ColunistaFórmula EPost

Quali em Londres: Alex Lynn conquista a pole position, Sette Câmara é o 4º no sábado

Piloto da Mahindra saiu do grupo 3 para a pole position com brasileiros em boa performance no quali

O Quali de sábado teve pista molhada, bandeira vermelha causada por Max Guenther e a pole position de Alex Lynn. O piloto da Mahindra superou os adversários na Super Pole e vai largar na frente pela segunda vez na Fórmula E. 

Sérgio Sette Câmara também esteve na Super Pole e fez o 4º melhor tempo. Lucas di Grassi foi o mais rápido do seu grupo e esteve entre os seis primeiros até o último instante, ficou de fora da Super Pole, mas conseguiu um bom 7º lugar. 

Jake Dennis ficou com a 2ª posição logo à frente de Buemi que tenta se recuperar no campeonato. 

SAIBA COMO FOI O QUALI 

Grupo 1: Bird | da Costa | Frijns | Mortara | Cassidy | Vergne

O primeiro grupo teve uma dificuldade a mais em Londres, além de sempre ser o que pega a pista mais fria e lenta, dessa vez os integrantes também sofreram com a pista molhada. 

Mortara foi o melhor entre os seis primeiros, ficou com a primeira posição a 0.081 à frente de Félix da Costa. Bird fez o melhor primeiro setor e terceiro tempo do grupo, seguido pela dupla da Jaguar com Vergne na 6º posição. 

Grupo 2: Rast | Evans | Wehrlein | de Vries | Rowland | di Grassi

Pegando a pista em melhores condições, cinco dos seis pilotos se colocaram entre os seis primeiros do quali. Lucas di Grassi foi quem fez o melhor tempo, 1:24.564. Seu companheiro de equipe ficou com a quinta posição. 

De Vries e Evans ficaram no “top 3” com Wehrlein na 4ª posição. Rowland foi o único a ficar do grupo dos seis mais rápidos, o piloto da Nissan ficou com o 10º lugar. 

Grupo 3: Vandoorne | Guenther | Dennis | Sims | Lynn | Lotterer 

Max Guenther causou uma bandeira vermelha ao perder o controle do carro e bater no muro antes da curva 16, no mesmo ponto que Stoffel Vandoorne no TL2. O acidente aconteceu quando os outros pilotos ainda completavam suas voltas rápidas, por isso eles foram autorizados a dar uma nova volta, a exemplo do que aconteceu em Nova York. 

A segunda chance fez bem ao grupo 3, com Lotterer pulando para a ponta da tabela, acompanhado por Lynn e Dennis. Sims subiu para o 4º lugar e Vandoorne ficou apenas com a 10ª posição. 

Além de não ter completado a volta rápida, Guenther também teve a sua melhor volta rápida cancelada como punição por ter provocado a bandeira vermelha. 

Grupo 4: Buemi | Nato | Nato | Turvey | Sette Câmara | Blomqvist | Eriksson

Sebastien Buemi foi o primeiro a marcar tempo e entrar no grupo dos seis mais rápidos, o piloto da Nissan alcançou o 4º lugar. Sette Câmara também avançou para a Super Pole com o 5º tempo. Norman Nato foi o último do grupo a avançar de fase, com a 6ª posição. 

Eriksson, companheiro de equipe de Sette Câmara, ficou com o 10º lugar. A dupla da NIO fechou o quali em 15º com Blomqvist e 19º para Turvey. 

Super pole: Lotterer | Lynn | Dennis | Buemi | Sette Câmara | Nato

Norman Nato, o primeiro a ir para a pista, escorregou em alguns trechos e fechou a volta em 1:23.912. Em seguida, Sette Câmara fez os dois primeiros setores mais rápido que o adversário da Venturi, mas perdeu um pouco de tempo no último trecho da pista. Mesmo assim o brasileiro ainda foi 0.154 mais rápido e ficou com a primeira posição. 

Por padrão, os tempos melhoram a cada piloto que vai para a pista. Buemi confirmou a tendência e assumiu a liderança da Super Pole, mas Jake Dennis “roubou” a posição logo em seguida.

Alex Lynn fez um grande tempo com a Mahindra, seu 1:23.245 foi 0.299 mais rápido que Jake Dennis. O britânico ficou com a pole position, pois Andre Lotterer não fez uma boa volta e ficou com o 5º lugar. 

Mostrar mais

Cinthia Venâncio

Cearense que acompanha Fórmula 1 desde que se entende por gente. Faz aniversário no mesmo dia do Damon Hill.

Deixe uma resposta

Artigos relacionados