ColunistaFórmula 1Post

Hamilton lidera TL1 na Holanda, mas atividade é prejudicada por demora no resgate do carro de Vettel

Com os últimos minutos de pista livre, os times usaram os pneus macios. Hamilton assumiu a liderança da sessão, superando Verstappen por 0s097

Depois de uma retomada frustrante da temporada na Bélgica, a Fórmula 1 está nesta sexta-feira (03) na Holanda, realizando as primeiras atividades em Zandvoort, depois de 36 anos desde a última corrida. Os últimos minutos da sessão foram agitados, pois ela sofreu uma interrupção que levou muito tempo para ser solucionada.

Lewis Hamilton assumiu a liderança da atividade depois de anotar 1m11s500, o inglês foi acompanhado por Max Verstappen que tinha 1m11s597. Os pilotos trabalharam com os pneus macios, aproveitando para executar algumas voltas rápidas, mas o resultado da atividade não traduz o fim de semana, já que poucas voltas foram dadas nesta manhã.

Um exemplo é a dupla da Ferrari no terceiro e quarto lugar, com Carlos Sainz e Charles Leclerc respectivamente. Enquanto Antonio Giovinazzi levou o carro da Alfa Romeo para a oitava posição.

A sessão foi interrompida depois que o carro de Sebastian Vettel apresentou problemas e ficou parado na curva Tarzan. O TL1 só foi retomado próximo ao seu encerramento. A organização do evento se mostrou muito atrapalhada para a resolução das questões que ocorreram durante o TL1.

A Fórmula 1 retorna às 10h para a realização do TL2. 

Saiba como foi o TL1 em Zandvoort

A temperatura na pista estava na casa dos 23°C com 18°C no ambiente.

Como os times não tinham dados da pista, logo começaram a realizar testes aerodinâmicos. Kimi Raikkonen foi enviado com o flow-vis espalhado em algumas áreas do carro, enquanto Yuki Tsunoda usava as grades de aferição aerodinâmica. Nos primeiros minutos de sessão, ainda com os pneus frios, o piloto do carro #22 rodou na curva 10, mas logo retornou ao traçado.

Nesta ânsia para coletar os dados, rapidamente os primeiros tempos apareceram, Pierre Gasly foi o líder momentâneo depois de anotar 1m15s301 com os pneus médios, enquanto Lance Stroll era o mais rápido com os pneus duros depois de anotar 1m16s145, ocupando a quinta posição.

O traçado tinha muitas características de circuitos antigos, brita em alguns pontos, a aproximação dos muros de contenção e um circuito que pune os pilotos que acabam errando. Com algumas escapadas do circuito, os pilotos já evitavam possíveis toques, além disso alguns reclamavam do trânsito em pista.

Depois de dez minutos de atividade, os dez primeiros eram: Verstappen, Bottas, Norris, Gasly, Ricciardo, Stroll, Hamilton, Sainz, Alonso e Leclerc. Verstappen tinha melhorado o seu tempo para 1m12s850 com os pneus duros que ele já tinha completado sete voltas.

Mesmo com cerca de 20 minutos de atividade, o foco era permanecer na pista fazendo o reconhecimento do traçado. Stroll, Norris, Leclerc, Sainz entre outros pilotos, tinham passado das dez voltas com os compostos que estavam utilizando.

Sebastian Vettel que havia informado um problema com o pneu, passou pelos boxes e no seu retorno à pista o alemão apresentou novos problemas. Fumaça saia do AMR21, enquanto Vettel pegou o extintor de incêndio e tentava conter um possível incêndio no carro. Alguns fluidos espalharam pela pista, depois que o motor teve problemas.

A sessão foi paralisada quando restavam 41 minutos para o seu encerramento, enquanto aguardavam o problema no carro de Vettel ser resolvido.

O cronômetro seguia em regressiva, enquanto os mecânicos da Aston Martin chegaram para verificar o carro e saber se havia algum problema elétrico no AMR21, em função das baterias.

A atividade só foi retomada quando restavam seis minutos para o encerramento. Os dez primeiros eram: Norris, Verstappen, Bottas, Hamilton, Gasly, Alonso, Stroll, Ricciardo, Leclerc e Sainz.

Quando os pilotos retornaram para o circuito, estavam todos com os pneus macios, desta forma os tempos evoluíram e as posições foram se alternando. Hamilton assumiu a liderança da sessão com 1m11s500, seguido por Valtteri Bottas com 1m11s738, a dupla da Mercedes superou os pilotos da Ferrari, pois Carlos Sainz foi empurrado para a quarta posição.

O trânsito era um grande problema, então os pilotos acabavam negociando espaço pelo circuito. Verstappen assumiu a segunda posição com 1m11s597. Giovinazzi ficou com a oitava posição com a Alfa Romeo. Tsunoda era o único piloto sem tempo aferido na sessão.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados