ColunistaFórmula 1Post

Verstappen supera Sainz e lidera TL3 em Mônaco. A sessão foi encerrada em regime de bandeira vermelha

A dupla da Ferrari liderou boa parte da sessão, os tempos estabelecidos por Sainz e Leclerc só foram superados no final da atividade

O sábado (22) começou agitado em Mônaco, a Fórmula 1 retomou as atividades nesta manhã. Max Verstappen foi o líder da atividade após anotar 1m11s294, mas a Ferrari segue roubando a cena: Carlos Sainz e Charles Leclerc se revezaram na liderança da atividade, dominando boa parte da sessão. Foi o espanhol que ficou com a segunda posição, após anotar 1m11s341, acompanhado pelo monegasco com 1m11s552.

Os pilotos da Mercedes falaram na quinta-feira que estão com dificuldade para aquecer os pneus em Mônaco e neste sábado com as temperaturas caíram, eles podem ter sentido ainda mais. Valtteri Bottas fechou na quarta posição, com Lewis Hamilton em sétimo.

A dupla da Alfa Romeo volta a chamar a atenção, a equipe também ficou boa parte da atividade entre os dez primeiros, Kimi Raikkonen garantiu a oitava posição, enquanto Antonio Giovinazzi fechou em décimo primeiro. Sim, o grid está mais uma vez bem misturado, desta forma vamos ver a resolução desta disputa na classificação. Nesta atividade as várias equipes utilizaram os pneus macios, buscando as suas melhores voltas. 

Duas bandeiras vermelhas apareceram nos últimos minutos da atividade, a primeira foi provocada por Nicholas Latifi que perdeu o carro na chicane da piscina, enquanto Mick Schumacher bateu no cassino.

A classificação será disputada hoje às 10h.

Saiba como foi o terceiro treino livre em Mônaco

Após um dia sem atividades da Fórmula 1 em Monte Carlo, a categoria principal retorna ao circuito para o terceiro treino livre e realiza uma preparação para a classificação que também será disputada hoje.

Os carros da Fórmula 2 realizaram a Corrida 1 nesta sexta-feira e a Corrida 2 foi disputada algumas antes do TL3 da F1.

A chuva caiu no circuito, mas no momento que os carros da F1 foram para a pista a situação estava estável. A temperatura na pista estava na casa dos 28°C, com 18°C no ambiente, bem diferente do que os pilotos da F1 encontraram na pista. Como choveu no circuito, as características da pista mudam um pouco.

Após três minutos de pista liberada a dupla da Alfa Romeo invadiu a pista, os carros estavam usando os pneus macios. Kimi Raikkonen anotou 1m14s293, acompanhado por Antonio Giovinazzi com 1m16s087. Pouco depois Daniel Ricciardo anotou 1m14s792 se encaixando na segunda posição, entre os carros da Alfa Romeo.

Com dez minutos de atividade a dupla da Ferrari assumiu a liderança, Charles Leclerc anotou 1m12s633, acompanhado por Carlos Sainz com 1m13s300. Neste momento apenas Pierre Gasly, George Russell e Latifi estavam completando algumas voltas com os pneus médios. Enquanto apenas a dupla da Haas testava os compostos duros.

Os tempos seguiam melhorando, Leclerc anotou 1m11s658, com Sainz que tinha 1m12s183. Neste início de atividade a Alfa Romeo estava nas primeiras posições, Giovinazzi era o quarto colocado com 1m12s563. Max Verstappen era o terceiro colocado com 1m12s495.

Em 20 minutos de atividade os dez primeiros eram: Leclerc, Sainz, Pérez, Verstappen, Giovinazzi, Norris, Stroll, Raikkonen e Gasly. A dupla da Mercedes já estava na pista, mas Lewis Hamilton era apenas o décimo primeiro colocado com 1m13s278. Entre os dez apenas Pérez e Gasly estavam usando os pneus médios.

Com um pneu de 14 voltas, Sainz cravou 1m11s452, superando Verstappen por 0s033. Em alguns momentos deste treino livre, foi possível observar muito tráfego na pista, algo que pode dificultar a classificação.

Depois de meia hora de atividade, os dez primeiros eram: Sainz, Verstappen, Leclerc, Hamilton, Bottas, Pérez, Norris, Giovinazzi, Gasly e Stroll. Vettel era o décimo primeiro colocado. Alguns pilotos estavam nos boxes realizando uma breve pausa, se preparando para novas voltas rápidas, antes de retornar para o circuito com novos pneus macios.

Raikkonen retornou para o circuito nos últimos 20 minutos e da décima segunda posição, saltou para o oitavo lugar com 1m12s298.

Com 17 minutos de atividade o regime de bandeira vermelha foi instaurado, Nicholas Latifi acabou batendo no muro de contenção após ‘saltar’ na chicane da curva 15 e 16, quebrando a suspensão. O piloto da Williams já estava perdendo a traseira do carro instantes antes de bater. A remoção do FW43B ocorreu rapidamente, mas por conta da limpeza de pista a atividade levou um pouco de tempo para ser retomada. 

A pista foi liberada com 12 minutos de atividade e os pilotos que retornavam para o circuito estavam com os pneus macios. Nos últimos cinco minutos, Verstappen saltou para a primeira posição com 1m11s294. Valtteri Bottas era o quarto colocado com 1m11s765, seguido por Pérez com 1m11s817. Os últimos minutos foram bem agitados, com vários pilotos registrando voltas rápidas.

Nos últimos dois minutos, Mick Schumacher acabou batendo forte na curva do Cassino, provocando uma bandeira vermelha, o carro ficou bem destruído.

Max Verstappen ficou com a liderança da sessão, o piloto holandês foi seguido de parto pela dupla da Ferrari, separado apenas por 0s047. 

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados