ColunistaDestaquesFórmula 1PostTruco da F1

Truco da F1: Haas o Cinco de Ouro, a conquista pelo Oeste nunca foi tão amargo!

O Oeste americano, uma história rica de conquistas, lutas, perdas e glórias, porém sempre tivemos a presença de baralho nele e sempre que assistia a um filme de Velho Oeste eu via aqueles cowboys da Marlboro jogando cartas, pensava quando criança que eles estavam jogando truco.  No meu imaginário este era o único jogo de carta existente, porém após quebrar algumas barreiras conheci outros jogos e vi o porquê são chamados de jogos de azar, pois nele você aposta a sua sorte e torce para que ela não se vá.

Na Fórmula 1 não é diferente e a equipe Haas fez a sua aposta em 2014….

lll Dos Prolegômenos

Em 2014 Gene Haas anunciou a sua entrada na Fórmula em 2015, uma jogada ambiciosa para um dono de equipe na Nascar onde o gene da competição destoa e muito da Fórmula 1. Porém foi um homem que já conhecia bem a Fórmula 1 que convenceu o Sr. Gene a entrar na categoria, como um bom homem de negócios Gene Haas optou por adentrar as portas da F1 somente em 2016 pois queria ter certeza de que não faria feio!

O inicio foi até promissor, para o Grosjean que largou de 19º e chegou em 6º no GP da Austrália de 2016, no entanto seu companheiro Esteban Gutierrez acabou colidindo com o Fernando Alonso em um dos acidentes mais lindos esteticamente falando da F1, bom acredito que o 5º lugar do Grosjean no Bahrein na etapa seguinte foi um gás também para equipe, porém péssimos resultados nas corridas seguintes não favoreceu a ousada empreitada norte-americana.

Bons e maus resultados foram o que mais se viu na equipe, não podemos dizer que eles não são persistentes, contudo eu os vejo mais como teimosos, a famosa teimosia da Carolina do Norte do qual eu acredito que foi irrigada naquelas terras pelo saudoso e gato James Fraser.

lll Haas em 2020

“Teimosia é pouca” já dizia a minha saudosa vó quando eu e meus irmão teimávamos em jogar truco nos momentos errados ou de ir andar a cavalo em datas religiosas, bom as cicatrizes que eu tenho no rosto concordam com ela.

Teimosia é pouca para uma equipe que amargou uma temporada como a de 2019 por resultados patéticos, ridículos por disputas infantis de seus pilotos que muitas vezes disputavam 0 pontos, ou seja, nem na bendita da zona de pontuação ela estava.

Para 2020 a pré-temporada não foi muito satisfatória, digo mais, foi mais um show de horror, bom só desejo o melhor para a equipe em 2020, pois este foi o prazo que Gene Haas deu para o tio Gunther, este deixou o papel dele na #F1 para a carta coringa.

 

Mostrar mais

Rubens Gomes Passos Netto

Editor-chefe do BP, host do BPCast e colunista.

Deixe uma resposta

Artigos relacionados