Pérez aproveita deslize da Mercedes e vence primeira corrida da carreira, acompanhado por Ocon e Stroll no pódio

A Mercedes errou no pit-stop de Russell e Bottas, Pérez aproveitou o momento para assumir a liderança da corrida e cruzar a linha de chegada na primeira posição, acompanhado por Ocon e Stroll

A confusão rolou na largada, mas durante a corrida tivemos muita emoção.

Vou falar sobre a largada, nela Max Verstappen, Sergio Pérez e Charles Leclerc estavam brigando pela terceira posição, o monegasco se tocou com Pérez que ficou com o pneu furado. O holandês perdeu espaço para escapar da confusão e bateu no muro de contenção. Pérez retornou para a pista, enquanto os outros dois abandonaram e seria uma grande chance do piloto da Red Bull brigar com a dupla da Mercedes pela vitória.

Mercedes?

Esquecendo completamente esta disputa neste momento, foi necessário focar na Mercedes, George Russell que realizou a sua estreia na Mercedes rapidamente assumiu a liderança da prova e passou a emular um desempenho parecido ao de Lewis Hamilton. O inglês foi trabalhando para abrir vantagem para o finlandês e conseguir abrir uma margem de segurança e de fato ela aconteceu.

Durante a parada nos boxes, foi o único momento que Russell perdeu a liderança da prova. Um problema no sensor até apavorou o piloto com falta de potência, mas ele foi resolvido e Russell continuou lidando com um bom ritmo na pista.

Parada nos boxes! Safety Car!

A Williams com Jack Aitken acabou batendo e provocou a entrada do Safety Car. Aí a lambança foi feita, a Mercedes optou por parar Russell e Bottas mais uma vez, o time alemão errou no pit-stop e devolveu o inglês para a pista com os pneus trocados, a parada do finlandês foi prejudicada por conta da falha da pistola no pneu dianteiro. Bottas despencou para a quinta posição e Russell precisou retornar para os boxes na volta seguinte e resolver o problema dos pneus, retornando atrás de Bottas com a quinta posição. Se não bastasse, Russell ainda sofreu um furo no pneu e perdeu mais posições, terminando a prova no nono lugar, atrás de Bottas que se deparou com um ritmo ruim nas últimas voltas.

*Russell está sendo investigado pela utilização do pneu trocado e corre o risco da desclassificação da prova e a perda dos pontos conquistados nesta corrida.

Pérez e a Racing Point

Pérez vence a prova com Lance Stroll na segunda posição – Foto: Racing Point

Após aquele incidente na largada, Sergio Pérez realizou uma corrida de recuperação e foi galgando posições ultrapassagem após ultrapassagem. O mexicano se viu em uma posição privilegiada com o problema da Mercedes e conseguiu assumir a liderança da prova. Pérez focou na sua primeira vitória da carreira e conseguiu ela em um ano que o piloto ainda não sabe se vai conseguir ficar no grid da Fórmula 1 para 2021.

O bom resultado de Pérez fez diferença para o time, mas Lance Stroll contribuiu muito no desempenho do time e conseguiu obter a terceira posição, além do seu segundo pódio na temporada. Com o bom resultado a Racing Point assumiu a terceira posição do campeonato de construtores e vale lembrar que durante a temporada a equipe perdeu alguns pódios por não lidar bem com algumas estratégias. 

Renault e McLaren

Esteban Ocon desfrutou de um fim de semana sólido conseguindo conquistar o seu primeiro pódio. O francês da Renault desempenhou um bom trabalho nesta prova e conseguiu o segundo lugar da corrida. Daniel Ricciardo também aproveitou o momento para desempenhar um bom trabalho e conseguir o quinto lugar.

A McLaren enfrentou um fim de semana complicado, lidando com a falta de ritmo e pouca confiabilidade. Carlos Sainz conseguiu a quarta posição, mas a McLaren praticamente perdeu o pódio no momento que apostou em uma segunda parada nos boxes para o espanhol.

Lando Norris cruzou a linha de chegada na décima posição, o piloto largou do décimo nono lugar pois a Renault identificou um problema no seu motor e surgiu a necessidade da troca de componentes. Assim o time da McLaren caiu para o quarto lugar nos construtores.

São 194 pontos para a Racing Point, contra 184 da McLaren e 172 da Renault

O top-10

Alexander Albon ficou com a sexta posição, a corrida do tailandês não foi espetacular, mas ele esteve disputando posições e realizando ultrapassagens durante a prova. Daniil Kvyat conseguiu garantir pontos para a AlphaTauri com a sua sétima posição, já que Pierre Gasly foi ultrapassado por Lando Norris e perdeu a décima posição.

Pietro Fittipaldi terminou a prova na décima sétima posição, foram muitas coisas para lidar durante a corrida, mas o brasileiro conseguiu desempenhar um bom trabalho em pista. Ele retorna em Abu Dhabi substituindo Romain Grosjean na última prova da temporada.

Nenhum carro com motor Ferrari conseguiu pontuar nesta prova. 

 

Sair da versão mobile