ColunistaFórmula 1Post

Red Bull contrata mais funcionários da Mercedes, focados no projeto de motores

Após a contratação de Hodgkingon, a Red Bull confirmou a contratação de mais cinco funcionários da Mercedes

A Red Bull está realizando contratações importantes, pensando no futuro da equipe, motivados pelo crescimento e o novo projeto de motores. Eles já haviam anunciado a contratação de Ben Hodgkinson da Mercedes, para trabalhar na divisão de motores, como novo diretor técnico.

O chefe de equipe da Red Bull, Christian Horner já havia informado que mais contratações estavam por vir e de fato, neste Grande Prêmio da Espanha eles confirmaram mais cinco novas contratações.

Steve Blewett, que foi ‘Chefe de Fabricação’ da Mercedes High Performance Powertrains, por mais de dez anos e gerente de produção da Williams, será o Diretor de Produção na Red Bull. Omid Mostaghimi deixa o seu papel como líder da equipe eletrônica de F1 na Mercedes, para se tornar chefe de eletrônica e Powertrains e ERS no time austríaco.

Pip Clode, líder da equipe de conceito da unidade de potência na Mercedes, se junta ao chefe de design mecânico no setor de recuperação de energia da Red Bull. Steve Brodie deixa seu cargo como gerente de inspeção final e lateral para se tornar Líder de grupo de operações do motor a combustão da Red Bull. Por fim Anton Mayo, líder da equipe de engenharia da Mercedes, será o chefe do projeto da unidade de potência a combustão.

A tarefa de todas estas pessoas é atuar no desenvolvimento da unidade de potência para a Red Bull e AlphaTauri, pensando já para 2025, quando a Fórmula 1 quer implementar as novas unidades de potência.

MILTON KEYNES – Foto: reprodução Red Bull

“A Red Bull Powertrains embarcou em um programa de recrutamento que visa formar uma equipe técnica especializada, capaz de levar a operação da unidade de potência da Red Bull a corridas e ao sucesso na conquista do campeonato”, informou o comunicado do time.

Eles também informam que o novo chefe de desenvolvimento mecânico será revelado nas próximas semanas. Os seis funcionários da Mercedes que vão integrar a Red Bull, são só uma parte do que eles estão planejando para os próximos anos e novas nomeações estão por vir em um futuro próximo.

“A missão da Red Bull de fazer todos os aspectos de nossas operações de Fórmula 1 internamente por meio da Red Bull Powertrains é uma tarefa extremamente empolgante, mas também extremamente exigente, e sabemos que o sucesso só será alcançado trazendo os melhores e mais brilhantes talentos, fornecendo-lhes as ferramentas certas e criando o ambiente certo no qual podem prosperar”, disse Horner.

“As nomeações para a equipe de liderança demonstram nosso forte compromisso com esses objetivos e certamente nos beneficiamos de nosso ‘centro’ estar localizado no Reino Unido, onde temos acesso a uma grande riqueza de talentos em engenharia.”

“Trabalhando com nosso novo diretor técnico, Ben Hodgkinson, e junto com o pessoal da Honda, cada um dos funcionários seniores anunciados hoje trazem uma riqueza de experiência, conhecimento e inovação ao programa Red Bull Powertrains e nos fornecem o mais forte possível plataforma técnica para o futuro.”

A data de início para estes funcionários assumirem os seus pontos, ainda não foram anunciadas, mas entende-se que é um projeto para depois de 2022. A Red Bull está formando este time, sua divisão de motores inicialmente se baseando com a tecnologia da Honda, que será utilizada até 2024, por conta do congelamento dos motores. A tarefa mais difícil que a Red Bull tem pela frente é a construção da unidade de potência de 2025, quando uma nova tecnologia será adotada pela categoria.

LEIA MAIS: Red Bull contará com Hodgkinson como diretor técnico na divisão de motores

A Red Bull sabe qual é o ponto em seu carro que precisa de mais atenção, os anos de experiência destes funcionários tem realmente muito para acrescentar ao time – além disso, reforça a sua narrativa de investimento total para se tornar uma equipe capaz de produzir unidades de potência.

Eles estão trazendo um pessoal que vem de uma equipe sete vezes campeã do mundial de construtores, oferecem equipamento e ferramentas para eles trabalharem no início do projeto, mas de qualquer forma será um processo executado com muita pressão, principalmente por conta do tempo para entregar o seu projeto.

Movimentos de troca de funcionários entre equipes é bem comum, principalmente quando a categoria está rumando para um novo período de inovação e desenvolvimento. A Mercedes terá que se readaptar, mas está é só uma parte dos funcionários, ainda existem outros que representam a equipe e também foram essenciais para o domínio dos alemães.  

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados