ColunistaFórmula 1Post

Ricciardo: “Não vou deixar o orgulho ou o ego atrapalharem”

Daniel Ricciardo não teve um bom ritmo em Ímola, mas o pódio de Norris é uma confirmação que a McLaren pode ter resultados melhores ao longo do ano

O primeiro adversário para um piloto de Fórmula 1 é seu companheiro de equipe. Nesta temporada 2021 vários pilotos trocaram de equipe em um ano de transição onde os times têm os seus gastos controlados, mas também poucas adaptações foram feitas, ter um novo piloto certamente é um desafio.

Daniel Ricciardo está se adaptando ao carro da McLaren é o seu primeiro ano com o time, este assunto deve ser tocado ainda em outras etapas, assim como é um comentário válido para Sergio Pérez na Red Bull ou Sebastian Vettel na Aston Martin.

O australiano se classificou à frente do companheiro de equipe, começando a corrida pelo P6; Lando Norris quase largou de uma posição melhor, mas por conta dos limites de pista teve a sua volta deletada, como era o último giro rápido da sessão, o piloto começou o GP da Emilia Romagna de P7.

Um momento de decisão

Daniel Ricciardo e Lando Norris – Foto: McLaren

Após o baque da classificação, Norris buscou realizar uma boa corrida, sentindo que tinha mais ritmo que Ricciardo, pediu para a equipe a inversão das posições para ter mais chances de avançar e buscar o pódio. A McLaren acatou o pedido de Norris, falou com Ricciardo e os dois inverteram as posições.

Sempre que isso acontece levanta vários questionamentos, principalmente se era melhor a equipe deixar os pilotos se resolverem na pista. Mas em Ímola a pista estava molhada, ainda com muito spray, em um circuito travado ficar preso atrás de um piloto mais lento é a possibilidade de jogar um resultado melhor fora. Norris provou que era mais rápido que o australiano, logo depois da ultrapassagem o piloto abriu 3s7 de vantagem.

“No final, o sexto lugar do ponto de vista é bom – mas certamente o meu ritmo de corrida não era nada bom, certamente não estava rápido. Eu só tenho que continuar trabalhando nisso. É um daqueles fins de semana em que obviamente sou duro comigo mesmo e obviamente não estou contente” disse Ricciardo.

LEIA MAIS: Raio-X da Emilia-Romagna – A vitória de Max Verstappen e o fim de semana de cada equipe

O P6 não é ruim, ainda mais para uma equipe que quer garantir o terceiro lugar no campeonato de construtores, decisões assim (como a inversão dos pilotos) pode assegurar o resultado ao final da temporada, principalmente em um ano onde o meio do pelotão está muito competitivo, e a Ferrari está mais uma vez presente na briga.

Ricciardo terminou cerca de 27 segundos atrás de Norris, separado por mais de 50 segundos do líder, mas o pódio conquistado pela McLaren abre margem para melhores resultados em 2021.

“Acho que só depende de mim… parece meio simples, mas apenas continuar fazendo as voltas e, obviamente, o ritmo estará lá”, disse ele.

“Lando teve um ritmo muito forte durante todo o fim de semana e obviamente o colocou no pódio hoje, por isso fico encorajado. Certamente não estou derrotado por isso, e certamente vou aceitar onde estou no momento e apenas trabalhar nisso. Não vou deixar o orgulho ou o ego atrapalharem. É a segunda corrida de 23, a estrada é longa e vou apenas manter meu queixo para cima e trabalhar nisso.”

“Espero ser mais competitivo nas corridas que virão. É a segunda prova, então não quero ficar pensando, ‘Eu esperava já estar no pódio.’ Talvez na próxima corrida eu esteja lá. Mas vamos dizer que pelo menos hoje meu ritmo não foi tão espetacular, então vou apenas olhar para ele, trabalhar nele. Obviamente, a referência a Lando é forte, então vou apenas desbastar e fazer melhor.”

LEIA MAIS: Em dia de glória, Verstappen vence GP da Emilia-Romagna e acirra disputa com Hamilton

A equipe também está notando o ritmo forte de Lando Norris, um crescimento apresentado desde o Bahrein, o chefe de equipe da McLaren, Andreas Seidl disse: “Você já podia ver no Bahrein e no inverno que ele definitivamente deu o próximo passo como piloto.”

“É normal também que esses jovens deem passos, principalmente nos primeiros anos. Eles têm que fazer isso, caso contrário, nunca chegarão ao topo, mas é ótimo como ele está conseguindo. Ele tem confiança para fazer as suas voltas e o que ele fez hoje novamente foi ótimo.”

A McLaren certamente tem uma boa dupla para a temporada, Ricciardo vai se encontrar na equipe, basta ver o que ele fez na Renault na última temporada. Juntos a dupla já conta com 41 pontos, contra os 60 conquistados pela Mercedes.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados