24hs de Le MansColunistaPostWEC

Porsche e Penske anunciam parceria para competir no WEC e na IMSA

Montadora alemã se associa à equipe americana para construção de carros para classe LMDh

A Porsche Motorsports e o Team Penske anunciaram nesta terça feira uma parceira técnica para a construção de carros para a recém criada classe LMDh, que será convergida tanto para o WEC como para a IMSA. As marcas ingressão em ambas as categorias a partir de 2023. Os protótipos, que pesam aproximadamente 1.000 quilos e são baseados em um chassi LMP2, são movidos por um sistema de transmissão híbrido de 500 kW (680 PS) e serão fabricados na sede da escuderia americana, no estado da Carolina do Norte.

O anúncio foi realizado na sede da montadora alemã, em Stuttgart, com Oliver Blume, presidente do Conselho Executivo da Porsche AG; Michael Steiner, Membro do Conselho Executivo de Pesquisa e Desenvolvimento; Fritz Enzinger, chefe da divisão de esporte a motor da Porsche, e pelo Capitão Roger Penske, presidente da equipe que leva o seu nome.

Executivos da Porsche e da Penske celebram o acordo para a equipe que competirá na IMSA e no WEC – Foto: Porsche Mortosport/Divulgação

Esta não é a primeira vez que as duas marcas se associam. Na década de 70, a Penske obteve várias vitórias na antiga Can-Am com o lendário Porsche 917. Já nos anos, 2000, a parceria foi reeditada na então American Le Mans Series, com protótipos LMP2, que conquistou o tricampeonato geral entre os anos de 2006 e 2008.

A parceria não atenderá apenas uma equipe de fábrica, mas também serão fornecidos pelo menos quatro protótipos para equipes clientes. Assim, os executivos destacaram que estarão empenhados em fornecer um equipamento de ponta para as competições: “As equipes parceiras receberão nosso total apoio. Quaisquer percepções que obtivermos de nosso esforço de fábrica também serão compartilhadas com eles”, enfatizou Steiner.

“Pela primeira vez na história da Porsche Motorsport, nossa empresa terá uma equipe global competindo nas duas maiores séries de endurance do mundo. Para isso, montaremos bases de equipes nos dois lados do Atlântico. Isso nos permitirá para criar as estruturas ideais, para obter vitórias gerais em Le Mans, Daytona e Sebring, por exemplo”, pontuou Blume.

De acordo com Enzinger, os objetivos da parceria são bem ambiciosos: “A Team Penske conquistou o seu nome com uma história de sucesso quase sem paralelo no esporte a motor. Na longa lista de vitórias até à data, no entanto, o nome Le Mans tem ainda não apareceu. Espero que finalmente sejamos capazes de registar este sucesso em 2023 com a Porsche Penske Motorsport. Isso marcaria a 20ª vitória geral da Porsche em Sarthe – um sonho que se torna realidade”, concluiu.

Já para os estadunidenses, a parceria significa mais uma empreitada em busca do sucesso. ““Este é um dia de orgulho para toda a nossa organização Penske. Há mais de seis décadas representamos a Porsche nas pistas ou em nossos negócios. A herança e o sucesso que desfrutamos juntos são incomparáveis ​​em nossa história. Mal posso esperar para começar a construção de um programa de corrida global que irá competir por vitórias e campeonatos no futuro.”, comentou o Capitão Penske.

Mostrar mais

Eduardo Casola

Jornalista formado na Universidade de Sorocaba (Uniso) e apaixonado por esporte a motor desde quando se conhece por gente. Apenas um rapaz que gosta de uma boa corrida e de uma boa história!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados