ColunistaIMSAPost

Na despedida da Penske, Hélio Castroneves e Ricky Taylor são campeões da IMSA

Nas tradicionais 12 Horas de Sebring, carro número 7 teve problemas no começo da prova e ficou atrasado, mas seus rivais diretos acabaram envolvidos em acidentes e ajudaram no caminho. Vitória ficou com trio da Mazda

Ricky Taylor e Hélio Castroneves celebram com o troféu do campeonato da IMSA (Michael L. Levitt/IMSA)

O encerramento da temporada 2020 da IMSA Weathertech Sportcars trouxe emoções e reviravoltas na briga pelo campeonato principal da categoria principal dos protótipos. Com os candidatos ao título tendo problemas, a vitória caiu no colo do Mazda número 55, da trinca Jonathan Bomarito, Harry Tincknell e Ryan Hunter-Reay. Mas a festa maior foi da Penske, que celebrou o título da categoria em seu adeus ao certame, com o triunfo de Hélio Castroneves e Ricky Taylor.

O Acura número 7 da equipe de Roger Penske (que também contava com Alexander Rossi.) largou na pole e liderou os primeiros quarenta minutos, mas um problema no intercooler na parte traseira esquerda, forçou a parada nos boxes e uma perda de 11 voltas, tirando o trio da disputa.

Assim, Castroneves e Taylor precisavam que os seus adversários na briga pelo campeonato também tivessem problemas para estarem na posição de campeão. A maior ameaça era o carro da Wayne Taylor Racing, da dupla Renger van der Zande e Ryan Briscoe, que também contavam com o reforço do atual campeão da Fórmula Indy, Scott Dixon.

Mas foi no turno de Dixon que o sonho do título acabou para os pilotos do Cadillac número 10. Por volta de 5 horas de prova, o neozelandês foi tocado pelo Mazda pilotado por Oliver Jarvis e rodou, tendo danos na parte traseira. Após a parada nos boxes e os reparos, a trinca da Wayne Taylor Racing perdeu seis voltas e deu adeus à chance de um bom resultado.

Quem passava a ter uma possibilidade era Pipo Derani. Correndo junto com Felipe Nasr e o colombiano Gabby Chaves no Cadillac número 31 da Action Express, o brasileiro precisava vencer a prova para ser campeão.

Faltando três horas para o final, Derani disputava a ponta com o Acura número 6 da Penske (do trio Danny Cameron, Simon Pagenaud e Juan Pablo Montoya, com o colombiano ao volante) e com o Mazda número 77 (que além de Jarvis, contava com Tristan Nunez e Olivier Pla), com os três andando muito próximo desde a relargada, após uma bandeira amarela.

Derani tentou um mergulho para cima de Montoya, mas tomou um “X” e levou um chega-pra-lá do colombiano. Na volta seguinte, o brasileiro fez nova tentativa numa sequência de esses e rodou o Acura do colombiano. Pouco depois, Pla passou o Cadillac e colocou o Mazda na ponta.

Para piorar as coisas, os comissários puniram Derani com um drive-through, tirando-o da briga pela vitória. O sonho do caneco acabou definitivamente pouco depois, quando um problema na suspensão causada pelos toques, fez o Cadillac perder duas voltas.

Com a briga pelo título definido, a definição das provas foi pela estratégia, com o Mazda número 55 assumindo a porta na última sequência de parada nos boxes, faturando a vitória da prova em Sebring. O Acura de Montoya, Cameron e Pagenaud foi o segundo, e o Mazda de Nunez, Jarvis e Pla em terceiro.

Com a melhor estratégia, Mazda número 55 foi o vencedor das 12 Horas de Sebring (Richard Dole/IMSA)

O melhor brasileiro na classificação foi Matheus Leist com o Cadillac 85 da JDC Motorsports, em conjunto com Scott Andrews e Stephen Simpson. A trinca terminou na quarta posição. O trio Derani, Nasr e Chaves terminou em sexto, seguido pelo Cadillac 10 e o Acura número 7.

Com a combinação de resultados, Hélio Castroneves e Ricky Taylor, os maiores vencedores da temporada, conquistaram o título geral da classe DPi dos protótipos. Nesta que foi a última temporada da Penske em sua passagem pela IMSA.

Para Hélio, a conquista tem um sabor especial: esta foi sua última corrida pela Penske após 20 anos defendendo a escuderia entre Fórmula Indy e IMSA. Para o tricampeão das 500 Milhas de Indianápolis, foi o primeiro título de um campeonato desde os tempos de kart. Não à toa, o brasileiro celebrou a conquista de forma especial.

A maioria dos pilotos da Penske buscam alternativas no mercado. O próprio Hpelio já acertou a participação em seis provas da Fórmula Indy pela Michael Shank Racing.

A temporada 2021 da IMSA Weathertech Sportcars inicia entre 22 e 24 de janeiro, com as 24 Horas de Daytona.

Mostrar mais

Eduardo Casola

Jornalista formado na Universidade de Sorocaba (Uniso) e apaixonado por esporte a motor desde quando se conhece por gente. Apenas um rapaz que gosta de uma boa corrida e de uma boa história!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados