ColunistaDestaquesFórmula 1

Mercedes passa por reestruturação e James Allison deixa a função de diretor técnico

Allison será substituído por Mike Elliott, deixando as funções diárias no time, mas seguindo na Mercedes como chefe de operações técnicas

Na manhã desta sexta-feira (09) a Mercedes anunciou uma reestruturação no corpo técnico, James Allison vai deixar a função de diretor técnico no dia 1º de julho, para ser o chefe de operações técnicas. Mike Elliott o substituirá na função. 

Nesta nova fase, Allison estará se preparando para lidar com o próximo regulamento, desta forma será afastado das suas responsabilidades diárias. Ele ocupa a função de diretor técnico desde 2017, foi um dos responsáveis pelo domínio da equipe nas últimas temporadas.

“Acredito firmemente que as pessoas têm uma vida útil em cargos de supervisão neste esporte e optei por me afastar de meu papel como Diretor Técnico a fim de passar o bastão no momento certo para a organização e para mim”, disse Allison.

“Desfrutei de quatro anos e meio maravilhosos como diretor técnico e foi um privilégio especial liderar o esforço da equipe desde então. É um grande prazer ser sucedido por Mike, um engenheiro excepcional em um tremendo forte grupo de líderes seniores na equipe.”

James Allison – Foto: Daimler/Mercedes

Elliott tem uma vasta carreira na Fórmula 1, ele trabalhou com a McLaren em 2000, depois passou pela Renault, antes de entrar na Mercedes em 2012 e trabalhar com chefe de aerodinâmica, antes de assumir a função de diretor de tecnologia e agora ser diretor técnico.

“Foi um grande prazer e privilégio trabalhar para James no início da minha carreira na Renault e nos últimos quatro anos na Mercedes. Seu histórico no esporte fala por si, e ele tem sido um excelente colega de equipe e um líder para mim durante esse tempo. Estou muito feliz por podermos contar com sua experiência em sua nova função como diretor técnico. Em um nível pessoal, é uma oportunidade incrível de me tornar Diretor Técnico de uma equipe como a Mercedes, e devo agradecer a Toto e à nossa empresa por confiarem em mim para dar o passo à frente para essa nova função.”

“É um privilégio incrível fazer parte desta equipe e sei que a força de liderança em todos os níveis da empresa será vital para o nosso sucesso futuro. Mal posso esperar para começar e enfrentar os muitos desafios técnicos emocionantes que temos pela frente de nós nos próximos meses e anos”, disse Elliott.

 

Mike Elliott – Foto: Dailmer/Mercedes

A mudança é bem significativa, já que Andy Cowell optou por deixar o cargo de chefe de motor em junho do ano passado, após trabalhar por 16 anos nesta função. É um pouco complicado passar por tantas modificações em um curto espaço de tempo, principalmente com uma equipe dos sonhos e ótimos resultados.

LEIA MAIS: Mercedes anuncia saída de Andy Cowell e reestruturação de equipe interna

A perda de Cowell é significativa, mas a liderança de Allison impacta a equipe ainda mais, principalmente por ter uma função onde demandava um acompanhamento diário, além disso ele sempre foi considerado um ótimo profissional para ocupar este cargo.

Por outro lado, Allison ainda irá ditar o futuro da Mercedes, ajudando nas mudanças aerodinâmicas que vão impactar o próximo ano, além de contribuir para as mudanças do motor, que estão por vir já que a categoria está focada na sustentabilidade.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados