ColunistaFórmula 1Post

TL2 Estíria – Após diversas voltas deletadas, Max Verstappen consegue liderar a sessão

Com risco de classificação não ser realizada, os tempos do segundo treino livre podem valer para o domingo

Com previsão de forte chuva para o sábado, principalmente para o mesmo horário da classificação, os comissários informaram que os tempos obtidos pelo segundo treino livre, podem valer para determinar o grid do domingo.

Desta forma os pilotos deram mais atenção as voltas rápidas, mas na busca pela volta ideal, diversos tempos foram deletados já que os pilotos extravasavam os limites de pista. Max Verstappen foi um desses pilotos que teve diversas voltas deletadas, mas conseguiu assumir a liderança após anotar 1:03.660 de pneus macios.

Valtteri Bottas conseguiu encaixar um bom tempo, para ocupar a segunda posição, ficando separado por 0s043 do primeiro colocado. A dupla da Racing Point voltou a se destacar na sessão, Sergio Pérez se tornou o terceiro colocado, com Lance Stroll em quarto, o mexicano tinha 1:09.421, com o canadense com 1:04.241.

Carlos Sainz ocupou a quinta posição, com Lewis Hamilton em sexto, o piloto também mostra uma tocada agressiva no circuito e por isso foi prejudicado. Alexander Albon, dono do sétimo tempo, cometeu alguns erros durante a sessão.

Lando Norris que perde três posições no grid de largada, foi o oitavo colocado, Charles Leclerc terminou a sessão em nono, enquanto Esteban Ocon era o décimo. Sebastian Vettel obteve apenas a décima sexta posição.

Infelizmente Daniel Ricciardo sofreu um acidente, que danificou bastante o carro e deixou o australiano mancando.

A Fórmula 1 deve retornar neste sábado para a realização do terceiro treino livre e classificação, mas as sessões podem ser canceladas se o helicóptero não conseguir decolar.

Saiba como foi o Segundo Treino Livre

A temperatura na pista estava na casa dos 53°C, com 31°C no ambiente.

A sessão atrasou em cinco para começar, pois Igor Fraga ficou parado no final da classificação, provocando uma bandeira vermelha.

Assim que a sessão teve início, os pilotos começaram a ir para a pista utilizando os pneus médios. Com chance de chuva forte para o horário da classificação no sábado, a comissão anunciava que poderia utilizar os resultados do segundo treino livre para definir o grid de largada no domingo.

Romain Grosjean era o líder com 1:07.159, acompanhado por Antonio Giovinazzi com 1:07.189. Rapidamente Charles Leclerc pulou para o primeiro lugar com 1:06.163, seguido por Kimi Raikkonen com 1:06.339. Todos utilizavam os pneus médios. Giovinazzi e George Russell voltaram a assumir o controle dos carros, após Robert Kubica e Jack Aitken terem participado da primeira atividade na pista

Nestes primeiros minutos, Kvyat e Lando Norris utilizavam os pneus duros, o piloto da AlphaTauri anotou 1:06.116, enquanto o piloto da McLaren que ocupava a quinta posição tinha 1:06.373.

Com dez minutos de sessão realizada, Lance Stroll bateu o tempo do companheiro de equipe e assumiu o primeiro lugar, o canadense tinha 1:05.456 de pneus médios, enquanto Sergio Pérez havia anotado 1:05.977, utilizando os mesmos compostos.

Restando 16 minutos para a conclusão da primeira meia hora, Daniel Ricciardo bateu forte na curva 9. O australiano tentou virar o carro, que parecia não responder e logo a traseira do carro ficou desgovernada, puxando o piloto para o muro de contenção. Ricciardo saiu mancando do carro e foi levado para o centro médico.

Pérez havia assumido a liderança antes da batida de Ricciardo, com 1:05.296. O tempo obtido por Hamilton foi deletado, pois o piloto excedeu os limites de pista na curva 9.

As atividades foram retomadas próximo a conclusão da primeira meia hora. Pérez, Stroll, Albon, Sainz, Raikkonen, Magnussen, Norris, Giovinazzi, Russell e Grosjean utilizavam os pneus macios. 

Pérez retomava para a primeira posição com 1:04.087, seguido por Norris com 1:04.961 e Carlos Sainz em terceiro com 1:04.986. Bottas era o quarto colocado, com Hamilton em quinto. O tempo registrado por Albon fora deletado, assim como o de outros pilotos que extravasavam os limites de pista.

Alexander Albon provocou uma bandeira amarela momentânea, após perder a traseira do carro na curva 3, mas o piloto conseguiu retornar para os boxes. Após alguns tempos deletados, Verstappen conseguiu subir para a segunda posição com 1:05.570, utilizando os pneus médios. Gasly e Kvyat ocupavam o sétimo e oitavo lugar, para os motores Honda.

Restando 50 minutos para o término da sessão, os dez primeiros eram: Pérez, Verstappen, Stroll, Ocon, Norris, Sainz, Bottas, Hamilton, Gasly e Kvyat. Grande parte dos pilotos utilizavam os pneus macios, Pérez completava mais uma volta voadora, após anotar 1:03.877.

Bottas anotou 1:03.703, superando a dupla da Racing Point, após Verstappen ter mais uma volta deletado. O holandês seguiu na pista e conseguiu melhorar o tempo no segundo e terceira setor e desta forma assumia a primeira posição com 1:03.660.

Quando os pilotos entravam na última meia hora, as posições dos dez primeiros eram: Verstappen, Bottas, Pérez, Stroll, Sainz, Hamilton, Albon, Norris, Leclerc e Ocon. Vettel ocupava apenas a décima sexta posição, atrás de Russell. 

Se aproximando do final da sessão, os pilotos passaram a realizar voltas em simulação de corrida. Alexander Albon que utilizava os pneus duros, acabou rodando na curva 8 após perder a traseira do carro e provocou uma bandeira amarela momentânea.

Após o encerramento da sessão no cronômetro, os pilotos realizaram a simulação de largada. 

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados