ColunistaFórmula 1Post

Lewis Hamilton comanda dobradinha da Mercedes no TL2, com Leclerc na terceira posição

A dupla da Mercedes segue imprimindo um ritmo forte em Barcelona, a equipe fechou a segunda atividade na liderança. Destaque para a Alpine entre os dez primeiros

Nesta sexta-feira (07) as equipes também realizaram o segundo treino livre, uma sessão divida em voltas rápidas, mas os times precisaram operar as voltas em modo de simulação de corrida. Lewis Hamilton ficou com a ponta do TL2, pois anotou 1m18s170 com os pneus macios. Valtteri Bottas fechou na segunda posição com 1m18s309.

Desta vez a dupla da Red Bull não esteve entre as primeiras posições da atividade, Max Verstappen e Sergio Pérez ficaram com a nona e décima posição respectivamente. Os pilotos da equipe austríaca até tentaram um giro rápido, mas pouco depois começaram a investir na simulação de corrida.

LEIA MAIS: Durante TL1 na Espanha, Bottas lidera com Verstappen na segunda posição entre as duas Mercedes

Foi bom para a Ferrari, já que Charles Leclerc ficou com a terceira posição com 1m18s335. A dupla da Alpine fechou entre os dez, com Esteban Ocon em décimo e Fernando Alonso na quinta posição. Outra dupla de pilotos estava próxima na tabela de tempos, Pierre Gasly e Yuki Tsunoda, em sexto e sétimo com a AlphaTauri. Carlos Sainz fechou na oitava posição com o segundo carro da Ferrari.

Diferente dos outros treinos livres da temporada, agora companheiros de equipe estavam apresentando um desempenho mais parecido.

Kimi Raikkonen realizou testes aerodinâmicos com a Alfa Romeo, assim como Lando Norris fez no TL1, o piloto finlandês deixou os boxes com o flow vis espalhado na lateral esquerda e assoalho do C41.

Saiba como foi o segundo treino livre na Espanha

Na pista a temperatura estava na casa dos 40°C, com 21°C no ambiente.

George Russell e Kimi Raikkonen retornaram para os seus respectivos carros, após Roy Nissany e Robert Kubica realizarem testes pela manhã.

Nesta segunda atividade, todos os pilotos deixaram os boxes com os pneus médios instalados, durante a sessão os pilotos vão buscar algumas voltas rápidas, antes de partir para as voltas em modo de simulação de corrida.

Valtteri Bottas que liderou a primeira atividade, anotou 1m19s087, Charles Leclerc já aparecia na segunda posição com 1m19s323. Apenas Fernando Alonso, Max Verstappen e Nicholas Latifi leveram um pouco mais de tempo para deixar os boxes e começar a trabalhar as voltas rápidas.

Após uma volta de aquecimento dos compostos, Verstappen saltou para a primeira posição com 1m19s041, enquanto Bottas que também estava com os médios cravou 1m18s419. Depois de dez minutos de atividade, os dez primeiros eram: Bottas, Hamilton, Verstappen, Alonso, Ocon, Gasly, Leclerc, Pérez, Tsunoda e Norris.

O virtual Safety Car foi ativo rapidamente, pois uma peça do carro de Carlos Sainz acabou se soltando quando o piloto passou por uma zebra no circuito. Mas rapidamente a sessão foi reestabelecida.

Kimi Raikkonen estava realizando testes aerodinâmicos com a Alfa Romeo, o flow vis estava espalhado pela lateral e assoalho do C41.

Com vinte minutos de atividade, após vários pilotos realizarem uma parada nos boxes, os pilotos estavam instalando os pneus macios para mais uma sequência de volta rápidas, Hamilton tinha 1m18s170, separado de Bottas por 0s139.

Quando Leclerc instalou os pneus médios, o monegasco deixou a décima posição, para cravar o terceiro melhor tempo, com 1m18s335, enquanto Carlos Sainz estava ocupando a quinta posição com 1m18s674, entre a dupla da Ferrari estava Esteban Ocon com 1m18s466. Fernando Alonso fechou a sua volta na quinta posição, assumindo o lugar que era do outro espanhol, o piloto da Alpine tinha 1m18s518.

Kimi Raikkonen quase acertou o Nikita Mazepin na saída dos boxes, a Haas liberou o russo enquanto o finlandês estava no pit-lane. O piloto da Alfa Romeo realizou uma ultrapassagem, para não ficar atrás do russo.

Quando as equipes entraram na meia hora final, os dez primeiros eram: Hamilton, Bottas, Leclerc, Ocon, Alonso, Gasly, Sainz, Verstappen, Tsunoda e Vettel. Vários pilotos ainda estavam nos boxes realizando o reabastecimento, para partir para as voltas em modo de simulação de corrida.

Max Verstappen anulou a sua volta rápida com os pneus macios, pois cometeu um erro durante o seu giro. O holandês não buscou uma volta rápida para brigar com as Mercedes e fechou a atividade na nona posição com 1m18s785. Sergio Pérez era o décimo colocado com 1m18s918.

O pneu traseiro direito estava mostrando um grande desgaste, tanto a goma média quanto a macia – os principais compostos para a corrida. Nesta fase da atividade os pilotos estavam virando 1m22s alto, uma variação destes tempos.

Os 20 pilotos estavam na pista nos últimos minutos de atividade. 

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados