ColunistaFórmula EPost

TL1 em Diriyah: Nyck de Vries leva a Mercedes ao primeiro lugar na volta da Fórmula E

A volta mais rápida foi conquistada nos últimos minutos da primeira sessão de treinos na Arábia Saudita

Todos os carros foram para a pista assim que autorizados. Depois de tanto tempo longe das pistas, havia pressa para coletar dados, conhecer o novo traçado e se habituar com a iluminação da primeira corrida noturna da categoria.

Como de praxe em todas as sessões de TL1, o teste de Full Course Yellow (bandeira amarela total) foi realizado bem no início da sessão. Os tempos ainda estavam bem altos. Buemi era o líder com 1:53.679, seguido por Da Costa e Vergne. 

Carros acelerando, tempos baixando. A dupla da NIO assumiu a ponta com Blomqvist marcando 1:40.327 e Turvey 1:42.840.

Com 10 minutos de treino, Buemi deslizou na pista e quase acertou o muro.

O revezamento de pilotos na liderança continuou com a dupla da Dragon assumindo a primeira posição. Nico Müller fez o tempo despencar ao fazer 1:13.935 e Sergio Sette Cãmara veio logo atrás com 1:14.104.

A posição dos dois não durou muito, pois Andre Lotterer marcou 1:13.228. Minutos depois o alemão foi superado por Rene Rast, 1:13.009.

A dupla da Techeetah apareceu para ocupar a ponta com da Costa, tendo Vergne em 3º e Alex Lynn entre os dois. Mas Pascal Wehrlein superou todos com 1:12.742..

Outros pilotos que experimentaram a liderança temporária foram Mitch Evans e Edoardo Mortara, o piloto da Venturi foi o primeiro a andar abaixo de 1.11 com 1:11.833.

Da Costa escapou na curva 18, a que dá acesso à zona de ativação do Modo Ataque, a mesma em que ele se envolveu em acidente com Buemi em 2019. O português voltou rapidamente à pista por causa da grande área de escape no local. 

Sette Câmara fez 1:11.469 e voltou ao top 5, ocupando a 3ª posição. 

Lucas di Grassi passou boa parte do tempo nos boxes, mas entrou nos últimos 20 minutos de sessão fazendo o 10º tempo, 1:11.735.

Da Costa errou a freada na mesma curva em que escapou da última vez, mas novamente conseguiu voltar para pista sem grandes problemas. 

Na frente, Lotterer era o líder com 1:10.369. Trazendo consigo a dupla da Nissan com Rowland e Buemi e a da Mercedes, com Vandoorne e de Vries fazendo o top 5. 

Oliver Turvey supreendeu e levou seu NIO ao 3º lugar com o tempo de 1:10.648.

Sergio Sette Câmara pulou para o primeiro lugar com 1:10.007. Enquanto a dupla da Virgin ocupava as duas últimas posições. 

Quando os tempos baixaram para a casa de 1:09, Mitch Evans assumiu a liderança com Nyck de Vries e Nico Müller logo atrás. Max Guenther era o 4º e Sette Câmara havia caído para a 5ª posição. 

Testando o Fanboost, Lucas di Grassi melhorou seu tempo para 1:10.072 e subiu para 7º. 

Buemi também travou roda na curva 2, por coincidência havia uma Techeetah atrás dele, dessa vez a de Vergne. 

Os dois pilotos da Dragon e Tom Blomqvist entraram em investigação por usar mais energia do regen que o permitido. E di Grassi, Mortara, Rast e Cassidy, por ultrapassarem o limite de velocidade durante a Full Course Yellow.

Nos dois últimos minutos, Nyck de Vries fez o super tempo de 1:08.693 e ficou com a ponta. Andre Lotterer chegou em segundo, 0.588 atrás do holandês. Lucas di Grassi apareceu no finalzinho para marcar o 3º tempo: 1:09.327.

Os dez primeiros terminaram dentro do mesmo segundo, Mortara e Rowland fecharam o top 5 com Venturi e Nissan, respectivamente.

Lynn, Evans, da Costa, Frijns e Guenther completaram o top 10 que foi composto por 10 equipes diferentes.

Sergio Sette Câmara não melhorou o tempo que o levou à liderança temporária e terminou em 18º, duas posições atrás de seu companheiro de equipe. 

O retorno da Fórmula E continua nesta sexta, com o segundo treino livre às 7h55 (horário de Brasília) que será transmitido com narração em português no site da TV Cultura.

Mostrar mais

Cinthia Venâncio

Cearense que acompanha Fórmula 1 desde que se entende por gente. Faz aniversário no mesmo dia do Damon Hill.

Deixe uma resposta

Artigos relacionados