ColunistaFórmula 1Post

Preview – Primeiro GP do Catar, encerramento da rodada tripla

A Fórmula 1 aproveita uma pista muito conhecida das motos, para realizar o primeiro GP do Catar

O GP do Catar fecha a rodada tripla, depois da batalha que tivemos em São Paulo, as próximas disputa nestas pistas que vão ditar o encerramento da temporada podem não empolgar tanto. O Catar está fazendo a sua estreia na Fórmula 1, mas conseguiu estabelecer um contrato com a categoria, desta forma o circuito de Losail estará regularmente no calendário a partir de 2023.

O traçado foi construindo e recebeu principalmente corridas de motos, é um circuito estreito, com uma reta importante de mais de 1 km, mas muito sinuoso. A dificuldade de realizar ultrapassagens que já é observada nos carros de Fórmula 1, deve ficar ainda mais evidente no Catar.

LEIA MAIS: SÉRIE CIRCUITOS DA F1: Catar

Ainda é difícil apontar quem se dará melhor no traçado, os times ainda não têm dados concretos da pista, mas se dedicaram a fazer muitas simulações para encontrar o melhor acerto para o final de semana. A potência do motor pode fazer diferença, Lewis Hamilton trocou o motor de combustão interna em Interlagos, mas certamente usou um mapeamento mais agressivo da unidade de potência para conseguir concluir muitas ultrapassagens e vencer no domingo.

Pneus

Podemos ver no Catar mais uma brigada travada na estratégia, a Pirelli aponta que o asfalto é bem abrasivo e este é um dos motivos para a fornecedora italiana entregar os compostos mais duros da sua gama para os times: C1 (Duro – Faixa Branca), C2 (Médio – Faixa Amarela) e C3 (Macio – Faixa Vermelha).

Pirelli aposta no fornecimento dos pneus duros da gama – Foto: Ale Ranieri/BP

Eles também estão preocupados com as sequências de curvas de média e alta velocidade, as curvas 4 e 9 forçam muito os compostos.

O Catar será uma corrida noturna para a Fórmula 1, logo nos primeiros instantes que os times vão ocupar o circuito até o finalização das sessões, eles podem lidar com uma queda de temperatura. O traçado está próximo ao deserto e nestes lugares costuma ser quente pela manhã, mas a temperatura vai caindo à medida que o pôr do sol se aproxima. O anoitecer acontece cedo por lá, portanto os times vão ter que apreender a gerenciar a temperatura dos seus compostos neste traçado.

O conservadorismo da Pirelli, mesmo em um traçado abrasivo – pode gerar apenas uma parada nos boxes.

A Mercedes pode ter um bom resultado do traçado pois trabalha de uma forma muito melhor quando o circuito está frio, enquanto a Red Bull encontra mais dificuldade para aquecer os pneus.

O fim de semana no Catar

Em 2009 a GP2 Asia Series disputou uma etapa no país, Nico Hulkenberg venceu a primeira corrida, enquanto Sergio Pérez cruzou a linha de chegada na primeira posição para vencer a segunda prova. Deste grid atual da Fórmula 1, apenas o mexicano e Nikita Mazepin conhecem o traçado.

A Apine conta com o auxílio de David Brivio, por ter trabalhado com a MotoGP ele já frequentou o traçado e tem alguma ideia sobre o que fazer nele. A Alpine está brigando diretamente com a AlphaTauri pela quinta posição do campeonato de Construtores.

Programação para o GP do Catar – Foto: Ale Ranieri/BP
Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados