ColunistaFórmula 1Post

Prost não renova com a Alpine. Equipe faz mudanças, mas os objetivos são os mesmos

Alpine segue plano de reestruturação, apostando mais uma vez em mudanças e renovação da equipe. Prost decide por não continuar com o time em 2022

Com a demora para atingir os objetivos desejados, a Alpine começou a passar por um processo de reestruturação, no último ano trocou de nome e começou a apostar em uma nova coordenação para lidar com as corridas. O processo ainda segue, agora em uma nova fase, Marcin Budkoswski deixou a equipe, pouco depois foi a vez de Alain Prost ter a sua saída anunciada.

Prost guiou pela Renault entre 1981 e 1983. Em fevereiro de 2012 ele foi nomeado embaixador da Renault, representando o time em eventos, mas também atuava como consultor do time. Em 2019 ele se tornou diretor não-executivo, papel que executou até 2021.

O francês é uma referência na Fórmula 1, afinal é um tetracampeão mundial, e por este reconhecimento tem muita influência ainda dentro do esporte. Entretanto, a sua saída do time se mostra bem conturbada, onde o ex-piloto se mostra descontente como a forma que a sua saída foi anunciada. Para 2022 a gerência da equipe optou por não renovar o vínculo de Prost com o time.

O CEO da Alpine, Laurent Rossi está promovendo diversas mudanças no time, a Alpine ainda lida com os objetivos da Renault, voltar a vencer e estar no topo do automobilismo.

No seu Instagram Prost comentou a saída da Alpine: “Eu estou desapontado com a forma que isso foi anunciado hoje. Estava acordado que iríamos anunciar junto com a Alpine. Uma falta de respeito, sinto muito. Recusei a oferta que foi feita em Abu Dhabi para a temporada 2022 por conta de uma relação pessoal e eu estava certo. Para a equipe de Estone e o time de Virty, sentirei saudades.”

LEIA MAIS: A saída de Marcin Budkowski é anunciada pela Alpine

O francês também falou com o jornal L’Équipe onde informou que no último ano estava se sentindo mais isolado, principalmente após a chegada de Rossi. Não participava mais das decisões do time e mesmo quando discordava de alguma escolha, precisava acatar a ordem superior. Rossi deixou claro que não precisava mais de um conselheiro no time, justamente a função executada por Prost.

Prost tinha o seu contrato renovado com a Renault anualmente, mas optou por não estar com o time em 2022. Além disso, o francês notou que a reestruturação também tem relação com as pessoas que estão a mais tempo no time, essas estão cada vez mais sendo deixadas de lado em decisões e a par do que está sendo traçado para o futuro da equipe.

A chegada de pessoas novas e a substituição dos antigos pode mudar o direcionamento do time, mas nos últimos anos, desde o retorno da Renault o time já fez diversas modificações. Davide Brivio que veio da Suzuki, também pode deixar o time, algo que já é ventilado meses após ele começar a trabalhar na Alpine.

Enquanto fazem diversas mudanças, combinações que podem ou não surtir efeito, o time parece a deriva, como mencionei, o objetivo é o mesmo, mas ele infelizmente nunca é alcançado. Não é apenas no time que vemos as apostas mais diferentes, a construção dos carros também é um reflexo desse tiro que eles seguem dando. 

Para 2021 contaram com Fernando Alonso guiando mais uma vez pelo time, o espanhol é uma esperança. Conseguiram até mesmo ver uma vitória com Esteban Ocon e um pódio com Alonso, mas essas conquistas ainda não podem ser vistas com um sinal de crescimento, um indicativo que realmente o futuro da equipe será diferente. 

O que é esperado para o futuro

Ao final da última temporada começaram a mencionar a saída de Otmar Szafnauer da Aston Martin, e mesmo com o chefe de equipe informando que isso não aconteceria, em janeiro de 2022 ela foi confirmada. A aposta é que o romeno estava deixando o time para se juntar à Alpine.

Também existe a possibilidade de a BWT acompanhar Szafnauer, a marca austríaca de tratamento de água seria uma das principais patrocinadoras da Alpine. A BWT trabalhou bem de perto com Szafnauer, já que foi a patrocinadora da Force India, acompanhando o time em cada mudança de nome. Entretanto, em 2021 quando recebeu o nome de Aston Martin, a Cognizant se tornou o patrocinador máster, portanto o rosa que estávamos tão acostumados perdeu força na pintura do carro.

A Aston Martin por outro lado informa que os patrocinadores da temporada só serão divulgados juntos com a apresentação do carro, agendada para acontecer no dia 10 de fevereiro.

 

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados