estar no grid de 2021 da F1

O chefe de equipe da Mercedes, Toto Wolff, concedeu uma entrevista para a TV austríaca ORF, e aproveitou o momento para falar sobre a contratação de Lewis Hamilton. O motivo para todos estarem ligados nos passos da equipe alemã, ou melhor, em suas redes sociais, é justamente o contrato não fechado com heptacampeão mundial.

Wolff informou que todas as negociações estão sendo feitas pelo Zoom, eles ainda não chegaram a um acordo, mas ele deve sair antes da primeira etapa do ano ser disputada – em 28 de março, os carros vão estar alinhando no Bahrein. As conversas estão sendo realizadas desta forma até porque o Wolff e Hamilton não estão no mesmo país.

 “Os advogados estão trabalhando duro. Não tornamos a vida fácil para eles, é claro, quando ambos discutimos sobre o Zoom, continuamos passando algumas surpresas para os advogados. Em algum momento iremos finalizá-lo. É assim que funciona nas negociações.”

“Temos uma base realmente sólida em nosso relacionamento. Comemoramos grandes sucessos juntos e queremos continuar fazendo isso no futuro. Mas às vezes você tem que falar as coisas em detalhes, e isso demorou, ou ainda nos levará, algum tempo.”

Foto: reprodução Mercedes

Não estão cogitando a possibilidade de o inglês não estar alinhando no grid em 2021 e Wolff aproveitou o momento para cobrar uma resposta de Hamilton: “[Deve ser resolvido] antes do Bahrein, o mais tardar – você terá que assinar algo em algum momento!” ele disse.

Como o contrato não foi assinado ainda, foi levantado a hipótese de George Russell ocupar o assento de Lewis Hamilton, já que o piloto substituiu o inglês no GP de Sakhir de 2020 e obteve uma boa performance em um carro de ponta. Mas Wolff afirma que não usou o outro piloto como uma ameaça para intimidar Hamilton.

“Nunca jogamos a carta de George Russell”, disse ele. “Ele se saiu incrivelmente bem e um dia estará em um carro de ponta, mas nossa parceria de longa data não tem nada a ver com fazer gestos ameaçadores. Sabemos que queremos correr juntos. E agora temos que negociar o contrato”, finalizou.

As marcas sólidas de Hamilton com a Mercedes e a longa parceria deve permanecer em 2021. Outras questões sobre a contratação não foram levantadas, mas Wolff deve conseguir o que deseja sim.

Nesta mesma entrevista, o chefe de equipe informou que contraiu o Covid-19, mas não teve nenhuma consequência que poderia ser provocada pelo vírus. Ele passou as férias de inverno na Áustria, cumprindo a quarentena.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo