ColunistaFórmula 1Post

TL1 Toscana – Bottas lidera primeira atividade em Mugello, com Leclerc na terceira posição

A sessão foi bem movimentada, principalmente por conta da falta de dados que as equipes possuem do circuito italiano

A primeira atividade em Mugello foi bem movimentada, principalmente por conta das equipes que utilizaram a sessão para coletar dados do circuito que é completamente novo para eles.

Valtteri Bottas foi o líder da sessão com 1m17s879, sendo o primeiro piloto a romper o 1m17s e anotar este tempo. Max Verstappen aproveitou para marcar território próximo ao rival, após registrar 1m17s927, ficando assim separado por 0s048 do finlandês. É uma reação interessante do holandês que no último fim de semana ficou bem apagado durante os treinos livres e não completou a prova no domingo.

Confira: Raio-X do GP da Itália

Charles Leclerc merece o destaque do TL1, pois encaixou com a Ferrari a terceira posição, após anotar 1:18.186 e assim como os líderes o tempo foi obtido com os pneus macios. O monegasco bateu o tempo estabelecido por Lewis Hamilton que foi jogado para a quarta posição, seguido por Pierre Gasly que venceu a corrida anterior e busca mostrar a força da AlphaTauri e seus avanços.

Esteban Ocon foi o sexto colocado com a Renault, seguido por Daniil Kvyat com o segundo carro da AlphaTauri, enquanto Lando Norris fechou na oitava posição com a McLaren e até liderou momentaneamente a sessão.

Alexander Albon fechou em nono, seguido por Daniel Ricciardo que completaram o top-10. Os últimos minutos da sessão foram utilizados para a coleta de dados em modo de simulação de corrida, com os pilotos apresentando tempos mais altos.

Saiba como foi o Primeiro Treino Livre em Mugello

Na pista a temperatura estava na casa dos 35°C, com 27°C no ambiente, o calor intenso marcado pelo final do verão europeu.

Uma pista completamente nova, com poucos dados, mas bem exigente e com isso os pilotos partiram para o circuito assim que os boxes foram liberados, utilizando uma variação de pneus para a volta de verificação.

A primeira volta do circuito foi registrada por Valtteri Bottas que com os pneus duros anotou 1:22.124. O tempo de Bottas foi reduzido para 1:20.540, enquanto Pierre Gasly e Kimi Raikkonen acompanharam o finlandês da Mercedes.

Era possível ver o flow-vis espalhado por parte do bico e lateral do McLaren guiado por Carlos Sainz, o teste aerodinâmico era por conta da mudança desta peça. 

E próximo do encerramento da primeira meia hora, Pierre Gasly liderava com 1:19.859, sendo o primeiro piloto na casa de 1m19s. Pouco depois Max Verstappen anotou 1:19.439, utilizando os pneus duros, o holandês era acompanhado pelo francês da AlphaTauri.

Com a conclusão da primeira meia hora, os dez primeiros eram: Verstappen, Gasly, Hamilton, Leclerc, Ricciardo, Sainz, Russell, Bottas, Kvyat e Pérez. Do segundo colocado ao sexto, todos estavam utilizando os pneus médio.

Com cerca de 55 minutos, Charles Leclerc surpreendeu, batendo o tempo obtido pela Mercedes, o monegasco anotou 1:19.468, com um composto médio que tinha quase 10 voltas.

Com quase quarenta minutos de atividade, os pilotos realizavam uma breve pausa nos boxes, alguns ajustes nos carros antes de retornar mais uma vez para os boxes. Kimi Raikkonen foi o primeiro a retornar para o circuito e era possível ver o finlandês abandonar a utilização dos pneus médios e partiu para os compostos macios, desta forma o piloto que ocupava a décima quinta posição, passou a ser o terceiro colocado com 1:19.219.

E não demorou muito para Antonio Giovinazzi acompanhar o finlandês e assim anotou 1:19.322, com o mesmo tipo de composto. E por conta dos pneus novos, os tempos começavam a melhorar e as posições se alternavam rapidamente. Aqueles pilotos que ocupavam a parte final da tabela de tempos, passaram as primeiras posições, enquanto os outros competidores ainda estavam aquecendo os pneus.

Os pilotos começaram a andar na casa de 1m18s, Leclerc havia batido o tempo estabelecido por Lewis Hamilton quando anotou 1:18.186, contra 1:18.409 do inglês. Mas a Mercedes seguia forte e logo Valtteri Bottas melhorou a sua marca para 1:17.879. No entanto, a disparidade entre Leclerc e Vettel estavam escancaradas, o alemão ocupava apenas o décimo segundo lugar, com 1:19.267.

Nos últimos minutos os pilotos passaram a realizar simulação de corrida, após apostarem nas voltas rápidas com os macios. Alguns pilotos acabavam escapando da pista e cometendo alguns erros ao final da sessão.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo