ColunistaFórmula 1Post

GP da Hungria – Hamilton vence com ótima performance, enquanto Bottas não consegue ultrapassar Verstappen

Boa corrida para Sebastian Vettel e Kevin Magnussen

O GP da Hungria foi mais uma afirmação da grandiosidade de Lewis Hamilton, o inglês largou da pole, venceu a corrida, deu volta no sexto colocado e ainda obteve a melhor volta da corrida com 1:16.627, conquistando um ponto a mais pelo feito. Hamilton é agora o líder do campeonato após conquistar 63 pontos.

E vale destacar a corrida de Max Verstappen, que bateu durante a volta de alinhamento do grid, o carro precisou ser consertado, mas o holandês garantiu a segunda posição. A Mercedes traçou uma estratégia para que Valtteri Bottas pudesse obter o segundo lugar, mas o finlandês não conseguiu o mesmo desempenho de Hamilton no ano passado e cruzou a linha de chegada no terceiro lugar.

Foi uma boa corrida para Stroll que largou do terceiro lugar e terminou em quarto, acompanhado por Alexander Albon que teve uma péssima classificação, mas fechou a corrida em quinto. O tailandês realizou a ultrapassagem em Sebastian Vettel ao final da prova, justamente quando Hamilton foi a última vez para os boxes e instalou os pneus macios para buscar a volta mais rápida da prova. Mesmo com o problema na parada, Vettel lutou por uma boa posição na corrida, não se rendendo a nenhuma disputa que travou na pista.

A sétima posição de Sergio Pérez não é uma posição ruim, mas o mexicano não largou bem. Daniel Ricciardo foi o oitavo colocado, acompanhado por Kevin Magnussen que contou com uma boa estratégia da Haas. A dupla de pilotos da equipe americana instalou os pneus de pista seca antes da largada e assim que os outros times foram realizando as suas paradas subiram no grid. Magnussen conseguiu manter o bom desempenho e mesmo com as ultrapassagens que levou fechou em nono.

Carlos Sainz foi o décimo com a McLaren, após ultrapassar Charles Leclerc. O time não teve uma boa corrida na pista, Lando Norris largou mal, perdeu diversas posições e terminou em décimo terceiro.

A Fórmula 1 faz uma pausa de quinze dias e retorna na Inglaterra para a realização de duas provas no circuito de Silverstone.

Foto: Mercedes / Daimler
Saiba como foi a Corrida

Antes do início da prova, durante a volta de alinhamento, Max Verstappen perdeu o controle do carro e bateu, a pista tinha muita umidade por conta da chuva que havia caído antes do início da prova. 

O grid de largada ficou desta forma após a classificação:

Os pilotos tiveram que largar com os pneus para chuva intermediária. Apenas Kevin Magnussen utilizava os pneus para chuva extrema. No entanto antes da largada a Haas foi para os boxes para instalar os pneus para pista seca.

Volta 1: A McLaren veio tesourando no grid para tentar ganhar algumas posições, mas Norris caiu para décimo quarto. Hamilton manteve a liderança, enquanto Bottas caiu para a sexta posição, por largar muito mal. Lance Stroll era o segundo;

Pérez havia largado muito mal e com isso Verstappen pulou para a terceira posição, acompanhado por Vettel e Leclerc;

Ao final da primeira volta, os dez primeiros eram: Hamilton, Stroll, Verstappen, Vettel, Leclerc, Bottas, Pérez, Sainz, Ricciardo e Latifi.

Volta 3: Leclerc e Bottas foram para os boxes, o monegasco passou a utilizar os pneus macios, enquanto Bottas arriscava com os médios;

Volta 4: Hamilton, Stroll, Vettel, Pérez, Sainz, Albon, Latifi e Gasly partiram para os boxes. Apenas os pilotos da AlphaTauri optaram pelos pneus de faixa vermelha. Vettel perdeu muito tempo na parada pois a equipe segurou o piloto nos boxes;

Volta 5: Verstappen, Ricciardo, Ocon, Norris, Russell e Giovinazzi realizaram as paradas. Latifi se arrastava para os boxes, o piloto acabou batendo com Carlos Sainz na saída dos boxes, pois a Williams liberou Latifi errado;

Volta 6: As posições eram: Hamilton, Verstappen, Magnussen, Grosjean, Stroll, Leclerc, Bottas, Vettel, Albon, Pérez, Ricciardo, Sainz, Kvyat, Gasly, Raikkonen, Ocon, Russell, Norris, Giovinazzi e Latifi. A estratégia da Haas de parar antes de todos funcionou para colocar a equipe nas primeiras posições;

Volta 8: Kimi Raikkonen foi punido com cinco segundos por alinhar de forma errada no grid;

Leclerc e Bottas se enfrentavam, valendo a disputa da sexta posição, o finlandês passou na parte molhada do circuito e por fim perdeu a batalha momentaneamente;

Volta 10: Por fim Bottas conseguiu realizar a ultrapassagem na primeira curva, assumindo o sexto lugar;

Nicholas Latifi foi punido com cinco segundos, por conta da batida nos boxes;

Volta 11: Lance Stroll passou a atacar Kevin Magnussen, valendo a terceira posição;

Volta 12: Bottas assumiu o quinto lugar, após realizar a ultrapassagem em Grosjean;

Vettel perdia a posição para Albon quando extravasou os limites de pista;

Volta 15: Leclerc, Albon e Vettel e Pérez estavam próximos. O tailandês atacava o monegasco tentando obter a sétima posição;

Volta 16: Albon arriscava por fora e não conseguia ganhar a posição, Vettel aproveitava para atacar o piloto da Red Bull;

Pierre Gasly abandonava a corrida com problemas de motor;

Por fim Stroll conseguiu a terceira posição;

Volta 17: Bottas aproveitava para ultrapassar Magnussen e assumia o quarto lugar;

Volta 18: Albon obteve a oitava posição, para logo depois Leclerc e Vettel se enfrentarem no circuito;

Volta 19: Vettel conseguiu a ultrapassagem em Leclerc depois de insistir muito com o monegasco. Pérez que estava próximo passou a atacar o monegasco que já estava sem pneus para enfrentar as disputas;

Volta 21: Charles Leclerc realizou mais uma parada nos boxes, a Ferrari optou por instalar os compostos duros;

Volta 17: Giovinazzi que também estava utilizando os pneus macios realizou mais uma parada, mas o italiano voltou com os pneus médios;

Volta 24: Hamilton já tinha mais de 12 segundos de vantagem para Max Verstappen;

Volta 29: Norris e Leclerc se enfrentavam, valendo a décima quarta posição;

Volta 30: Vettel realizou mais uma parada nos boxes, o alemão retornou em décimo segundo, Leclerc era o décimo quinto;

Volta 32: Com a pista úmida, quase Leclerc e Norris se tocavam, o monegasco seguia forçando a ultrapassagem;

Volta 33: Vettel conseguia a volta mais rápida após registrar 1:20.786. Leclerc ultrapassou Norris e assumiu a décima terceira posição;

Volta 34: Bottas foi aos boxes para instalar novos pneus médios;

Volta 36: Albon, Grosjean e Stroll foram para os boxes;

Volta 37: Magnussen, Pérez, Norris e Verstappen apostavam em mais uma parada, dando preferência pelos pneus duros;

Volta 38: Hamilton também utilizava os pneus duros após mais uma pit-stop;

A posição dos dez primeiros era: Hamilton, Verstappen, Bottas, Stroll, Ricciardo, Sainz, Vettel, Albon, Magnussen e Pérez;

Volta 39: Bottas tinha a melhor volta com 1:18.945. O finlandês se aproximava de Verstappen para tentar obter a segunda posição;

Volta 41: Carlos Sainz realizou mais uma parada, retornando com os pneus duros na décima primeira posição;

Volta 43: Latifi escapava da pista, após perder a traseira do carro;

Volta 45: Parada de Daniel Ricciardo;

Volta 46: Bottas estava separado por um segundo de Vertappen e partia para a disputa da segunda posição;

Volta 50: Bottas foi para os boxes e retornou com os pneus duros. Sainz disputava a décima posição com Leclerc;

As posições eram: Hamilton, Verstappen, Bottas, Stroll, Vettel, Albon, Pérez, Ricciardo, Magnussen e Leclerc;

Volta 53: Lance Stroll fora para os boxes retornando com pneus duros e Vettel se aproximou do piloto da Racing Point;

Volta 57: Alexander Albon na sexta posição estava levando volta do líder da corrida;

Volta 61: Carlos Sainz conseguiu ultrapassar Leclerc após ter perdido a posição com a parada nos boxes;

Volta 66: Lewis Hamilton foi para os boxes e instalou os pneus macios para finalizar a corrida.

Albon ultrapassou Vettel assumindo a quinta posição, após o alemão ter espalhado na curva;

Volta 69: Hamilton restou a volta mais rápida da corrida, tinha 1:17.497.

Bottas havia chegado em Verstappen, separado por menos de um segundo;

Volta 70: Hamilton venceu a corrida, com Verstappen na segunda posição, seguido por Bottas que não conseguiu realizar a ultrapassagem. O inglês ainda conseguiu melhorar a volta da corrida, após anotar 1:16.627.

 

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados