ColunistaPostStock Car

Khodair supera Barrichello e conquista vitória na segunda corrida da 11ª etapa da Stock Car

O piloto da Blau Motorsport contou com uma boa estratégia da equipe e saltou para a primeira posição, para vencer a segunda prova disputada neste domingo

Grande disputa matemática e na pista nesta segunda corrida disputada pela 11ª etapa da Stock Car em Goiânia. A Blau Motorsport que esteve liderando os treinos livres e dando muito trabalho aos outros competidores, viu Allam Khodair superar Rubens Barrichello na última volta, assumir a ponta e cruzar a linha de chagada na primeira posição.

O mesmo Allam Khodair que conquistou a pole para a primeira corrida do dia e acabou abandonando a prova após o incidente com Bruno Baptista na segunda volta. O piloto da Blau Motorsport largou das últimas posições, foi realizando ultrapassagens e durante a parada nos boxes, ele foi permanecendo na pista, ampliando a vantagem e surpreendendo Rubens Barrichello na sua saída dos boxes. Surgindo na segunda posição, com muita potência e grandes chances de brigar pela vitória.

Falando ainda sobre surpresa, Daniel Serra perdeu o pódio para Nelsinho Piquet. O piloto da Full Time Bassani surpreendeu ainda mais ao conseguir a segunda posição, quando realizou a ultrapassagem em Barrichello que ficou sem combustível perto da linha de chegada.

Barrichello terminou a prova na terceira posição, seguido por Daniel Serra e Ricardo Maurício. O que torna a disputa pelo título bem interessante, já que com os descartes realizados, o campeonato conta com Thiago Camilo ainda na liderança com 238 pontos, Serra foi para segundo com 236, enquanto Maurício ocupa a terceira posição com 231 pontos.

Barrichello agora o sexto colocado com 223 pontos, pois Ricardo Zonta aparece em quarto e Gabriel Casagrande é o quinto.

A Stock Car vai disputar a sua última etapa no dia 13 de dezembro em Interlagos.

Saiba como foi a segunda corrida da 11ª etapa da Stock Car em Goiânia

Os pilotos que receberam o Fan Push:

Por conta do grid invertido, os dez primeiros eram: Barrichello, Serra, Lapenna, Di Mauro, Zonta, Campos, Casagrande, Navarro, Nunes e Salas.

No entanto, na volta de aquecimento de pneus, Lapenna foi para os boxes. Barrichello conseguiu se estabelecer na primeira posição, com Daniel Serra em segundo, mas desta vez a prova se mostrava mais disputada, com os pilotos encostando um no outro. Barrichello escapou e perdeu a ponta, assim Serra era o líder e jogo de empurra, empurra seguia pelo meio do grid.

Barrichello passou a ser pressionado por Casagrande e Nelsinho Piquet que havia terminado em décimo quarto na primeira prova, já era o nono colocado na primeira volta.

Serra aproveitou a disputa entre Barrichello e Casagrande para ampliar a sua vantagem na liderança. Zonta tinha um bom desempenho e também estava na disputa pelo título, o piloto da RCM Motorspot já era o quarto colocado. Ricardo Maurício que também estava nessa briga matemática pelo título apareceu em décimo, atacando e ganhando várias posições, apostando tudo nessa prova.

Átila Abreu estava disputando a décima quarta posição com Bruno Baptista, mas acabou tocando o piloto da RCM Motorsport e acabou rodando, caindo assim para a vigésima primeira posição.

Thiago Camilo que teve um problema na bomba de combustível na primeira prova, retornou para a segunda prova e era o décimo sexto colocado.

Na quinta volta, os dez primeiros eram: Serra, Barrichello, Casagrande, Zonta, Campos, Navarro, Suzuki, Mauricio, Piquet Jr e Gomes.

Barrichello e Casagrande utilizavam os botões de ultrapassagens em voltas diferentes, desta forma acabavam se alternando nas posições da pista. Camilo estava em disputa direta com Bruno Baptista pela décima quinta posição.

Os boxes foram abertos na sétima volta, Serra foi logo realizar a sua parada e Barrichello era o líder. Piquet apareceu na frente de Gabriel Casagrande, após retornar dos boxes juntos. A parada de Barrichello foi voadora e ele conseguiu a liderança que era de Daniel Serra.

Com todas as paradas realizadas, os dez primeiros eram: Barrichello, Khodair, Serra, Piquet Jr, Gomes, Casagrande, Mauricio, Cardoso, Baptista e Zonta. Khodair permaneceu na pista e quando realizou a sua parada, conseguindo retornar na segunda posição.

Restavam cerca de 8 minutos para o encerramento da prova, mais uma volta. Como os dez primeiros estavam bem perto e ainda tinham alguns botões de ultrapassagem disponível, a estratégia era muito importante.

Khodair partiu para o ataque em Rubens Barrichello e a Blau Motorsport buscava uma vitória no fim de semana em Goiânia.

Camilo estava na décima segunda posição e estava brigando principalmente com Cacá Bueno, mas era pressionado por Foresti que estava na décima terceira posição.

Na penúltima volta Barrichello ficou sem botões de ultrapassagem, mas tinha 1s2 de vantagem para Khodair, mas o piloto da Blau ainda tinha o auxílio da potência extra. Cardoso assumiu a sétima posição, com a ultrapassagem em Casagrande. Cacá Bueno que era o décimo segundo, rodou e caiu para a décima sétima posição.

Barrichello ainda perdeu a segunda posição para Nelson Piquet Jr, já que ficou sem combustível na última volta, mas o piloto da Full Time Sports conseguiu salvar a terceira posição.

Serra foi o quarto colocado, seguido por Ricardo Maurício, Marcos Gomes, Pedro Cardoso, Gabriel Casagrande, Bruno Baptista e Ricardo Zonta completaram o top-10.

O campeonato com as provas de descarte, fica desta forma:

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados