ColunistaFórmula EPost

Lucas Di Grassi lidera TL1 em Roma, com Sette Câmara na 4ª posição

O fim de semana começou bom para os brasileiros que estiveram entre os dez na primeira atividade realizada em Roma

Neste sábado a Fórmula E (10) está realizando a terceira etapa, a disputa desta vez ocorre em Roma, uma rodada dupla no circuito que foi reformulado para a temporada 2020/21. A primeira atividade terminou com Lucas Di Grassi na ponta, enquanto Sérgio Sette Câmara foi o quarto colocado.

Voltamos a falar sobre o fim de semana dos brasileiros, no entanto, antes é necessário dizer que a primeira sessão contou com uma bandeira vermelha provocada por uma batida de Tom Blomqvist, piloto da NIO 333. Ele acabou batendo na curva 14, um trecho que vários pilotos estão tendo dificuldade e alguns estão passando reto.

Durante os treinos livres os pilotos acabam avaliando as potências dos carros para saber como lidar com elas durante a prova e a aplicação nos trechos da pista, desta forma as posições entre os competidores acabavam ficando bem misturadas, já que basicamente eles só testam cada uma dessas potências uma vez.

LEIA MAIS: Quais são os testes realizados durante os treinos livres da Fórmula E?

No TL1 a Dragon começou a atividade ocupando as últimas posições da tabela, a equipe optou por não instalar o novo powertrain para as etapas em Roma, e só deve apresentá-lo no ePrix de Mônaco, podendo comprometer o desempenho nesta rodada dupla.

Sérgio Sette Câmara – Foto: reprodução Fórmula E

“Sobre o carro novo, a gente não vai estrear o carro antes de Mônaco. São muitas inovações que foram feitas e, com isso, não vale a pena arriscar. Andamos muito bem na pré-temporada, bem como, nas duas primeiras etapas em Diriyah, e estamos certos da confiabilidade do equipamento que temos em mãos. Sendo assim, mesmo um pouco prejudicados em relação a potência máxima do carro, vamos confiantes em busca de voltar a zona de pontuação e continuar lutando no TOP10 do Campeonato”, afirmou Câmara.

No entanto, restando pouco mais de 20 minutos para o término da sessão, Sérgio Sette Câmara acabou aumentando a nossa expectativa já que anotou 1m42s345, saltando para a terceira posição. Pouco depois o brasileiro melhorou a sua marca para 1m41s793, retornando para o terceiro lugar.

Por outro lado, Lucas Di Grassi tentou se manter entre os dez primeiros colocados em grande parte da primeira sessão, antes de uma breve parada nos boxes o brasileiro que guia pela Audi tinha registrado 1m42s735.

Quando Di Grassi retornou para o circuito, anotou 1m39s902, para ocupar a terceira posição, enquanto o outro brasileiro estava despencando na tabela de tempos, já que outros competidores estavam superando os seus tempos. Câmara fechou a atividade na décima quarta posição.

LEIA MAIS: Fórmula E: Dragon adia estreia do novo powertrain

O carro de Blomqvist foi rapidamente removido e a atividade retornou, com os pilotos aproveitando os últimos cinco minutos da sessão. Lucas Di Grassi assumiu a ponta com 1m38s785, conseguindo terminar a atividade na liderança.

Sérgio Sette Câmara também surpreendeu com um bom desempenho, encerrando a atividade na quarta posição após anotar 1m39s044. Para comparação, Nico Müller, companheiro de equipe de Câmara ficou com a décima segunda posição, enquanto Rene Rast, companheiro de Di Grassi foi o décimo nono colocado.

“Me dediquei muito nesta preparação para Roma nas últimas semanas. Fiquei três dias completos no simulador da equipe além de ter feito alguns dias de testes com o carro novo”, disse Câmara.

Com a sessão já encerrada onde Di Grassi terminou na ponta, mais uma surpresa acabou ocorrendo, uma bandeira vermelha foi provocada enquanto os pilotos estavam rumando para realizar o teste de largada, a pista ficou suja e a atividade foi abortada.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados