ColunistaFórmula EPost

Oliver Rowland é pole após Quali bizarro em Berlim

Quem achou que o campeonato já havia acabado, se enganou. O treino proporcionou uma das cenas mais impressionantes da história da Fórmula E.

A última rodada da temporada da Fórmula E começou com novidades: novo traçado, novas curvas e a presença de Nelsinho Piquet que foi convidado a comentar na transmissão da duas corridas finais na TV oficial. Quem também chegou por esses dias foi Tom Blomqvist, o britânico vai substituir James Calado na Jaguar, o antigo dono do carro #51 disputará as 6 horas de Spa no WEC e encerrou suas atividades na Fórmula E. Blomqvist já correu na Fórmula E pela Andretti como companheiro de equipe de Antonio Félix da Costa na temporada 4 (2017/18).

O céu claro e aberto mostraram uma aparente tranquilidade no clima da super final, mas estamos falando de Fórmula E, então qualquer coisa pode acontecer. Mesmo.

Nesta quarta-feira presenciamos a maior bizarrice da história dos Qualis da categoria, quatro pilotos simplesmente não marcaram tempo porque saíram dos boxes no último minutos e cruzaram a linha de chegada quando as luzes já estavam vermelhas. Lucas di Grassi, Antonio Félix da Costa, Sebastien Buemi e Jean-Eric Vergne largarão das 4 últimas posições do grid. Não, você não leu errado, os 4 campeões da Fórmula E que ainda correm na categoria cometeram um erro grotesco durante o treino.

A ausência de alguns dos protagonistas do campeonato na Super Pole resultou em um grid misto que, de acordo com o Gerador de Improbabilidade Infinita teria apenas 0,052% de chance de acontecer, e aconteceu. 

Oliver Rowland ficou com a pole position com o belíssimo tempo de 1:15.955. Seguido por Robin Frijns e Neel Jani, o piloto da Porsche fez sua estreia na Super Pole com um ótimo tempo. Rene Rast representou a Audi nesta fase e vai largar em quarta. Alex Lynn manteve o bom desempenho nos treinos ao garantir a 5ª posição e o re-estreante Tom Blomqvist se garantiu em 6º.

Os brasileiros que marcaram tempo conseguiram boas posições de largada, Felipe Massa é o 8º e Sergio Sette Câmara é o 9º. Andre Lotterer e Edoardo Mortada completaram o top 10.

GRUPO 1 – DA COSTA | VERGNE | GUENTHER | DI GRASSI | BUEMI | EVANS

Seguindo o protocolo não oficial de tempo para a saída dos boxes, o grupo 1 novamente foi para a pista nos últimos dois minutos de sessão. Com o tempo curto, os pilotos começaram a se espremer na pista para cruzar a linha de chegada a tempo, da Costa ficou por último entre os seis, após colidir levemente em di Grassi.. 

O que todos temiam, aconteceu. O traçado mais longo não foi perdoou o erro de cálculos de 4 dos 6 pilotos do grupo e apenas Evans e Guenther conseguiram abrir volta. O alemão ficou na frente, Guenther marcou 1:16.394 e Evans, 1:16.395. 

Após o vexame, di Grassi, da Costa, Buemi e Vergne vão largar do fim do grid, sem tempo. 

GRUPO 2 – LOTTERER | VANDOORNE | ROWLAND | BIRD | SIMS | DE VRIES 

A exemplo do grupo 1, o grupo 2 também foi tarde a pista, mostrando que gosta de viver perigosamente. 

Alexander Sims fez a volta rápida em 1:16.449. Andre Lotterer chegou ao primeiro lugar com 1:16.241, mas Oliver Rowland assumiu a ponta logo depois ao anotar 1:16.191. A dupla da Mercedes não andou bem, Vandoorne ficou em 7º (1:16.646) e de Vries em 8º (1:16.755). Sam Bird deu um leve toque no muro e ficou com o 6º tempo geral, 1:16.524.

GRUPO 3 – FRIJNS | MORTARA | D’AMBROSIO | ABT | MASSA | LYNN

Brigando menos com o cronômetro, o grupo não foi para a pista não tão tarde, o tempo razoável para o fim da sessão permitiu que os pilotos aproveitassem bem a volta rápida. E assim eles o fizeram. Embora D’Ambrosio não tenha feito uma grande volta, 1:16.539, Frijns fez o segundo melhor tempo da sessão (1:16.187) e recebeu aplausos na garagem da Virgin. Daniel Abt não conseguiu evoluir com a Nio (1:16.868), mas Felipe Massa conquistou um ótimo 5º lugar que o colocou temporariamente na Super Pole (1:16.251), seu companheiro de equipe veio logo atrás com o tempo de 1:16.296. Repetindo o desempenho impressionante dos treinos anteriores, Alex Lynn fez o primeiro tempo geral: 1:16.158. 

GRUPO 4 – RAST | TURVEY | MÜLLER | JANI | SETTE CÂMARA | BLOMQVIST 

O grupo 4 deixou a garagem nos 3 últimos minutos, com margem tranquila para marcar as volta rápidas. Nico Müller fez a melhor primeira parcial do treino, o que lhe ajudou a chegar à 9ª posição, 1:16.327. Sergio Sette Câmara superou o companheiro de equipe com 1:16.292 e ficou com o 7º tempo. Os três últimos pilotos a marcarem tempo trouxeram grandes surpresas e invadiram a Super Pole: Neel Jani anotou 1:16.234 – ficou em 6º -, Blomqvist fez 1:16.226 – ficou em 5º – e Rene Rast pulou para o primeiro lugar com o arrasador 1:15.993.

SUPER POLE – RAST | LYNN | FRIJNS | ROWLAND | BLOMQVIST | JANI 

Fazendo sua estreia na Super Pole, Neel Jani foi para a sua volta rápida. O tempo de 1:16.052 mostrou a melhora da pista, apenas 0.59 mais alto que o tempo de Rast na fase de grupos. Próximo a ir para a pista, o re-estreante Tom Blomqvist não foi tão bem quanto Jani, marcando 1:16.529 com o Jaguar #51, uma travada de roda durante a volta lhe custou quase meio segundo.

Oliver Rowland seria certamente o principal candidato a pole, mas depois de tudo o que aconteceu na fase grupos, ficou mais perigoso afirmar isso. Mesmo assim, Rowland triturou o cronômetro e marcou 1:15.955, pole temporária para o inglês. Expectativa também com a volta Robin Frijns, o piloto que tem largado na frente do companheiro de equipe nas últimas corrida em Berlim fez 1:16.004 e ficou com o segundo tempo, apenas 0.049 atrás de Rowland.

Figurinha carimbada nas últimas super poles, Alex Lynn não decepcionou desta vez. O tempo de 1:116.192 lhe rendeu a quarta colocação no grid. Após a volta de Lynn, apenas Rene Rast poderia ameaçar a primeira posição de Rowland, mas as parciais mais altas indicavam que o piloto da Audi não teria sucesso na empreitada, no final, tirou a 4ª posição com o tempo de 1:16.127. 

Com o grid tão diferente, a expectativa é de uma corrida extremamente disputada com muitas ultrapassagens e os campeões da categoria tentando se redimir pela erro cometido no quali. 

Mostrar mais

Cinthia Venâncio

Cearense que acompanha Fórmula 1 desde que se entende por gente. Faz aniversário no mesmo dia do Damon Hill.

Deixe uma resposta

Artigos relacionados