ColunistaFórmula 1Post

Hamilton confirma a 98ª pole, após desempenho imbatível no Bahrein

Na briga entre Mercedes e Red Bull, foi o time alemão que levou a melhor, Hamilton cravou mais uma pole, acompanhado por Bottas

Se existia alguma dúvida sobre o desempenho do time na pista, elas foram cessadas com a 98ª pole de Lewis Hamilton, o inglês anotou 1m27.264, Valtteri Bottas ainda conseguiu superar Max Verstappen e ficou com a segunda posição, o tempo do finlandês foi 1m27s553, contra 1m27s678 estabelecido pelo holandês.

Mesmo com a batida no TL2, a Red Bull conseguiu recuperar o carro de Alexander Albon e ele teve um bom sábado, desta forma ele vai largar neste domingo da quarta posição. Albon ainda cometeu alguns erros, mas a seu ritmo era muito bom.

Sergio Pérez foi o quinto colocado com a Racing Point, mas Lance Stroll não teve a mesma sorte e vai largar da décima terceira posição. A dupla da Renault conseguiu o sexto e sétimo lugar com Daniel Ricciardo e Esteban Ocon respectivamente. A AlphaTauri conseguiu levar os dois carros para o top-10, Pierre Gasly foi o oitavo colocado com Daniil Kvyat em décimo, enquanto Lando Norris ficou entre a dupla da Alpha.

Carlos Sainz perdeu o Q2, pois ao deixar os boxes na segunda fase da sessão, viu o seu carro travando e sem a possibilidade de resolver o problema rapidamente, o espanhol não pode retornar para a pista.

A Fórmula 1 retorna neste domingo às 11h10 para a realização do GP do Bahrein.

Saiba como foi a Classificação

Na pista a temperatura estava na casa dos 28°C, com 26°C no ambiente.

A Williams liberou George Russell rapidamente com os pneus macios, mas o piloto retornou para os boxes pouco depois. Os primeiros minutos marcavam uma sessão vazia e desta forma Verstappen conseguiu marcar uma boa volta com o circuito livre, o holandês anotou 1:28.885.

Os últimos minutos se mostraram mais agitados, com todos os pilotos liberados. Stroll apostava nos pneus médios para a sua primeira saída, indo contra a escolha de todos os outros pilotos.

Lewis Hamilton tomou a ponta com 1:28.343, seguido por Valtteri Bottas que tinha 1:28.767. E após todos os 20 pilotos registrarem pelo menos uma volta no circuito, aqueles cinco que estavam na zona de eliminação eram: Russell, Raikkonen, Grosjean, Magnussen e Latifi.

Gasly era o quarto colocado com a AlphaTauri. Albon aparecia no sexto lugar, enquanto Sebastian Vettel estava na décima posição. Nos últimos três minutos os pilotos retornaram mais uma vez ao circuito.

Russell deu um salto e era o oitavo colocado, com 1:29.294, mas outros pilotos melhoraram muito a sua volta, Stroll assumiu a segunda posição com 1:28.679, após abandonar a utilização dos pneus médios e partir para os macios. A dupla da Ferrari esteve em nono com Charles Leclerc e Sebastian Vettel em décimo.

Eliminados

16) Antonio Giovinazzi – 1:29.491
17) Kimi Raikkonen – 1:29.810
18) Kevin Magnussen – 1:30.111
19) Romain Grosjean – 1:30.138
20) Nicholas Latifi – 1:30.182

Q2

Vários pilotos apostaram nos pneus médios para disputar o Q2 e desta forma era possível ver apenas Gasly, Kvyat e Russell com os pneus macios. Carlos Sainz acabou rodando na saída dos boxes, quando a roda traseira esquerda travou, e por não conseguir do lugar a bandeira vermelha foi acionada para a remoção do carro do espanhol.

Restavam 9m10s para o término da sessão, então o pit-lane ficou bem cheio antes da reabertura da pista. Verstappen tinha todos os setores roxos e anotou 1:28.025, seguido por Alexander Albon que anotou 1:28.749. Hamilton apareceu pouco depois e superou o holandês anotando 1:27.586.

Carlos Sainz retornou para os boxes e a equipe estava avaliando o seu carro, mas o piloto não conseguiu retornar para a pista e participar do final da classificação. Apenas sete pilotos tinham tempo marcado antes de adentrarem no último minuto da sessão.

Os eliminados foram a dupla da Ferrari, com Vettel obtendo a décima primeira posição, seguido por Charles Leclerc. Lance Stroll não rendeu muito com os pneus médios e ficou na décima terceira posição, enquanto Russel foi o décimo quarto, pois Sainz não registrou tempo.

Eliminados

11) Sebastian Vettel – 1:29.149
12) Charles Leclerc – 1:29.165
13) Lance Stroll – 1:29.557
14) George Russell – 1:31.218
15) Carlos Sainz – Sem Tempo

Q3

Para disputar a pole e uma melhor posição, todos apostaram nos pneus macios. Pérez tinha a ponta momentaneamente quando anotou 1:27.470, mas a briga pela liderança estava entre a dupla da Mercedes e Max Verstappen. Lewis Hamilton anotou 1:27.677, superando Verstappen por 0s146. Valtteri Bottas era o terceiro colocado com 1:27.921.

Os últimos três minutos foram destinados mais uma vez para está disputa. Hamilton anotou 1:27.264 conseguindo cravar a 98ª pole. Valtteri Bottas superou Max Verstappen ao cravar 1:27.553. Alexander Albon encaixou a quarta posição com 1:28.274, seguido por Sergio Pérez que bateu o tempo estabelecido por Daniel Ricciardo. Esteban Ocon foi o sétimo com o segundo carro da Renault, enquanto Pierre Gasly foi o oitavo com a AlphaTauri. Lando Norris conseguiu o nono lugar com a McLaren e Daniil Kvyat completou o top-10.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo