ColunistaFórmula 1Post

Max Verstappen supera dupla da Mercedes e lidera TL2 na França

A atividade foi bem movimentada, com os pneus macios Verstappen liderou a sessão, superando Bottas e Hamilton

Para encerrar as atividades da Fórmula 1 nesta sexta-feira, Max Verstappen superou a dupla da Mercedes em Paul Ricard para ficar com a liderança da sessão. Durante o TL2 os pilotos se dividiram para testar principalmente os pneus médios e macios estabelecendo as voltas rápidas e já se preparando para a classificação, mas também estavam verificando a durabilidade dos compostos para a utilização na corrida.

O holandês que está em disputa direta com Lewis Hamilton anotou 1m32s872 para garantir a ponta. Valtteri Bottas liderou boa parte da sessão, mas fechou o dia com 1m32s880 no segundo lugar. Enquanto Lewis Hamilton foi o terceiro colocado com 1m33s125.

Fernando Alonso e a Alpine são a grande surpresa neste início, o espanhol ficou com o quarto lugar e Esteban Ocon fechou o dia em sexto. A Alpine ainda é uma incógnita em desempenho, mas neste retorno ao autódromo está chamando muita atenção, principalmente por manter a performance do TL1.

A dupla da Ferrari apareceu entre os dez, Charles Leclerc ficou com a quinta posição, enquanto Carlos Sainz foi o oitavo colocado. Superaram a dupla da McLaren, equipe com quem estão travando uma briga importante. Lando Norris ficou com o décimo lugar, enquanto Daniel Ricciardo foi apenas o décimo quarto lugar.

LEIA MAIS: Mercedes domina ponta no TL1, com Valtteri Bottas ocupando a primeira posição em Paul Ricard

Kimi Raikkonen foi o nono colocado, a Alfa Romeo também está tentando ficar entre os dez. Mas vale dizer que nesta sequência não tivemos Sergio Pérez no Top-10.

A grande questão da sessão está ligada as lombadas que foram colocadas em alguns trechos da pista e alguns pilotos pegaram elas durante os dois treinos de sexta-feira. As equipes estão pressionando a FIA por mudanças, pois os danos nos carros acabam gerando custos.

Saiba como foi o Segundo Treino Livre em Paul Ricard

Quando a atividade começou, a temperatura na pista estava na casa dos 48°C, com 27°C no ambiente. As temperaturas se elevaram com relação a primeira sessão.

Nesta segunda atividade George Russell retomou o assento na Williams, após Roy Nissany testar no TL1.

Os pilotos que deixavam os boxes estavam principalmente usando os pneus médios, enquanto apenas a dupla da Aston Martin estava com os pneus macios. Alonso e Latifi foram liberados com os pneus duros.

Bottas logo assumiu a liderança da sessão ao anotar 1m32s880, seguido por Max Verstappen com 1m33s882 e Sergio Pérez com 1m34s125. Mas pouco tempo depois Hamilton superou a dupla da Red Bull e ficou com o segundo lugar ao anotar 1m33s289.

Com menos de quinze minutos de atividade, Max Verstappen passou por uma zebra e danificou o carro, desta forma o holandês retornou para os boxes. Durante a transmissão os rádios entre a FIA e as equipes estão ganhando destaque, principalmente após os danos que os carros estão sofrendo por conta das alterações feitas no circuito.

Em vinte minutos de atividade, os dez primeiros eram: Bottas, Hamilton, Verstappen, Pérez, Ocon, Gasly, Alonso, Leclerc, Norris e Sainz. A dupla da Ferrari estava um pouco mais apagada nestas atividades, mas a dupla estava no Top-10.

Se aproximando da conclusão da primeira meia hora, Bottas, Pérez e Ocon instalaram os pneus macios para completar mais algumas voltas. O piloto da Alpine estava na terceira posição, melhorando o seu tempo para 1m33s821.

Grande parte do grid partiu para a utilização dos pneus macios. Hamilton permaneceu na segunda posição, mas anotou 1m33s125. Nesta última meia hora de atividade, Alonso respondeu para assumir a terceira posição, seguido por Kimi Raikkonen e Esteban Ocon. No entanto, Max Verstappen após completar a volta de saída dos boxes com os pneus macios, apareceu bem veloz na pista, dominou o primeiro setor, melhorou o segundo e mesmo com um terceiro setor não tão bom, pegou a ponta quando cravou 1m32s872.

Restando 20 minutos para o encerramento da sessão, os dez primeiros eram: Verstappen, Bottas, Hamilton, Alonso, Leclerc, Ocon, Gasly, Sainz, Raikkonen e Norris. Fernando Alonso estava separado por menos de 0s468 do líder da atividade, garantindo o quarto lugar. 

E aos poucos a Ferrari foi aparecendo na pista Leclerc assumiu o quarto lugar, com Carlos Sainz em oitavo.

Nos últimos minutos de sessão os pilotos aproveitaram para realizar a simulação de corrida, aproveitando para aproveitar a pista no mesmo horário que será a classificação e a largada da prova.

A aderência da pista ainda é uma questão, tanto nas voltas rápidas, quanto nos giros em modo de simulação de corrida, os pilotos perdiam um pouco da traseira dos carros e extravasavam os limites de pista. 

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Um Comentário

  1. Olá, pessoal do BP! Sim, ouvi na transmissão que a Red Bull poderia gastar 100 mil dólares só para consertar esses danos de hoje no carro do Vespa. Esses obstáculos tem que ser repensados.

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

%d blogueiros gostam disto: