ColunistaFórmula 1Post

TL1 Estíria – Sergio Pérez lidera a sessão com a Racing Point, após superar a Mercedes

O mexicano utilizava os pneus macios quando bateu o tempo registado pela dupla da Mercedes

A Fórmula 1 realizou nesta manhã a primeira atividade para o Grade Prêmio da Estíria, Sergio Pérez foi o líder da sessão ao anotar 1:04.867. O mexicano da Racing Point disputou espaço com a dupla da Mercedes, utilizando os pneus macios, obteve a primeira posição.

Max Verstappen encaixou o carro da Red Bull em segundo, quando passou a utilizar os mesmos compostos que a Racing Point e registrou 1:04.963. Valtteri Bottas fechou na terceira posição com 1:05.089, acompanhado por Lewis Hamilton com 1:05.120, ambos utilizando os pneus médios.

Lance Stroll havia se aproximado da dupla da Mercedes, o canadense ocupou a quinta posição com 1:05.396, nas mesmas condições que o companheiro de equipe – com os pneus macios. Alexander Albon levou o outro carro da Red Bulll para a sexta posição, acompanhado por Carlos Sainz da McLaren em sétimo.

Pierre Gasly que apostou na utilização dos pneus médios, levou a AlphaTauri para o oitavo lugar, com Daniel Ricciardo da Renault e Sebastian Vettel da Ferrari, completando o grid com os dez melhores.

Os pilotos trabalharam com voltas rápidas, iniciando a sessão com os pneus duros, evoluindo logo depois para compostos mais macios dentre as opções disponíveis.

A pista volta a ter movimento às 10h, pois será realizado a segunda sessão dos treinos livres.

Saiba como foi o Primeiro Treino Livre

A temperatura na pista estava em 42°C, com 25°C no ambiente.

Assim que os boxes foram liberados, Esteban Ocon da Renault liderou os pilotos que se encaminhavam para a pista. Jack Aitken e Robert Kubica eram os pilotos convidados para participar do TL1, o piloto da F2 ocupava o carro de George Russell, enquanto o polonês utilizava o carro de Antonio Giovinazzi.

Na Alfa Romeo era possível ver a equipe utilizando grades de aferição aerodinâmica na parte traseira do carro, enquanto a Renault as tinha instaladas, logo após a suspensão dianteira.

Com quase 10 minutos de sessão, Carlos Sainz registrou o primeiro tempo de pneus duros, 1:07.190. À medida que o tempo foi avançando alguns pilotos registraram tempo, Alexander Albon passou a liderança com 1:06.330 utilizando os compostos médios, enquanto Lando Norris ocupava a terceira posição com os pneus macios, após anotar 1:06.550.

A dupla da Ferrari deu início as atividades, com os pneus duros e este era o composto mais utilizado pelos pilotos que permaneciam na pista.

Nicholas Latifi era visto parando, após o motor do carro entrar em modo de segurança. Lembramos que George Russell recebeu uma nova unidade de potência para esta etapa, após a Mercedes identificar um problema de falha de transmissão.

A sessão foi interrompida com a bandeira vermelha, mas o tempo seguia correndo. Com a conclusão da primeira meia hora de sessão, os dez primeiros eram: Verstappen, Albon, Sainz, Norris, Leclerc, Bottas, Ocon, Pérez, Hamilton e Gasly; Apenas Raikkonen e Magnussen não tinham tempo aferido.

A pista não demorou para ser liberada e os pilotos voltaram a aferir voltas rápidas no circuito. Bottas passou para a quarta posição com 1:06.506, mas Pérez voltava a aparecer na segunda posição com 1:06.188.

Kubica retornou a pista, para realizar outro teste aerodinâmico, em seu carro da Alfa Romeo era possível ver o flow-vis espalhado pela lateral esquerda do carro, além de parte do assoalho. A Haas trabalhava no carro de Magnussen que estava parado nos boxes, o dinamarquês era o único sem tempo aferido.

Charles Leclerc pedia uma modificação na asa dianteira, para retornar a pista logo depois. O monegasco ocupava a segunda posição com 1:05.838, utilizando os pneus macios. O piloto da Ferrari conseguiu melhorar para 1:05.837, mas permanecia no segundo lugar.

Restando cerca de 40 minutos para o final, as Mercedes passaram a dominar o topo, Hamilton tinha anotado 1:05.208, com Bottas em segundo (1:05.391), ambos de pneus médios. A volta de 1:05.211 feita por Lance Stroll fora deletada pelo piloto extravasar os limites de pista.

Com 30 minutos para o final, os dez primeiros eram: Pérez, Bottas, Hamilton, Stroll, Sainz, Verstappen, Ricciado, Vettel, Kvyat e Leclerc. O mexicano da Racing Point tinha 1:04.867 de compostos macios, enquanto Stroll anotou 1:05.396.

Verstappen entrou para a disputa das primeiras posições, após abandonar os pneus médios, para utilizar os pneus macios. O holandês anotou 1:04.963, separado por 0s096 do primeiro colocado.

Restando quinze minutos para o final da sessão, os pilotos da Ferrari deixavam os carros e os engenheiros trabalhavam neles. Vettel ocupava a décima posição, com Leclerc em décimo segundo. Os pilotos da equipe italiana ainda retornaram para a pista, para mais algumas voltas, mesmo com elas sendo realizadas em ritmo mais lento. 

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados