ColunistaPostStock Car

Guilherme Salas conquista a tão sonhada vitória na 11ª etapa da Stock Car

Salas largou da segunda posição, mas conseguiu assumir a ponta e trabalhar a vantagem para Diego Nunes, conseguindo vencer pela primeira vez

Guilherme Salas conseguiu a sua primeira vitória tão esperada, nas últimas etapas ele foi um grande destaque nas corridas, largando nas primeiras posições e até conseguindo cravar uma pole no sábado. Mas a vitória não vinha, principalmente por conta da estratégia dos outros times.

No entanto, neste domingo, Salas largou da segunda posição e assumiu a liderança ao superar Allam Khodair. Pouco depois o piloto da Blau Motorsport assim como Bruno Baptista comprometeram a sua prova, já que se tocaram na segunda volta. Salas passou a abrir vantagem para o segundo colocado que era Diego Nunes.

Na parada dos boxes o piloto da KTF ainda conseguiu manter a ponta e foi ampliando a sua vantagem para Nunes. Denis Navarro surgiu na terceira posição e completou o pódio da décima primeira etapa.

A largada não contou com incidentes, mas depois vimos alguns toques na pista e corridas comprometidas. E na realidade para poupar equipamento após alguns problemas, os pilotos que ainda podem trabalhar com o desgaste de três provas, passaram a trabalhar com estas possibilidades dentro e fora das pistas.

O top-10 ainda contou com Gabriel Casagrande na quarta posição, acompanhado por Julio Campos, Ricardo Zonta, Di Mauro, Felipe Lapenna, Daniel Serra e Rubens Barrichello. A próxima prova será com o grid invertido dos dez primeiros.

Saiba como foi a primeira corrida da 11ª etapa em Goiânia

Allam Khodair largou da primeira posição, mas Salas atravessou a pista tentando pegar o primeiro lugar. Bruno Baptista saltou para a terceira posição, conseguindo ultrapassar Diego Nunes da Blau Motorsport. Não tivemos nenhum incidente grave na largada, mas Cacá Bueno acabou abandonando a prova antes do término da primeira volta.

Thiago Camilo era apenas o décimo oitavo, enquanto Cezar Ramos perdeu espaço e caiu para a vigésima terceira posição.

Com o botão do push acionado na segunda volta, Salas levou a melhor e assumiu a primeira posição e Allam Khodair foi ultrapassado por Bruno Baptista que estava tendo uma boa prova, e desta forma o piloto da Blau Caiu para a terceira posição.

No entanto, pouco depois vimos Khodair encostar no carro de Baptista e Salas, eles tentaram fazer a primeira curva juntos e assim o piloto da Blau Motorsport, como o piloto da RCM Motorsport rodaram. Salas foi se distanciando de Nunes, já que este se tornou o segundo colocado da prova. Thiago Camilo que passou a perder rendimento, abandonou a primeira prova, para tentar apostar na segunda corrida.

Na quinta volta, os dez primeiros eram: Salas, Nunes, Casagrande, Campos, Barrichello, Serra, Navarro, Di Mauro, Lapenna e Osman.

Antes da abertura dos boxes, Ricardo Maurício empurrou Átila Abreu para fora da pista e quando o piloto da Shell V-Power retornou para a pista, acabou se encontrando com o companheiro de equipe, Galid Osman e ele bateram, caindo para as últimas posições do grid de largada.

Com medo do Safety Car entrar, logo os pilotos que estavam liderando a prova, foram para os boxes realizar as suas paradas. Enquanto isso Bruno Baptista foi punido com um Drive Through por atitude antidesportiva no início da corrida.

Aqueles que já haviam realizado as suas paradas, estavam acionando o botão de ultrapassagem para ganhar alguma vantagem. Com todas as paradas realizadas, os dez primeiros eram: Salas, Nunes, Lapenna, Casagrande, Campos, Di Mauro, Serra, Zonta e Barrichello.

Serra era ameaçado por Zonta na disputa pela oitava posição, os dois estavam colados no grid e o piloto da RCM Motorsport tentava uma manobra utilizando o botão de ultrapassagem, mas Serra deixava o carro largo na pista.

Na décima quinta volta, Barrichello havia ultrapassado Maurício que caiu para a décima primeira posição e passou a ser atacado por Rafael Suzuki e na volta seguinte o piloto da Eurofarma optou por abandonar a prova.

A disputa além de ocorrer na pista era nos números e no descarte de provas com resultado ruim, desta forma Maurício tinha a oportunidade de trabalhar para a segunda prova.

Tuca Antoniazi da Hot Car Competições, era o décimo terceiro colocado e foi pressionado até o final por Nelsinho Piquet que estava buscando um resultado melhor.

Salas conseguiu vencer a corrida, após superar Nunes por mais de 3 segundos. Denis Navarro ficou com a terceira posição em um segundo pódio nesta temporada.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados