Fórmula 1

TL2 Itália – Em sessão disputada, Vettel puxa dobradinha da Ferrari

Sebastian Vettel levou a Ferrari a liderança da sessão, após uma disputa intensa pela ponta com Raikkonen e Hamilton. O alemão registrou 1:21:105 superando o finlandês por 0s270 e está marca foi obtida na segunda vez que Vettel foi a pista com novos jogos de supermacios.

O alemão ainda protagonizou uma escapada de pista na Parabolica. Após perder a traseira do seu carro e danificou a asa traseira da sua Ferrari e precisou retornar aos boxes, a equipe iniciou os seus trabalhos e logo ele pode voltar para a pista para realizar uma verificação e participar das voltas de simulação de corrida.

Bottas ficou na quarta posição, seguido por Verstappen e Ricciardo. A dupla da Racing Point Force India passou a ocupar o sétimo e o oitavo lugar com Ocon e Pérez. Para fechar o top-10, vinha Charles Leclerc e Hulkenberg.

Marcus Ericsson sofreu um acidente nos primeiros minutos da sessão, após perder o controle do carro quando entrava na primeira curva. Nada de grave ocorreu com o piloto da Sauber, mas o carro ficou bem danificado. Depois disso a equipe passou a trabalhar no carro de Charles Leclerc para fazer várias verificações e tentar encontrar alguma falha, para que o monegasco não passasse pelo mesmo problema que o companheiro.

A Fórmula 1 volta amanhã na realização da terceira sessão de treinos livres. Os carros vão estar na pista a partir das 7h pelo horário de Brasília.

Saiba com foi o Terceiro Treino Livre

A segunda sessão começou sem chuva na pista e tinha 66% de chances de retornar a chover. A temperatura na pista era 26°C e no ambiente estava em 21°C.

 

A dupla da Sauber foi a primeira a deixar os boxes e com a pista seca já passavam a utilizar os pneu slick, Charles Leclerc estava com os macios (faixa amarela) e Marcus Ericsson com os médios.

Com menos de três minutos de sessão os carros retornavam aos boxes depois de Ericsson sofrer um acidente um pouco antes da primeira curva, perdendo o controle da parte traseira do carro e sendo mandado direto para o muro de contenção. Com a pancada ele sofria uma capotagem e o carro ficava bem danificado, mas nada aconteceu com o piloto.

 

 

 

 

A pista tinha que ser limpa e só fora liberada restando sete minutos para o término da primeira meia hora de sessão. Alonso era o primeiro a deixar os boxes utilizando os pneus médios. Os pilotos que estavam realizando a sua volta de instalação enquanto o acidente havia ocorrido retornavam rapidamente para a pista.

 

Vettel era o único utilizando os pneus supermacios.

Os tempos não demoraram a surgir e Hamilton se tornar o líder da sessão ao registrar 1:22:837 e era seguido por Ricciardo e Raikkonen.

Sebastian Vettel tomava a ponta do inglês ao registrar 1:22:640 quando completava a sua primeira volta cronometrada.

A disputa pela ponta era acirrada e parecia classificação na luta pela pole, o inglês da Mercedes conseguia registrar 1:21:938 e logo depois Raikkonen superava ele com 1:21:873, estes estavam com os pneus macios.

Na quarta volta de Sebastian Vettel o seu tempo era 1:21:716, após colocar 0s157 no companheiro de equipe. Com pouco mais de 57 minutos de sessão as posições eram: Vettel, Raikkonen, Hamilton, Bottas, Grosjean, Ricciardo, Verstappen, Ocon, Magnussen e Pérez.

 

Com quase 50 minutos de sessão, a maioria dos pilotos estava nos boxes. O carro de Charles Leclerc passava por uma inspeção, após o monegasco ter ido a pista e perceber que a asa traseira da sua Sauber não estava fechando e no momento que Ericsson acabou sofrendo o acidente a sua asa traseira se manteve aberta enquanto o piloto estava tentando frear para realizar a primeira curva.

 

Restando pouco mais de 40 minutos para o término da sessão, Sebastian Vettel retornava a pista utilizando um novo jogo de surpermacios. Bottas, Grosjean, Pérez, Ocon e Gasly também acompanhavam o alemão da Ferrari na troca do composto.

Bottas melhorava a sua marca ao registrar 1:22:045, mas se mantinha na quarta posição, enquanto Hamilton conseguia subir para a segundo 1:21:854. Pérez em sétimo, assim como Ocon em nono era mais um dos pilotos que melhoravam na busca de suas novas voltas rápidas.

Raikkonen passava a assumir a ponta com 1:21:375 superando o companheiro de equipe por 0s093.

A Williams com Sirotkin e a McLaren com Vandoorne haviam enviados os carros para a pista com o flow-vis espalhado. A equipe de Grove utilizava o fluido na parte dianteira, já a outra por testar uma nova asa traseira no seu carro, espalhava o fluido nela.

Com a conclusão da segunda meia hora de sessão, as posições eram: Vettel, Raikkonen, Hamilton, Bottas, Verstappen, Ricciardo, Ocon, Pérez, Hulkenberg e Grosjean.

Vettel provocava uma bandeira amarela momentânea após perder a traseira da sua Ferrari na Parabolica, mas conseguia retornar para a pista. A asa traseira acabava ficando trincada com o toque na barreira de pneus e o alemão retornava aos boxes para uma verificação.

 

Os minutos finais da sessão foram utilizados pelos pilotos para a realização da simulação de corrida. 

<

p style=”text-align: left;”> 

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo