ColunistaFórmula 1Post

Max Verstappen domina classificação e crava pole do GP da França

O holandês é o pole do GP da França, superando dupla da Mercedes ao apresentar um ótimo desempenho na classificação

A classificação foi bem disputada, mas Max Verstappen conseguiu o melhor resultado e cravou a 5ª pole da carreira quando anotou 1m29s990. O holandês que já tinha um bom tempo em sua primeira volta cronômetrada do Q3, conseguiu um resultado melhor e foi o único piloto do grid a virar na casa de 1m29s.

Ao seu lado neste domingo, vamos ver o maior rival de Verstappen na temporada 2021, Lewis Hamilton anotou 1m30s248, ficando separado por 0s258. Valtteri Bottas que apresentou um bom desempenho durante todo o fim de semana teve que aceitar a terceira posição, quando não conseguiu extrair mais nada do seu carro, desta forma o finlandês anotou 1m30s376.

Sergio Pérez foi o quarto colocado depois de ser batido pela dupla da Mercedes.

O bom resultado de Carlos Sainz colocou a Ferrari na quinta posição, com Charles Leclerc em sétimo. A conquista do time italiano é positiva, pois os dois pilotos vão largar à frente da dupla da McLaren. Lando Norris começa a prova da oitava posição, enquanto Daniel Ricciardo era o décimo.

Pierre Gasly ficou com a quarta posição, em uma boa performance para a AlphaTauri, já que Yuki Tsunoda bateu ainda no Q1, ficando impossibilitado de participar do restante da classificação.

Neste domingo a largada para o GP da França ocorre às 10h pelo horário de Brasília. 

Saiba como foi a Classificação para o GP da França

A temperatura na pista estava na casa dos 44°C, com 29°C no ambiente. As temperaturas ficaram um pouco mais elevadas, com relação ao TL3.

Q1

Com a pista liberada a dupla da AlphaTauri, Alfa Romeo e Haas passaram a ocupar o circuito, usando os pneus macios. E com poucos minutos de atividade a sessão foi paralisada com bandeira vermelha pois Yuki Tsunoda perdeu a traseira do carro na curva 1 e tocou de leve no muro de contenção.

Nenhum dos pilotos tinha aferido tempo até o momento que Tsunoda bateu. Restavam 14 minutos e 19 segundos para o encerramento do Q1.

E com o reinício da sessão se formou uma fila na saída do pit-lane, com os pilotos tentando aproveitar todos os minutos da atividade para obter a melhor volta.

Charles Leclerc logo anotou 1m33s187, mas rapidamente o seu tempo foi batido, Carlos Sainz cravou 1m32s289. Valtteri Bottas assumiu a ponta com 1m33s669, enquanto Lewis Hamilton estava na segunda posição por 1m31s692.

Não demorou muito para a Red Bull superar a dupla da Mercedes, Max Verstappen tinha 1m31s001 e Sergio Pérez anotou 1m31s560. A volta de Lance Stroll foi deletada. Charles Leclerc que estava nas últimas posições e pegou muito trânsito, permaneceu na pista para dar mais uma volta, desta forma o monegasco deixou o décimo sexto lugar, para ocupar o décimo primeiro com 1m32s209, superando o companheiro de equipe.

Antes de alguns pilotos retornarem para os boxes, Norris conseguiu o quinto lugar com 1m31s733. Hamilton assumiu o segundo lugar e Sainz pulou para o sétimo lugar, todos eles completando quatro voltas com o mesmo composto.

Os dez primeiros eram: Verstappen, Hamilton, Pérez, Bottas, Norris, Gasly, Sainz, Vettel, Ocon e Alonso. Na zona de eliminação era possível ver: Russell, Latifi, Raikkonen, Mazepin, Stroll e Tsunoda (que bateu).

Restando apenas 21 segundos, Mick Schumacher bateu ao perder a traseira do carro na curva 7, a sessão entrou em regime de bandeira vermelha. O seu carro ficou com a suspensão danificada.

O piloto da Haas acabou prejudicando a classificação de Lance Stroll, o piloto canadense que teve dificuldade para encaixar uma boa volta, acabou ficando sem tempo depois da batida de Schumacher. A Aston Martin terá que fazer uma boa estratégia para colocar Stroll entre os dez primeiros. 

Eliminados

16) Nicholas Latifi – 1m33s062
17) Kimi Raikkonen – 1m33s354
18) Nikita Mazepin – 1m33s554
19) Lance Stroll – Sem Tempo
20) Yuki Tsunoda – Sem Tempo

Q2

Para o Q2, grande parte dos pilotos foram realizar a sessão com os pneus médios, pensando justamente na corrida, pois estes compostos oferecem uma boa aderência, mas possuem uma durabilidade maior. Apenas Russell, Ocon, Alonso estavam com os pneus macios nesta parte da atividade.

Pierre Gasly foi o primeiro a aferir tempo, o francês anotou 1m31s353, mas os tempos foram melhorando. Sergio Pérez anotou 1m30s971, seguido de perto por Max Verstappen com 1m31s080. A primeira volta cronometrada de Lando Norris foi deletada pois o piloto extravasou os limites de pista.

Lewis Hamilton assumiu a primeira posição com 1m30s959, mas na quarta volta do pneu médio.  Após todos os pilotos contarem com uma volta cronometrada, os dez primeiros eram: Hamilton, Pérez, Verstappen, Sainz, Bottas, Gasly, Norris, Alonso, Ricciardo e Leclerc. Na zona de eliminação: Ocon, Vettel, Giovinazzi e Russell.

Com a segunda liberação do Q2, apenas Pérez, Ricciardo e Giovinazzi investiram nos pneus macios. Obviamente Pérez não concluiu o seu giro com os macios. Bottas e Hamilton melhoraram a volta com outro conjunto de pneus médios. Leclerc fechou a volta na nona posição, os dois carros da Ferrari e da McLaren avançaram para o Q3. 

Eliminados

11) Esteban Ocon – 1m31s736
12) Sebastian Vettel – 1m31s767
13) Antonio Giovinazzi – 1m31s813
14) George Russell – 1m32s065
15) Mick Schumacher – Sem Tempo pois bateu

Q3

Grande parte dos pilotos estava com os pneus macios instalados, mas Fernando Alonso e Daniel Ricciardo apostaram nos compostos médios. Na primeira volta rápida, Max Verstappen cravou 1m30s325, enquanto Lewis Hamilton era o segundo colocado com 1m30s711. Sergio Pérez era o terceiro colocado superando Valtteri Bottas.

Entre os dez apenas Pierre Gasly não tinha tempo, pois a sua volta foi deletada na curva seis.

Max Verstappen cravou a 5ª pole da carreira com 1m29s990, sendo o único a andar na casa de 1m29s. Lewis Hamilton conseguiu o segundo lugar com 1m30s248, Valtteri Bottas superou Sergio Pérez com 1m30s376, contra 1m30s445.

Carlos Sainz teve uma classificação muito melhor, conseguindo encaixar a quinta posição, enquanto Charles Leclerc foi o sétimo colocado. Bom para a Ferrari que conseguiu bater a McLaren em classificação, já que Lando Norris ficou com o oitavo lugar, com Daniel Ricciardo em décimo.

Pierre Gasly conseguiu o sexto lugar com a AlphaTauri, um bom resultado para o time após a batida de Yuki Tsunoda.

Fernando Alonso levou o carro da Alpine ao Q3, ficando com o nono lugar.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados