ColunistaFórmula 3PostW Series

Michèle Mouton fala sobre a possibilidade da campeã da W Series ter vaga na F3

Para dar continuidade ao programa de desenvolvimento das mulheres no automobilismo, a campeã da W Series deveria seguir para a F3

As futuras campeãs da W Series podem ocupar um assento na Fórmula 3 como parte do seu desenvolvimento no automobilismo, a presidente da Comissão de Mulheres na FIA, Michèle Mouton propôs que as futuras campeãs da W Series possam ter um assento reservado para disputar o campeonato de Fórmula 3 da FIA.

Mouton acredita que os campeonatos de base precisam ter uma ‘integração maior’, atualmente a W Series é um campeonato de Fórmula 3, mas os carros que as pilotas utilizam são diferentes daqueles que a F3 FIA tem. Ainda é necessário para o crescimento das mulheres no automobilismo fazer essa passagem por outras categorias de base até uma mulher correr na Fórmula 1.

“Se esta for uma categoria única, não ajuda, mas se ela se tornar uma plataforma como a que fazemos com o FIA Girls On Track – Rising Stars, onde uma vez que você ganha, você avança, então isso seria ótimo.  Elas teriam a oportunidade de correr nos mesmos fins de semana que a F1, a vencedora saberia que chegará à F3, eu vou me juntar a eles. Minha posição é bem clara sobre isso”, informou Mouton.

A W Series uma plataforma para dar visibilidade para as mulheres no automobilismo, neste segundo ano que o campeonato foi disputado, ele sem dúvidas foi extremamente importante para as mulheres aperfeiçoarem as suas habilidades, mas também para receber outros convites.

Jamie Chadwick conquistou o bicampeonato em 2021 na W Series – Foto: reprodução

“Não tenho nada contra a W Series, pois ela promove as meninas no automobilismo, mas não concordo com o objetivo de reunir todas as mulheres jovens, pois a única forma de crescer é lutar com os melhores pilotos”.

As pilotas que fazem parte da Academia da W Series, participaram dos testes da Fórmula 3 neste mês. A categoria está se preparando, pois sabe que em algum momento as mulheres vão estar competindo por lá, portanto eles precisam se preparar para receber as meninas e ajudar neste novo caminho.

LEIA MAIS: Sidorkova e Martí, as pilotas da Academia da W Series vão participar dos testes da F3

“Você tem que correr com os melhores para ver onde você consegue ir. O formato agora é divertido porque elas, não têm nada para pagar, são vistas e promovidas, é bom, é um bom show”, afirma Mouton.

Desde o surgimento da W Series, muitos tinham consciência que era uma categoria para abrir as portas para as mulheres no automobilismo, mas ela não pode ser a única responsável, as mulheres precisam faz parte de outros campeonatos. Em disputas mistas elas tem a oportunidade de crescer, mas também ganham visibilidade e podem dar mais um passo em suas carreiras.

“Acho que hoje há muito mais esforço pela igualdade e é algo que pode ser visto e sentido em todos os lugares, não só na competição, mas também na indústria”, acrescentou.

“Queremos mais mulheres no automobilismo e em todos os lugares. Esta é a coisa mais importante que buscamos no apoio que recebemos de equipes profissionais e é algo em que venho trabalhando nos últimos 10 anos, é sério e é uma grande chance.”

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados