ColunistaFórmula 1Post

TL2 Inglaterra: Lance Stroll leva Racing Point para a primeira posição

Albon que ocupou a segunda colocação, perdeu a traseira do carro e acabou batendo no circuito

A segunda sessão de treinos livres realizada em Silverstone, contou com temperaturas altas em decorrência do verão europeu, com estas condições, alguns pilotos acabaram reclamando do desgaste dos pneus e até do calor no cockpit.

Após Max Verstappen liderar a primeira sessão, foi Lance Stroll que assumiu o comando do TL2, o piloto da Racing Point anotou 1:27.274, acompanhado por Alexander Albon da Red Bull com 1:27.364.

O tailandês acabou batendo no muro de contenção ao perder a traseira do carro na curva 15, por conta dos danos no RB16, Albon não retornou para a pista e perdeu parte da sessão. Desta vez, Max Verstappen ficou na décima quarta posição. 

Valtteri Bottas ocupou o terceiro lugar, com Charles Leclerc em quarto, com Lewis Hamilton na quinta posição. Mesmo nas voltas de classificação a Mercedes ficou um pouco apagada, mas demonstra um ritmo forte na simulação de corrida e deve estar apenas escondendo o jogo. 

Nico Hulkenberg mostrava uma boa desenvoltura com o carro, esta é a segunda sessão que o alemão participa com a Racing Point e terminou em sétimo.

Pierre Gasly era o oitavo colocado com a AlphaTauri, seguido pela Renault de Daniel Ricciardo. Kimi Raikkonen ocupou a décima posição, após um TL1 complicado para a Alfa Romeo onde os dois carros rodaram na pista.

Sebastian Vettel voltou a enfrentar problemas, a equipe precisou trocar os pedais do carro e ao final do TL2 o piloto reclamou da falta de potência, não é à toa que o alemão ficou apenas com a décima oitava posição.

A Fórmula 1 retorna neste sábado às 7h (pelo horário de Brasília), para a realização do terceiro treino livre.

Saiba como foi o Segundo Treino Livre

Na pista a temperatura estava na casa dos 49ºC, com 35°C no ambiente.

As equipes começaram a liberar os pilotos para o circuito com mais de cinco minutos após o início da sessão. No carro de Ricciardo, Kvyat e Magnussen era possível ver os pilotos utilizando os pneus duros, enquanto Grosjean, Giovinazzi e Raikkonen estavam com os médios.

A escolha tem relação com a largada, por ser os mesmos compostos da temporada passada, as equipes já sabem que os pneus duros e médios são a melhor aposta para a corrida. Nesta sessão as equipes costumam testar a durabilidade dos compostos para a prova.

Charles Leclerc passou a liderar a sessão com 1:28.773, acompanhado por Giovinazzi com 1:28.872, os dois utilizavam os pneus médios. Pouco depois o monegasco perdeu a traseira do carro e foi visto rodando no circuito.

Confira: Duas vezes na Grã-Bretanha, festa na casa de Lewis Hamilton

Max Verstappen voltou a voar na pista e ocupou a primeira posição com 1:28.390, as equipes levaram atualizações aerodinâmicas, a Red Bull aposta em uma melhora significativa nesta corrida.

Alexander Albon surpreendia superando o companheiro de equipe com 1:28.174, o tailandês recebeu um novo engenheiro de equipe, este é mais um dos passos da equipe Austríaca para melhorar no campeonato.

Os carros da Mercedes passaram a buscar voltas rápidas com os pneus mais duros, Bottas saltou para a primeira posição com 1:28.039, enquanto Hamilton era o sexto colocado com 1:28.882.

Com a primeira meia hora de sessão concluída, os dez primeiros eram: Bottas, Albon, Hamilton, Verstappen, Leclerc, Giovinazzi, Stroll, Gasly, Hulkenberg e Ricciardo.

O carro do alemão da Ferrari voltou a apresentar problemas, desta vez nos pedais que precisaram ser trocados. Vettel ocupava apenas a última posição na tabela de tempos.

Após uma breve pausa nos boxes, alguns pilotos passaram a utilizar os pneus macios, Albon voltou ao primeiro lugar com 1:27.364. Os carros da Alfa Romeo surpreendiam com a terceiro e quinto lugar de Raikkonen e Giovinazzi.

Verstappen e Grosjean se estranhavam na pista, o holandês estava em volta rápida e encontrou com o piloto da Haas que andava divagar pelo circuito.

Restando 45 minutos para o final, Alexander Albon que tinha o segundo tempo, bateu no muro de contenção após perder a traseira do RB16 na curva 15.

Os pilotos retornaram quando restava 35 minutos para o término da sessão. Os dez primeiros eram: Stroll, Albon, Bottas, Leclerc, Hamilton, Sainz, Hulkenberg, Raikkonen, Ocon e Giovinazzi.

Gasly assumiu a oitava posição, seguido por Ricciardo, Raikkonen foi empurrado para a décima posição. Grande parte dos pilotos passaram a investir na simulação de corrida.

Vettel conseguiu retornar para a pista e passou a ocupar a décima oitava posição com 1:28.860 de pneus macios. O alemão ainda reclamou de falta de potência ao final da sessão.

O último lance foi a rodada de Nicholas Latifi com a Williams.

Alguns pilotos ainda treinaram a largada, após o cronometro zerar. 

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados