ColunistaFórmula 1Post

Grosjean falou sobre a surpresa da substituição dos dois pilotos da Haas

O francês acreditava que um dos dois pilotos permaneceriam no time, mas o time acabou optando pela substituição dos dois

A notícias sobre a saída de Romain Grosjean e Kevin Magnussen da Haas foi confirmada nesta quinta-feira (22) e mesmo acreditando que este seria o ano em que um dos pilotos deixaria a equipe, Grosjean admitiu ter ficado um pouco surpreso com o fato da equipe não permanecer com nenhum dos pilotos da dupla.

Quando os burburinhos da substituição começaram a ocorrer, o chefe de equipe da Haas, Guenther Steiner admitiu à mídia que estava avaliando a situação da equipe e pensando na dupla da pilotos para o próximo ano. O time ficou focado primeiramente nos desejos para o futuro e quais pilotos são a melhor opção para obter estes resultados.

Confira: Haas confirma a saída de Magnussen e Grosjean. Pilotos da base podem ser a aposta para 2021

O mercado de pilotos conta com bons nomes, tanto na base quanto naqueles que não tem assento confirmado para o próximo ano. Grosjean disse que se surpreendeu com a decisão da equipe, quando perguntado sobre este assunto: “Sim, um pouco. Eu sabia que provavelmente um de nós estaria fora no final do ano, só porque a situação ao redor do mundo e a Covid dificultaram financeiramente muitas empresas ao redor do mundo, então eu sabia que um de nós iria sair.”

“Eu disse a Guenther na ligação, quando ele me ligou, que esperava que um de nós fosse embora, e ele disse: ‘Por razões financeiras, preciso que vocês dois saiam.’ Então, é justo, eu entendo perfeitamente. Foi um ano difícil com a Covid em vários setores e as empresas sofreram com isso. A equipe vai seguir um caminho diferente e desejo-lhes boa sorte e o melhor para o futuro.”

Confira: As opções de pilotos para a Haas se a equipe optar pela mudança para o campeonato de 2021

Nem mesmo os patrocinadores e parceiros que apoiam Magnussen conseguiram garantir a sua permanência no time e a situação de Grosjean era bem parecida com a fornecida pelo dinamarquês.

Kevin Magnussen – Foto: Haas F1 Team

“Não posso trazer o tipo de apoio que é necessário na Fórmula 1”, disse Magnussen. “Tenho patrocinadores e tenho parceiros, mas não é nada grande neste mundo e não é o suficiente para fazer a diferença mesmo, para mim. Mas não vou falar pela equipe. Guenther e Gene [Haas, dono da equipe] e a equipe podem fazer isso, eles podem dizer por que fizeram o que fizeram, mas certamente não posso trazer o que muitos outros pilotos podem trazer”.

Neste momento fica a incógnita sobre quem vai ocupar a vaga, justamente por existir diversos nomes disponíveis no mercado.

Sobre o futuro, Magnussen disse: “Estou muito aberto no momento para qualquer coisa, na verdade. Sinto muita falta de vencer, sinto falta da sensação de vencer corridas e isso é algo em que comecei a pensar muito recentemente.”

“Estou mantendo minhas opções em aberto, estou sinalizando isso para todos os tipos de equipes e pessoas. Quem sabe o que pode acontecer na Fórmula 1? Aprendi ao longo dos anos que você nunca deve dizer nunca e deve sempre manter as portas abertas. Sinto que tenho mais para dar a Fórmula 1… Ainda estou melhorando como piloto e sinto que estou pronto para dar o próximo passo na F1 também”

Grosjean manifestou o interesse pela categoria de Hipercarros, assim como a Fórmula E, e dizem que o piloto já até realizou testes com o simulador da Mahindra. O francês quer vencer e ter esta sensação recompensadora, desta forma segue buscando por outros caminhos.

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo