ColunistaFórmula 1Post

Preview do GP do Bahrein – O retorno do circuito de Sakhir

Em quatro meses a Fórmula 1 está com o seu retorno marcado para o Bahrein onde vai disputar a etapa de abertura do campeonato

A Fórmula 1 está retornando ao Bahrein depois de quatro meses. Em 2020 por conta da pandemia de Covid-19, foi necessário adaptar o calendário para a realização das provas, desta forma o circuito de Sakhir recebeu duas corridas, mas a categoria aproveitou para usar dois traçados diferentes, já que ambos tinham o certificado de Grau 1.

O GP do Bahrein está presente na Fórmula 1 desde 2004, a pista pode ser utilizada em até cinco configurações diferentes e foi projetada por Hermann Tilke. 2020 não foi a primeira vez que a categoria ‘inovou’ com outro circuito, pois em 2010 os pilotos competiram em um traçado com 887 metros a mais que o regular, mas com as reclamações de vários pilotos sobre aquela versão – com mais curvas e extensa – a categoria optou por retornar à configuração inicial.

O traçado utilizado em 2010 para o GP do Bahrein – Foto: reprodução F1 Stats

O traçado atual conta com 5.412 KM, ele tem grandes áreas de escape, para conter os pilotos que acabam extravasando os limites de pista. Estas áreas também são responsáveis para conter a invasão da areia na pista, algo muito comum no circuito.

O traçado utilizado atualmente para o GP do Bahrein – Foto: reprodução F1 Stats

Testes de pré-temporada

Em 2021 o Bahrein foi escolhido para receber a abertura do campeonato, já que o GP da Austrália foi adiado para o final da temporada. A Fórmula 1 nos últimos anos realizou a sua pré-temporada em Barcelona, mas desta vez optou pelo circuito do Sakhir com o palco para os testes. Durante três dias de atividades, os dez times invadiram a pista para realizar a coleta de dados, completando muitas voltas para atestar a confiabilidade das peças.

Os dias de atividade na pista foram marcados por temperaturas elevadas em decorrência do forte calor do deserto. Durante o primeiro dia os times tiveram que lidar com uma tempestade de areia que começou na sessão vespertina. A areia ainda esteve parcialmente presente no segundo dia por conta da sujeira que foi acumulada na pista. No entanto, o terceiro dia foi praticamente perfeito e quando a sessão se aproximava do final alguns pilotos partiram para as voltas em modo de simulação de corrida.

LEIA MAIS: ANÁLISE: Red Bull na ponta dos testes, a busca por intimidar os adversários

A Red Bull fez questão de imprimir um bom desempenho e depois dos testes de pré-temporada se tornou um time que muitos apostam que eles podem até conquistar o campeonato de construtores.

Anel Externo

O anel externo do Bahrein foi utilizado pela primeira vez em 2020, quando foi realizado o GP de Sakhir. Naquela ocasião os pilotos completaram 87 voltas, Valtteri Bottas largou da pole após anotar 53s377. Por conta dos carros extremamente velozes e as características do anel externo do Bahrein, as voltas foram realizadas abaixo de um minuto.

O traçado que será utilizado no GP de Skahir – Foto: reprodução F1 Stats

A experiência foi agradável e a corrida foi bem disputada, principalmente por conta da reviravolta. A dupla da Mercedes enfrentou problemas pois o time errou no pit-stop realizado com George Russell, o time trocou o conjunto de pneus dos seus pilotos e precisou desfazer a troca. O erro custou o pódio da Mercedes, mas trouxe um personagem muito importante para o campeonato de 2020 para a vitória, Sergio Pérez cruzou a linha de chegada na primeira posição, acompanhado por Esteban Ocon e Lance Stroll.

Lembrando que Pérez sofreu um toque de Charles Leclerc na primeira volta e acabou caindo para a última posição. O mexicano realizou uma prova de recuperação e ainda venceu a corrida.

O acidente de Romain Grosjean

O piloto francês não completou o GP do Bahrein, por conta de uma batida com Daniil Kvyat ainda na primeira volta, Grosjean foi lançado para o muro de contenção, a célula de sobrevivência se separou da parte traseira do carro e pouco depois ocorreu um incêndio.

Grosjean rapidamente saiu do carro quando percebeu que o fogo havia se espalhado, o piloto que estava guiando pela Haas em sua última temporada fez o possível para se salvar. Os médicos chegaram rapidamente e conseguiram auxiliar o piloto na sua saída e realizaram o salvamento de Grosjean.

LEIA MAIS: O acidente de Romain Grosjean e as suas consequências no automobilismo

Foram cenas duras já que a batida gerou um impacto muito forte, além do fogo que estava consumindo o carro. O GP do Bahrein de 2020 foi retomado mesmo após o acidente. Uma bandeira vermelha foi acionada para a reconstrução da barreira e pouco depois a corrida foi realizada. Grosjean não participou das últimas duas corridas, onde foi substituído por Pietro Fittipaldi.

Em 2021

Este será o 17º GP do Bahrein – excluindo a realização do GP de Sakhir – os times têm muitos dados que foram coletados nos últimos meses, a pista não deve ter mudado muito as suas características, desta forma muitos dados podem ser reaplicados para está prova.

Durante os testes de pré-temporada os times investiram na utilização dos três pneus que foram selecionados para a prova, aferindo muitas voltas em modo de simulação de corrida e até classificação com eles.

Para 2021 as equipes trabalharam para a redução do downforce, mas também investiram tempo para recuperar parte da velocidade que foi perdida ao seguir os regulamentos de 2021. A Pirelli precisou fazer algumas alterações nas estruturas dos pneus para garantir a durabilidade dos compostos para esta última temporada que será disputada com os pneus de 13 polegadas.

Estatísticas

Confira as estatísticas do circuito do Sakhir

Vitórias | Pilotos
1. Sebastian Vettel – 4
2. Fernando Alonso – 3
3. Lewis Hamilton – 3
4. Felipe Massa – 2
5. Michael Schumacher – 1
6. Jenson Button – 1
7. Nico Rosberg – 1
8. Sergio Pérez – 1

Vitórias | Construtores
1. Ferrari – 6
2. Mercedes – 4
3. Renault – 2
4. Red Bull – 2
5. Brawn GP – 1
6. Racing Point – 1

Vitórias | Motores
1. Ferrari – 6
2. Mercedes – 5
3. Renault – 4
4. BWT Mercedes – 1

Poles | Pilotos
1. Sebastian Vettel – 3
2. Lewis Hamilton – 3
3. Michael Schumacher – 2
4. Nico Rosberg – 2
5. Valtteri Bottas – 2
6. Fernando Alonso – 1
7. Felipe Massa – 1
8. Robert Kubica – 1
9. Jarno Trulli – 1
10. Charles Leclerc – 1

Poles | Construtores
1. Mercedes – 7
2. Ferrari – 5
3. Red Bull – 2
4. Renault – 1
5. BMW Sauber – 1
6. Tayota – 1

Poles | Motores
1. Mercedes – 7
2. Ferrari – 5
3. Renault – 3
4. BMW – 1
5. Toyota – 1

Melhores Voltas | Pilotos
1. Nico Rosberg – 3
2. Sebastian Vettel – 2
3. Michael Schumacher – 1
4. Pedro de La Rosa – 1
5. Felipe Massa – 1
6. Heikki Kovalainen – 1
7. Jarno Trulli – 1
8. Fernando Alonso – 1
9. Kimi Raikkonen – 1
10. Lewis Hamilton – 1
11. Valtteri Bottas – 1
12. Charles Leclerc – 1
13. Max Verstappen – 1

Melhores Voltas | Construtores
1. Ferrari – 5
2. Mercedes – 5
3. McLaren – 2
4. Red Bull – 2
5. Williams – 1
6. Toyota – 1

Melhores Voltas | Motores
1. Mercedes – 7
2. Ferrari – 5
3. Renault – 2
4. Cosworth – 1
5. Toyota – 1
6. Honda – 1

Pódios | Pilotos
1. Lewis Hamilton – 9
2. Kimi Raikkonen – 8
3. Sebastian Vettel – 5
4. Felipe Massa – 3
5. Fernando Alonso – 3
6. Nico Rosberg – 3
7. Valtteri Bottas – 3
8. Michael Schumacher – 2
9. Jenson Button – 2
10. Jarno Trulli – 2
11. Romain Grosjean – 2
12. Rubens Barrichello – 1
13. Robert Kubica – 1
14. Sergio Pérez – 1
15. Charles Leclerc – 1
16. Max Verstappen – 1
17. Alexander Albon – 1
18. Esteban Ocon – 1
19. Lance Stroll – 1

Pódios | Construtores
1. Ferrari – 14
2. Mercedes – 13
3. Red Bull – 5
4. McLaren – 4
5. Lotus – 4
6. Renault – 2
7. Toyota – 2
8. Racing Point – 2
9. BAR – 1
10. BMW Sauber – 1
11. Brawn GP – 1
12. Force India – 1

Pódios | Motores
1. Mercedes – 19
2. Ferrari – 14
3. Renault – 10
4. Toyota – 2
5. Honda – 2
6. BWT Mercedes – 2
7. BMW -1

Voltas Na Liderança | Pilotos
1. Sebastian Vettel – 237
2. Lewis Hamilton – 187
3. Felipe Massa – 102
4. Fernando Alonso – 96
5. Michael Schumacher – 77
6. Nico Rosberg – 62
7. George Russell – 59
8. Charles Leclerc – 41
9. Jenson Button – 38
10. Sergio Pérez – 24
11. Valtteri Bottas – 24
12. Kimi Raikkonen – 12

Voltas Na Liderança | Construtores
1.Ferrari – 344
2. Mercedes – 324
3. Red Bull – 147
4. Renault – 80
5. Brawn GP – 36
6. Racing Point – 24
7. Toyota – 14
8. McLaren – 8
9. BMW Sauber – 6
10. Force India – 4
11. Lotus – 2
12. BAR – 1
13. Honda – 1

Voltas Na Liderança | Motores
1. Mercedes – 372
2. Ferrari – 344
3. Renault – 228
4. Toyota – 14
5. BMW – 6
6. Honda – 3

Voltas Percorridas | Pilotos
1. Kimi Raikkonen – 869
2. Lewis Hamilton – 732
3. Felipe Massa – 728

Voltas Percorridas | Construtores
1. Williams – 1812
2. Ferrari – 1767
3. McLaren – 1727

Voltas Percorridas | Motores
1. Ferrari – 4593
2. Mercedes – 4566
3. Renault – 3737

 

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados