ColunistaFórmula 1Post

Stephanie Travers engenheira de fluídos da Mercedes vai ao pódio durante GP da Estíria

Conheça as outras mulheres que já estiveram na comemoração do pódio da Fórmula 1

O pódio de uma corrida é um momento extremamente especial, cheio de energia, ele não marca só a vitória, mas todo o percurso para aquele momento.

Cada vez mais a equipe vencedora da a oportunidade para uma mulher ir ao pódio e passa a ser reconhecida por aquele momento. Além disso é a chance do público conhecer a sua importância na equipe.

 

Stephanie Travers, engenheira de fluídos da Mercedes – Foto: Reprodução

Neste final de semana a engenheira de fluídos Stephanie Travers fez parte da celebração. Ela é mulher, negra e africana, a primeira em 70 anos da categoria a subir no pódio da Fórmula 1. Ela nasceu no Zimbábue, é formada em Engenharia Química pela Universidade de Brandford, com mestrado em Engenharia Química Avançada pelo Imperial College de Londres.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Em 2019, ela foi selecionada em um processo global desenvolvido pala Petronas e se tornou engenheira de fluídos trabalhando com a equipe na pista em todas as etapas da temporada. A estrutura precisa estar presente em todas as corridas pois é reposável por analisar o desempenho dos lubrificantes na unidade de potência, fornecendo informações em tempo real sobre a saúde do motor.

Outras mulheres já estiveram no pódio, a primeira vez foi em 1986, quando Ginny Williams, esposa de Frank Williams representou a equipe no pódio do GP da Inglaterra, com a dobradinha com Nigel Mansell e Nelson Piquet. Após o acidente foi a primeira vez que Frank era visto publicamente, pois ele ainda desejava saber sobre tudo que envolvesse a equipe. 

Foto: Williams

Foi apenas em 2013 que outra mulher voltou ao pódio. Durante o GP do Bahrein de 2013, Gill Jones, chefe de operações eletrônicas da Red Bull, foi ao pódio com Sebastian Vettel.

Gill Jones – Foto: Reprodução Red Bull – GP do Bahrein 2013

O marco importante, voltou a ocorrer em 2015, com Kim Stevens, engenheira de aerodinâmica da Mercedes, em um pódio ao lado de Nico Rosberg e Lewis Hamilton no GP de Abu Dhabi. Um ano depois, a Mercedes escolheu Victoria Vowles, diretora de operações de marketing da Mercedes, recebeu o troféu durante o GP dos Estados Unidos, em Austin.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Em 2019 ficou mais recorrente, três mulheres estiveram no pódio, uma delas foi Marga Torres, engenheira de motor do carro de Lewis Hamilton, durante o GP do Canadá e Hannah Schmitz, estrategista-sênior da Red Bull, no GP do Brasil de 2019. Britta Seeger, esteve com Hamilton recebendo o troféu de construtores durante o GP de Abu Dhabi, ela é diretora de vendas e marketing da Mercedes.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Em 2020, durante a primeira corrida da temporada, Holly Chapman, engenheira responsável pela unidade de potência de Valtteri Bottas, acompanhou o piloto finlandês no pódio. A Mercedes repetiu a homenagem na Estíria com Stephanie Travers, desta forma nove mulheres já foram ao pódio na Fórmula 1.

Holly Chapman – Foto: GP da Áustria 2020
Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados