ColunistaFórmula 1Post

TL2 Bahrein – Hamilton fecha sexta-feira na liderança, seguido por Verstappen. Abon bate e provoca bandeira vermelha

A sessão foi interrompida duas vezes, por conta da batida de Albon e a invasão dos cachorro no circuito do Sakhir

O TL2 foi realizado já na noite barenita, a sessão foi bem movimentada pois os pilotos investiram mais uma vez nos testes realizados para a Pirelli, mas ainda precisavam avaliar a durabilidade dos pneus regulares do fim de semana para estabelecer as suas estratégias.

A sessão começou com alguns pilotos escapando da pista, justamente por conta da utilização dos pneus de teste. O circuito esteve bem cheio e logo os pilotos passaram a trabalhar nas voltas rápidas. No início da atividade Lewis Hamilton esteve rodando nas últimas posições, mas nos últimos minutos o inglês encaixou a melhor volta e assumiu a liderança da sessão com 1:28.971.

Max Verstappen imprimiu um bom ritmo e ficou com a segunda posição, separado por 0s347 do piloto da Mercedes, o holandês melhorou bastante quando comparado ao seu desempenho no TL1. Valtteri Bottas foi o terceiro colocado, seguido por Sergio Pérez que também mostrou bastante domínio nesta atividade.

O grid segue embaralhado e Daniel Ricciardo foi o quinto colocado com a Renault, acompanhado por Pierre Gasly da AlphaTauri e Lando Norris que havia ficado durante o TL1 muito apagado. Lance Stroll foi o oitavo com o segundo carro da Racing Point entre os dez.

Daniil ocupou a nona posição, enquanto Alexander Albon fechou em décimo, mas acabou batendo forte na curva quinze ao perder o controle da traseira do seu carro. O RB16 ficou bem destruído por conta da batida no muro de contenção e os mecânicos vão ter muito trabalho para a recuperação do carro. O time havia cobrado um bom desempenho de Albon nesta reta final do campeonato e a batida parece comprometer um pouco a confiabilidade do tailandês.

A dupla da Ferrari ficou fora dos dez primeiros, com Sebastian Vettel ocupando a décima segunda posição, enquanto Charles Leclerc foi o décimo quinto. A Ferrari utilizou uma câmera para entender a deformação que o pneu faz, investigando todos os problemas que o carro de 2020 ainda apresenta.

A Fórmula 1 retorna neste sábado com a realização do TL3 às 8h da manhã e logo depois, às 11h os carros retornam para o circuito do Sakhir para a realização da classificação.

Saiba como foi o Segundo Treino Livre

Na pista e no ambiente a temperatura estava na casa dos 26°C.

Durante o início da sessão as equipes optaram por enviar os pilotos com os pneus de 2021, para já realizar os testes exigidos pela Pirelli. Os times estão avaliando o pneu C3 que será utilizado no próximo ano, então todos receberam o mesmo tipo de composto desta vez.

Algumas escapadas de pista acabavam acontecendo. Carlos Sainz era o líder com 1:30.989 e era seguido por Max Verstappen com 1:31.003. Os tempos começavam a reduzir a cada volta, mas a diferença ainda era mínima. 

A dupla da Mercedes seguia rodando nas últimas posições, enquanto os outros pilotos tinham chance de disputar as primeiras posições. Antonio Giovinazzi saltou para a oitava posição com 1:31.832, acompanhado por Stroll e Leclerc.George Russell, assim como Kimi Raikkonen voltaram a assumir o assento em seus respectivos carros, após não treinarem no TL1

Com cerca de quinze minutos de atividade, Charles Leclerc partiu para a utilização dos pneus médios e aos poucos outros pilotos passaram a acompanhar a troca. O monegasco anotou 1:31.032, para ocupar a terceira posição, enquanto Sebastian Vettel ocupou o quinto lugar com 1:31.223.

Raikkonen saltou para a primeira posição com 1:30.928 utilizando os pneus médios, mas Verstappen já vinha melhorando em todos os setores para superar o finlandês e anotar 1:29.318, acompanhado por Alexander Albon com 1:30.014. Pierre Gasly se posicionou entre os pilotos da Red Bull com 1:29.827.

Com a conclusão da primeira meia hora, as posições eram: Verstappen, Pérez, Gasly, Kvyat, Albon, Sainz, Ocon, Magnussen, Raikkonen e Leclerc.

Após breve testes com os pneus médios, a Ferrari passou a utilizar os pneus macios, Vettel era o sétimo colocado com 1:30.110. Daniel Ricciardo da Renault, também instalou os pneus macios e registrou 1:29.603.

Lando Norris que andou por bastante tempo nas últimas posições no TL1, conseguiu a quinta posição com 1:29.841. Vettel reclamava de vibrações no carro ao final das retas, sobre os pneus, neste momento o alemão havia completado quatro voltas com os compostos e acabou escapando um pouco da pista.

Pérez seguia pressionando a Red Bull, anotando 1:29.403, separado por 0s085 de Max Verstappen, mas pouco depois Valtteri Bottas superou o mexicano com 1:29.336.

Restando pouco mais de 40 minutos para o término da sessão, Alexander Albon acabou batendo na curva 15, o tailandês extravasou os limites de pista, a traseira do carro tracionou muito e ele acabou perdendo o controle da sua Red Bull, batendo no muro de contenção de uma forma que o carro ficou bem danificado.

O tempo seguiu em regressiva, enquanto as equipes realizavam os seus trabalhos. Restando meia hora a pista foi liberada mais uma vez, mas um cachorro invadiu a pista e eles precisaram paralisar a atividade mais uma vez.

A pista foi liberada restando 27 minutos e vários pilotos investiam nos pneus macios para realizar novos testes.

Hamilton que estava ocupando a vigésima posição, subiu para a sexto lugar com 1:29.589 de pneus macios. Vários pilotos já estavam aproveitando os últimos minutos para realizar as voltas em modo de simulação de corrida.

O inglês que estava rodando nas últimas posições e passou a avançar de forma contida no grid, conseguiu anotar 1:28.971 para assumir a primeira posição com os pneus macios em seu melhor desempenho na sexta-feira. 

 

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo