ColunistaDestaquesFórmula 1PostTruco da F1

Truco na F1: Magnussen, aquele 5 de paus patético!

Quando tá 1×1 o seu parceiro joga um esconde a carta, o guri do seu lado joga um 5 de paus e você têm apenas um 4 na mão, não existe derrota pior que perder um naipe tão baixo, porém apenas um acima do seu!

Isso me lembra como é superar as Williams na F1, nas últimas temporadas chegar a frente delas é uma missão obrigatória, você jamais deve se contentar com uma posição atrás deles, é patético, Kevin Magnussen só conseguiu tamanha proeza quando batia em seu colega de equipe, um feito patético, para pilotos patéticos que são patéticos em ainda estarem correndo em uma equipe que teve um resultado patético.

lllDos Prolegomenos

Único pódio do Magnussen foi no GP da Austrália de 2014. Magnussen já no treino classificatório foi o 4º colocado, posição que conseguiu auxiliar o piloto nórdico a chegar na segunda colocação da prova, após a desclassificação do azarado Daniel Ricciardo que estreava na RBR.

Este GP dava aos fãs da McLaren uma falsa impressão da qualidade do dinamarquês e do que a McLaren tinha a apresentar naquele ano.

Bom depois disso foi ladeira abaixo, rebaixado para piloto reserva em 2015 na McLaren uma vez que Dom Fernando das Astúrias chegava novamente a equipe papaya.

No final de 2015 assinou com Renault, já para a temporada de 2016, substituindo o Pastor Maldonado e tendo como companheiro o mais injustiçado dos pilotos, o pior piloto que vimos nos últimos anos Jolyon Palmer.

Garoto Kevin com a sua postura orbitando entre um piloto veloz e um piloto desastroso na F1 se mostrou mais perdido que Macaulay Culkin em Nova York, só não vou traçar um paralelo com a carreira dos dois pois Culkin não merece tamanho rebaixamento.

lllMagnussen 2020

Kevin Magnussen vive as sombras da renovação ou não de contrato, já apontou que adora a trabalhar na equipe, porém não sabemos se as portas estarão abertas a ele, bom se não estiver ele pode quebrar elas.

Na pré-temporada a equipe teve muitas quebras e situações onde o questionamento se a permanência dela na F1 continuaria o que logo indica que até a permanência dele, uma vez que será difícil alguém pegar essa bucha, bom como não estamos tratando de domino, acredito na permanência da equipe sim para 2021 e um longo tempo na F1, porém Magnussen fica a cada dia mais difícil de se defender na categoria.

Piloto rápido e arrojado, isso não podemos negar, contudo tanto talento fica ofuscado por batidas bobas e um temperamento explosivo, um perfil que não cabe mais na F1.

 

Mostrar mais

Rubens Gomes Passos Netto

Editor-chefe do BP, host do BPCast e colunista.

Deixe uma resposta

Artigos relacionados