ColunistaFórmula 1Post

Raio-X do GP de Abu Dhabi

O encerramento da temporada, uma corrida pouco movimentada mas retratou bem alguns pontos da temporada 2020

O último Raio-X da temporada. Um ano bem movimentado, com pilotos e equipes trocando de posição e muito agito na pista. Infelizmente Abu Dhabi não proporcionou o mesmo, foi a prova mais apática da temporada e que não representa o todo das disputas que tivemos este ano.

A McLaren ficou o terceiro lugar do campeonato de construtores, após superar a Racing Point. Lewis Hamilton retornou para o seu carro e disputou o GP de Abu Dhabi com o time alemão. Em várias equipes o clima era de despedida por conta da troca dos pilotos para 2021.

Vamos conferir como as coisas ficaram e como foi o último GP da temporada seguindo a atual ordem do campeonato de construtores.

Mercedes

Valtteri Bottas e Lewis Hamilton terminaram o GP de Abu Dhabi no pódio – Foto: Mercedes / Daimler

Lewis Hamilton recebeu o teste negativo para o Covid-19 e pode retornar ao seu carro para disputar o GP de Abu Dhabi. O inglês acabou perdendo parte do TL1 pois identificou problemas com os pedais do carro, Hamilton ainda falou sobre “o carro não estar da mesma forma que ele deixou”. O W11 utilizado pela Mercedes passou por algumas alterações para receber George Russell, desta forma as coisas não estavam realmente iguais.

O inglês ainda estava se recuperando da Covid-19 e foi sentindo mais cansaço ao longo do fim de semana. Mas o desempenho da Mercedes nesta corrida estava longe de ser o ideal, Bottas liderou apenas o TL2 e todas as  outras sessões foram comandadas pela Red Bull. A Mercedes precisou reduzir a potência dos motores fornecidos por ela, uma atitude de cautela para que fosse possível terminar a prova.

A Mercedes não acreditava que o problema da queda de desempenho esteja atrelado apenas ao motor, pois  a Red Bull tinha ritmo para a prova em Abu Dhabi. A corrida terminou com Valtteri Bottas na 2ª posição, acompanhado por Lewis Hamilton. O finlandês cruzou a linha de chegada separado por mais de quinze segundos de Max Verstappen.

Confira: Volta por Volta – A vitória com folga conquistada por Max Verstappen em Abu Dhabi

De modo geral a Mercedes estava perdendo desempenho nas curvas 5,6 e 7, além do último setor. Mas se qualquer forma foi uma temporada sólida e mesmo com as adversidades o time terminou no pódio desta corrida.

Red Bull

Max Verstappen conquistou a sua segunda vitória do ano – Foto: Red Bull Racing

É possível resumir o fim de semana da Red Bull como sólido, pois a dupla conquistou uma vitória e um 4º lugar. O time austríaco passou por toda a temporada na busca por bons resultados e falharam algumas vezes, mas este resultado em Abu Dhabi é o símbolo do que almejavam durante o ano.

Max Verstappen começou liderando e imprimindo um ritmo intimidador na dupla da Mercedes, o resultado disso foi conquistar a pole e dominar o GP de Abu Dhabi, sem perder a ponta em nenhum momento. O Safety Car ajudou também no desempenho do holandês, já que as equipes optaram por realizar a parada de vários pilotos com o SC na pista. Desta forma as equipes mudaram as suas estratégias, anteciparam a parada e não realizaram uma segunda troca. Verstappen conseguiu se consolidar na ponta e não foi ameaçado, podendo correr livre na pista.

Alexander Albon largou da 5ª posição e superou Lando Norris na 6ª volta para ficar com a quarta posição, o tailandês foi administrando a sua corrida para garantir o resultado. Ao final da corrida Albon tentou reduzir a distância para Lewis Hamilton, mas não tinha mais como se aproximar do inglês para investir em uma ultrapassagem.

Uma artimanha do fim de semana, foi a Red Bull tentar melhorar no último setor da pista, ganhando aquilo que a Mercedes estava perdendo com os seus carros. 

McLaren

O último ano da dupla Lando Norris e Carlos Sainz – Foto: McLaren Racing

Depois de altos e baixos a McLaren conseguiu superar a Racing Point e fechar o ano na terceira posição do campeonato de construtores. O início do fim de semana não foi tão animador, o time não conseguiu obter boas voltas na sexta-feira pegando a pista livre, mas Lando Norris levantou as esperanças da equipe quando terminou o TL2 na 5ª posição.

Mas na classificação as coisas foram melhores Norris largou da 6ª posição, acompanhado por Carlos Sainz. A dupla realizou uma prova consistente para obter o melhor resultado, executaram a melhor performance e estratégia, além de contarem com os problemas dos adversários.

Carlos Sainz deixa a McLaren ao final desta temporada para a chegada de Daniel Ricciardo, o espanhol pode se sentir confortável com o último trabalho realizado pelo time.

Racing Point

Sergio Pérez não conseguiu concluir a corrida – Foto: Racing Point

A Racing Point perdeu a terceira posição dos construtores para a McLaren, nesta última prova o time começou em desvantagem por conta dos motores, além disso, Sergio Pérez precisou trocar alguns componentes da sua unidade de potência. Os problemas apareceram em Sakhir e o mexicano correu o risco de perder a vitória. Nesta prova a troca era voltada para evitar problemas, mas Pérez abandonou uma corrida pela segunda vez na temporada.

 Pérez ficou frustrado em sua última corrida com o time, o mexicano foi o único que não completou a prova. Na volta 8, Pérez abandonou a corrida quando já estava na décima quarta posição, o motor perdeu potência pouco depois de aparecer um aviso de perda de pressão de óleo em seu volante.

Lance Stroll começou a prova da 8ª posição, mas faltou ritmo para segurar ela ou avançar na corrida. A Racing Point precisava terminar com os dois carros na zona de pontuação ou conquistar mais pontos que a McLaren. Ao final da corrida o canadense ainda perdeu a posição para Esteben Ocon reduzindo as chances do time de ficar com a terceira posição. Nas últimas voltas da prova o desempenho dos pneus reduziu, assim como a temperaturas dele, Stroll não conseguiu mais se defender do rival. O canadense ainda reclamou sobre o tempo que perdeu atrás de Carlos Sainz quando foi fechado no pit-lane após a troca de pneus, o espanhol não foi punido.

Renault

Daniel Ricciardo conseguiu uma boa estratégia – Foto: Renault

O desempenho não foi parecido com o obtido em Sakhir, mas a Renault, principalmente com Esteban Ocon passou confiança durante os treinos livres. Mas durante a classificação o resultado não foi bom. Avançando para a corrida a Renault optou por largar com os pneus duros instalados em Daniel Ricciardo, enquanto Ocon começou a prova com os médios.

O francês teve uma largada melhor, mas poucas voltas depois um trenzinho se formou atrás dele. Ricciardo apresentava um ritmo melhor e precisou dar passagem para o australiano. O Safety Car apareceu e a Renault optou por permanecer com Ricciardo na pista, mas realizar a troca dos pneus utilizados por Ocon.

O australiano avançou para a 5ª posição e permaneceu nela até a 39 volta, quando finalmente realizou a sua parada. Ricciardo perdeu a posição apenas para a dupla da McLaren – o que já era esperado – e terminou a prova na sétima posição ajudando a Renault com mais alguns pontos. Ocon teve um pouco mais de dificuldade, mas aproveitou a última volta para ultrapassar Stroll e conquistar o nono lugar.

Ferrari

A Ferrari não pontuou em Abu Dhabi, um retrato do ano complicado – Foto: Ferrari

Abu Dhabi já não fornecia uma perspectiva muito boa para a Ferrari, mas eles estavam tentando obter um resultado melhor, sabendo que Abu Dhabi funciona bem com uma parada, o time italiano apostaria em uma estratégia diferente da realizada pelos seus rivais já que a classificação já não fora tão animadora.

Leclerc caiu para a 13ª posição após a largada, mas durante a entrada do Safety Car, assim como Daniel Ricciardo, a dupla da Ferrari permaneceu na pista. Eles avançaram e foram para o 7º lugar com Vettel e 8º com Leclerc, mas à medida que a corrida avançava e os outros pilotos se aproximavam, eles foram ultrapassados. Vettel deu até um pouco de trabalho para alguns pilotos, mostrando que a sua experiência em Abu Dhabi contava muito. Vale ressaltar que a dupla terminou atrás de Kimi Raikkonen da Alfa Romeo.

Outra corrida no ano que eles fecharam zerados, mas um retrato do ano difícil que o time teve. No final a imagem que fica é Sebastian Vettel recebendo um troféu com todas as suas vitórias cravadas nele, além da troca de capacetes entre o alemão e Charles Leclerc.

AlphaTauri

Pierre Gasly terminou na zona de pontuação no GP de Abu Dhabi – Foto: Red Bull Racing

A equipe tentou buscar um bom resultado como vinha conquistando em outras corridas, durante os treinos livres estiveram algumas vezes entre os dez. Na classificação a dupla avançou para o Q3 mais uma vez, mas a prova modificou um pouco as coisas pois trabalharam com um ritmo de corrida ruim.

Apenas Pierre Gasly ficou na zona de pontuação, quando terminou a corrida na 8ª posição. Daniil Kvyat por outro lado, se sentiu frustrado por não ter concluído a sua última corrida na zona de pontuação, pois perdeu bastante tempo atrás daquela fila formada pelos carros da Ferrari após a saída do Safety Car.

Alfa Romeo

Kimi Raikkonen termina corrida melhor que a dupla da Ferrari – Foto: Alfa Romeo

A Alfa Romeo assim como outras equipes do grid avaliou peças para 2021 em Abu Dhabi. No TL1 o time forneceu o carro para Robert Kubica, enquanto Antonio Giovinazzi ficou nos boxes. No TL2 eles seguiram avaliando o carro e utilizariam a sessão para traçar as estratégias do fim de semana, mas durante as voltas em modo de simulação de corrida, o carro de Kimi Raikkonen apresentou um problema no motor e na caixa de câmbio, a bandeira vermelha foi acionada e a sessão interrompida, tirando minutos importantes para a avaliação.

O finlandês precisou trocar a caixa de câmbio, mas era uma peça que eles já esperavam realizar a troca. Pulando para a classificação, Antonio Giovinazzi avançou para o Q2.

Na largada a dupla da Alfa Romeo se enfrentou e pelo restante da prova foi um desafio encarando a Ferrari e a Williams. O saldo foi positivo para Raikkonen que terminou a prova na 12ª posição superando a dupla da Ferrari, enquanto Antonio Giovinazzi ficou com o 16º lugar.

Haas

Pietro Fittipaldi durante o GP de Abu Dhabi – Foto: Zak Mauger / LAT Images

Kevin Magnussen assim como Sergio Pérez passou por uma troca de componentes do motor que jogaram o piloto da Haas para a última posição na largada. Outro fim de semana complicado para o time que estava brigando com a Williams, mas em alguns momentos foi até superado pelos rivais.

Não existia uma perspectiva melhor na corrida, mas Magnussen tentou avançar na largada. A Haas realizou duas paradas com o dinamarquês e três com o brasileiro.

Confira: GP de Abu Dhabi – As estratégias pautadas pelo Safety Car

Pietro Fittipaldi realizou a sua segunda corrida com a Haas e o balanço final é positivo, o brasileiro auxiliou a Haas no teste e avaliação de peças para 2021. Andou próximo de Magnussen durante todo o fim de semana e desempenhou um bom trabalho. A terceira parada foi realizada com Pietro por conta de um problema de superaquecimento e até mesmo para manter as posições dos pilotos da Haas que pegariam mais um trecho com bandeiras azuis sendo agitadas.

Williams

A Williams mostrou progresso ao final da temporada – Foto: Williams Racing

A Williams mostrou um progresso no fim da temporada e aproveitou os problemas que a Ferrari enfrentou com os motores para andar mais próximo dos rivais e ter a chance de duelar com eles.

O time terminou a temporada zerado, mas felizes com o desempenho das últimas corridas onde se depararam com chances de enfrentar outros pilotos na pista. Ainda existe um caminho longo para percorrer, mas durante o fim de semana em Abu Dhabi eles apresentaram ritmo e conseguiram controlar a temperatura dos pneus. George Russel terminou a corrida na 15ª posição, com Nicholas Latifi em 17º, mas ainda existe muito para se fazer até os carros retornarem mais uma vez para as pistas em 2021.

Escute o nosso podcast com a nossa análise sobre o GP de Abu Dhabi

Foto: reprodução Mercedes / Daimler
Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados