ColunistaFórmula 1Post

Volta por Volta – Pérez conquista vitória e Russell garante os primeiros pontos em Sakhir

O mexicano foi acertado por Charles Leclerc e conseguiu se recuperar, galgando posições para cruzar a linha de chegada na primeira posição

A Mercedes deu um show na ponta com a disputa entre George Russell e Valtteri Bottas, mas errou na mesma medida naquele ‘pit-stop de segurança’ que deu completamente errado. No momento que o Safety Car entrou na pista por conta da batida de Jack Aitken, a sucessão de erros custou a corrida de Russell e Bottas perdeu desempenho. Vale dizer que o inglês precisou recorrer a outro pit-stop quando estava na segunda posição e na caça de Sergio Pérez e ainda teve que remar no grid para chegar à zona de pontuação.

Confira: Pérez aproveita deslize da Mercedes e vence primeira corrida da carreira, acompanhado por Ocon e Stroll no pódio

A trapalhada da Mercedes com os pneus que levou os mecânicos a instalarem pneus que foram alocados para Bottas durante o fim de semana, tudo por conta de uma falha de comunicação no rádio. O time alemão percebeu o problema imediatamente e Russell foi chamado para os boxes completando apenas uma volta com os compostos. Como o regulamento deixa em aberto a decisão a FIA optou por aplicar apenas uma multa de €20,000, mantendo os pontos e a posição de George Russell após o GP de Sakhir.

Com isso Sergio Pérez pode conquistar a vitória tão sonhada em sua carreira e mais um pódio para a Racing Point no ano. Esteban Ocon conseguiu um bom desempenho e ficou com a segunda posição, acompanhado por Lance Stroll que foi o terceiro colocado nesta corrida.

Saiba como foi o GP de Sakhir

Na manhã de domingo a McLaren recebeu a punição por trocar componentes no motor de Lando Norris, a Renault identificou um problema na unidade de potência e assim o piloto precisou largar da 19º posição, Pietro Fittipaldi continuava com mais punições que o piloto da McLaren. Inicialmente Norris largaria da 15ª posição.

Entre os dez, apenas a dupla da Mercedes conseguiu largar com os pneus médios.

Volta 1:  Bottas perdeu a ponta para Russell largando muito mal mesmo do lado mais limpo da pista. Pérez havia assumido a terceira posição, mas Max Verstappen tentou recuperar a posição e Leclerc tentou fazer a curva junto com estes pilotos. O monegasco se tocou com Pérez e Versatappen ficou sem espaço batendo no muro de contenção. O monegasco e o holandês abandonaram a corrida, enquanto o mexicano parou nos boxes e retornou na décima oitava posição.

Confira: Após incidente na largada, Leclerc é punido e perde três posições no grid do GP de Abu Dhabi

Raikkonen acabou rodando e caiu para a décima sétima posição após ser atingido por um dos carros da Williams. 

O Safety Car foi acionado e os dez primeiros eram: Russell, Bottas, Sainz, Ricciardo, Kvyat, Stroll, Gasly, Ocon, Vettel e Norris.

Volta 6/7: a relargada aconteceu, Sainz começou a atacar Bottas na busca pela segunda posição e até conseguiu realizar a ultrapassagem, mas após cometer um erro caiu novamente para a terceira posição;

Volta 8: Lando Norris ultrapassou Vettel e conseguiu a nona posição, após largar do décimo nono lugar;

Volta 9: Pérez passou a ser o décimo quanto, após ultrapassar Giovinazzi. Vettel retomou a décima posição, após ser ultrapassado por Albon. Na ponta Russell já tinha 1s6 de vantagem para Valtteri Bottas;

Volta 10: Pérez seguia remando e já era o décimo segundo se aproximando rapidamente de Albon. Antonio Giovinazzi foi ultrapassado por Nicholas Latifi, o motor da Mercedes respondia melhor ao circuito. Outra disputa de fim de pelotão era entre Fittipaldi e Aitken;

Volta 11: Albon conquistou a décima posição e Pérez realizou a ultrapassagem em Vettel, o alemão caiu para o décimo segundo lugar;

Volta 12: Carlos Sainz começou a informar sobre um problema na recuperação de energia e desta forma era possível ver Daniel Ricciardo se aproximando do piloto da McLaren;

Volta 13: Kvyat conseguiu abrir o DRS por estar a menos de um segundo de Ricciardo, assim como Lance Stroll e Pierre Gasly;

Volta 17: mesmo com as aproximações era difícil realizar as ultrapassagens pois vários pilotos estavam conseguindo abrir o DRS juntos;

Volta 20 – Os dez primeiros eram: Russell, Bottas, Sainz, Ricciardo, Kvyat, Stroll, Gasly, Ocon, Norris e Albon. O líder já tinha 1s9 de vantagem para o finlandês da Mercedes.

Albon realizou a ultrapassagem em Lando Norris e Pérez aproveitou o momento para realizar a ultrapassagem no piloto da McLaren;

Volta 21: primeira parada realizada dentro da janela de trocas, Norris passou a ser o décimo oitavo e investiu nos pneus médios.

Albon foi ultrapassado por Pérez que assumiu a nona posição;

Volta 22: a diferença entre Russell e Bottas havia reduzido para 1s7, o finlandês estava tentando realizar voltas mais rápidas que o companheiro de equipe;

Volta 25: parada de Kimi Raikkonen que investiu nos pneus duros para retornar ao circuito;

Volta 26: Alexander Albon não estava conseguindo velocidade para se aproximar de Pérez, o mexicano tinha 1s2 de vantagem para o tailandês;

Volta 27: Giovinazzi e Magnussen nos boxes, o italiano apostou nos pneus duros, enquanto Magnussen utilizava os pneus médios;

Volta 28: Kvyat foi para os boxes e retornou com os pneus médios, assim como Latifi na Williams;

Volta 29: Carlos Sainz que era o terceiro colocado parou e instalou os pneus médios, assim como Pierre Gasly;

Volta 30: Ricciado fez a sua parada e retornou atrás de Sainz e Kvyat;

Volta 33: Vettel, Aitken e Fittipaldi realizaram as suas paradas. O alemão retornou na décima segunda posição de pneus duros, mas a parada foi bem ruim;

Volta 34: a Mercedes continuava na pista, com Russell em uma boa performance. O piloto tinha mais de 2s7 de vantagem para o finlandês;

Volta 40 – Os dez primeiros eram: Russell, Bottas, Stroll, Ocon, Pérez, Albon, Sainz, Kvyat, Ricciardo e Gasly;

Volta 42: Ocon nos boxes, retornando com os pneus duros.

O décimo segundo já havia tomado uma volta do líder da prova;

Volta 43: Stroll que era o terceiro colocado retornou na décima nona posição, apostando nos pneus médios. Ocon atacou o canadense e conseguiu realizar a ultrapassagem e assumiu o nono lugar;

Volta 46: Russell nos boxes, retornando com os pneus duros. Bottas assumiu a ponta;

Volta 47: O piloto da Mercedes reclamou da falta de potência, mas mudou o mapa do motor e voltou a reduzir a distância para Bottas;

Volta 48: Pérez e Albon nos boxes, ambos apostando nos pneus duros;

Volta 50: parada de Bottas, o finlandês retornou na segunda posição. Russell já tinha 8s4 de vantagem para o finlandês;

Volta 52: Gasly nos boxes retornando de pneus duros para a pista;

Volta 54: a AlphaTauri estava investindo em uma segunda parada e Kvyat retornou na décima posição com um jogo de pneus duros instalados;

Volta 55: Latifi encostou o carro após enfrentar um problema com a Williams.

Safety Car virtual ativado, vários pilotos realizaram as suas paradas; Norris, Vettel, Giovinazzi, Magnussen, Aitken e Raikkonen. Outro pit-stop ruim de Vettel;

Volta 56: Sainz e Ricciardo nos boxes para mais uma parada.

Volta 57: Pérez realizou a ultrapassagem em Stroll, assumindo a quarta posição, após uma fritada de pneus do canadense;

Volta 58: Pérez assumiu a terceira posição, após realizar uma prova de recuperação com aquela batida no início da corrida;

Volta 60 – Os dez primeiros eram: Russell, Bottas, Pérez, Ocon, Stroll, Albon, Sainz, Ricciardo, Kvyat e Gasly;

Volta 61: Aitken foi para os boxes após bater na reta dos boxes.

O Safety Car foi acionado;

Volta 63: Russell teve uma parada ruim, mas a parada de Bottas foi ainda pior, pois a pistola acabou falhando quando ele foi para os boxes. O finlandês retornou na quinta posição;

Albon foi para os boxes e retornou na décima posição apostando nos pneus macios;

Volta 64: Russell precisou ir para os boxes mais uma vez por estar com os pneus trocados e retornou na quinta posição;

Os dez primeiros eram: Pérez, Ocon, Stroll, Bottas, Russell, Sainz, Ricciardo, Kvyat, Gasly e Albon;

Volta 68/69: a relargada aconteceu e Pérez segurou a ponta, com Ocon na segunda posição. Stroll era o terceiro colocado, enquanto Bottas era atacado por Russell.

 

Albon realizou a ultrapassagem em Gasly e assumiu a décima posição;

Volta 70: Russell realizou a ultrapassagem e assumiu o quarto lugar após ser fortemente pressionando pelo finlandês que havia escapado da pista. Carlos Sainz aproveitou o momento para se aproximar do finlandês;

Volta 72: Russell assumiu a terceira posição ao ultrapassar Stroll. Albon era o oitavo colocado;

Volta 73: Russell assumiu a segunda posição após ultrapassar Ocon;

Volta 74: O piloto da Mercedes já estava se aproximando de Pérez para tentar retomar a primeira posição. Bottas não conseguia realizar a ultrapassagem em Stroll;

Volta 77: Sainz conseguiu realizar a ultrapassagem em Bottas e Ricciardo aproveitou o momento para conseguir a sexta posição;

Volta 78: Bottas caiu para a nona posição e estava super lento na pista;

Volta 79: Russell estava com um furo no pneu e de segundo retornou na décima quinta posição com os pneus macios;

Pérez era o líder da prova;

Volta 83 – Os dez primeiros eram: Pérez, Ocon, Stroll, Sainz, Ricciardo, Albon, Kvyat, Bottas, Gasly e Norris;

Volta 85: Russell já era o décimo primeiro colocado e seguia escalando o grid;

Volta 86: o inglês assumiu a décima posição com a ultrapassagem em Gasly;

Volta 87: Russell assumiu a nona posição. Pérez venceu a corrida com Esteban Ocon na segunda posição, enquanto Lance Stroll foi o terceiro colocado. Sainz não conseguiu realizar a ultrapassagem e ficou com o quarto lugar. Bottas terminou a prova na oitava posição, acompanhado por Russell;

 

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo