ColunistaFórmula 1Post

TL2 Rússia – Bottas e Hamilton disputam a ponta, mas finlandês segue na liderança

A sessão foi mais movimentada, durante as voltas rápidas travadas com os pneus macios, Bottas e Hamilton disputaram a ponta, mas por conta de um erro do inglês, o finlandês ficou com a liderança

O TL2 mostrou um pouco mais as reais posições dentro da pista, os pilotos exploraram as voltas de classificação utilizando os pneus macios e assim Valtteri Bottas e Lewis Hamilton travaram uma disputa pela ponta, mas o finlandês permaneceu na liderança após anotar 1m33s519 ao superar o inglês por 0s267.

Daniel Ricciardo quer mostrar a força da Renault no circuito e voltou para as primeiras posições, fechando o dia na terceira posição. Carlos Sainz foi o quarto colocado ao superar o tempo estabelecido por Lando Norris.

Confira: TL1 Rússia – Em atividade tímida, Valtteri Bottas leva Mercedes ao primeiro lugar

Sergio Pérez foi o sexto com a Racing Point, enquanto Lance Stroll ficou com a décima sétima posição. Max Verstappen ficou apagado e fechou apenas na sétima posição, seguido por Charles Leclerc com a Ferrari e Esteban Ocon com o segundo carro da Renault em nono. Sebastian Vettel fechou na décima posição.

Os pilotos foram vistos cometendo alguns erros e extravasando os limites de pista, mas desta vez não tivemos a interrupção da sessão por conta de uma bandeira vermelha. As equipes seguiram testando os pneus, utilizando compostos diferentes em seus carros e por conta dos compostos mais macios escolhidos pela Pirelli, alguns pilotos passaram a relatar o grande consumo deles. Assim como já é esperado, os times também trabalharam na simulação de corrida.

A Fórmula 1 retorna neste sábado às 6h para a realização do TL3, antes da classificação que está programada para às 9h pelo horário de Brasília. 

Saiba como foi o Segundo Treino Livre na Rússia

Na pista a temperatura estava na casa dos 38°C, com 28°C no ambiente. As temperaturas subiram desde o TL1.

Com os boxes liberados, Grosjean, Norris e Ricciardo partiram para uma volta de verificação. O piloto da Haas foi o primeiro a anotar 1:39.093 com os pneus duros, enquanto Lando Norris bateu o tempo estabelecido pelo francês e anotou 1:36.130 com os pneus médios.

Giovinazzi que perdeu boa parte do TL1, foi logo liberado e era o quarto colocado com 1:37.857, pois Valtteri Bottas era o líder com 1:36.065, acompanhado por Norris e Magnussen. Os pilotos investiam na utilização dos pneus duros e médios nesta primeira fase.

Desta vez a Mercedes instalou os pneus duros no carro do finlandês, enquanto Lewis Hamilton era visto com os médios e passou para a ponta com 1:34.890, superando em 1s175 o tempo do finlandês.

Ricciardo era visto brigando pelas primeiras posições, o australiano era o segundo colocado, com Max Verstappen na terceira posição.

Charles Leclerc reclamou do pneu dianteiro esquerdo ao passar por uma das zebras no circuito. O monegasco permaneceu na pista até esse pneu ser limpo e seguiu realizando a suas atividades.

Restando dez minutos para a conclusão da primeira meia hora, Bottas e Hamilton já haviam instalados os pneus macios, o inglês anotou 1:33.786, separado do finlandês por 0s097.

Com a conclusão da primeira meia hora, as posições eram: Hamilton, Bottas, Ricciardo, Verstappen, Pérez, Albon, Norris, Raikkonen, Gasly e Magnussen.

Hamilton acabou passando do ponto ideal para a freada, mas conseguiu evitar a batida e danificar a sua asa dianteira. O inglês e o companheiro de equipe estavam em disputa direta durante as voltas rápidas. Bottas assumiu a liderança ao anotar 1:33.519, contra 1:33.786 de Hamilton.

As voltas rápidas começaram para os outros pilotos que também instalaram os pneus macios antes das voltas de simulação de corrida começarem. A Alfa Romeo conseguiu uma boa volta, Raikkonen encaixou o carro no sexto lugar, enquanto Giovinazzi era o nono.

Pouco a pouco os pilotos foram melhorando as suas voltas com os novos compostos, Lando Norris passou para a quarta posição com 1:34.847 e em seu carro era possível ver o flow-vis espalhado em parte da asa dianteira.

Restando quarenta minutos para o término da sessão, os dez primeiros eram: Bottas, Hamilton, Ricciardo, Sainz, Norris, Pérez, Verstappen, Leclerc, Ocon e Vettel.

Os pilotos passaram a alterar os compostos que haviam utilizado no início da sessão para verificar a sua durabilidade, realizando a simulação de corrida com o tanque do carro mais cheio. Alguns pilotos ainda extravasaram os limites de pista. A sessão foi bem mais movimentada que o TL1. 

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo