ColunistaFórmula 1

FP3 – Bottas na ponta, Vettel e Verstappen com problemas

Tudo de certa forma voltou ao ”normal’’, Mercedes e Ferrari voltam a ocupar a ponta da tabela, com os dois finlandeses das respectivas equipes. Valtteri Bottas marcou 1:42:742 e Kimi Raikkonen 1:42:837, sendo os dois únicos pilotos a rodar nessa casa de tempo.

Sebastian Vettel deu apenas 7 voltas na pista e a Ferrari acabou desmontando o assoalho do seu carro para fazer uma verificação, a equipe acredita se tratar de problema hidráulico.

| FP3

Os pilotos foram para a volta de instalação com pneus médios e esses compostos estão sendo mais usados para fazer o transporte do carro e voltas de instalação, a possibilidade dele aparecer na corrida mesmo é praticamente zero.

https://twitter.com/F1/status/878554024731189249

Jolson Palmer foi o primeiro a marcar tempo e Baku, 1:53:040, ainda muito distante do que já havíamos visto no dia anterior, mas o piloto estava com o jogo de pneus mais lentos do final de semana. O britânico da Renault também não ficou muito tempo na pista para contar história, o seu carro começou a ter um pequeno incêndio encerrando a sua atividade.

https://twitter.com/F1/status/878555911769530368

https://twitter.com/F1/status/878556536641118209

 

Uma pequena mudança aconteceu no dia de hoje, devido aos incidentes envolvendo a curva 8, a zebra que da acesso para o trecho foi retirada.

No inicio da sessão os pilotos que mais revezavam o topo da tabela eram Daniil Kvyat e Valtteri Bottas, até que o finlandês registrou 1:43:720 sendo 0:798 mais rápido que o Russo. A Force India com Sergio Pérez aproveitava para aparecer em quarto, já que os carros da Red Bull Racing estavam apenas em décimo quarto e décimo quinto.

Com menos de meia hora para o encerramento, Felipe Massa da Williams aparecia na segunda posição, após marcar 1:43:844 com pneus supermacios, o tempo de Bottas que estava no topo da tabela era com pneus macios. Sebastian Vettel não tinha um tempo e não condizia com o que a Ferrari vem mostrando na temporada. O alemão havia marcado 1:44:344

A Mercedes mandava os seus pilotos comos compostos supermacios, bem como os pilotos da Red Bull. Hamilton registrava a primeira volta com os jogos novos (1:43:348).

Max Verstappen reclamava do desempenho do carro e alertava sobre problemas no motor, em conversa com o seu engenheiro. Verstappen tentou mudar o carro para vários mapas diferentes e quando achava que a solução havia sido resolvida, os problemas voltaram. Mesmo assim Verstappen conseguia registrar 1:43:614 e saltar para a terceira posição.

Raikkonen assumia a ponta com 1:42:837, mas não demorou muito para Bottas dar o troco e marcar 1:42:742. Vettel tinha problemas hidráulicos no SF70-H e ficara preso nos boxes. Verstappen vinha na pista e o seu carro simplesmente apagou. Lance Scroll ainda passava reto e ia parar na área de escape, mas o jovem canadense se mostrou mais a vontade com o carro da Williams esse final de semana, acabando a sessão na nona posição. Daniel Ricciardo e Esteban Ocon ainda melhoraram as suas marcas depois do cronômetro ser zerado e estavam dentro do top-5.

https://twitter.com/F1/status/878567339742175232

https://twitter.com/F1/status/878568508271013888

https://twitter.com/F1/status/878569960968159233

| Fotos da sessão

https://twitter.com/F1/status/878568804984467456

https://twitter.com/F1/status/878581985219891200

https://twitter.com/F1/status/878566210614550531

https://twitter.com/F1/status/878563951805640704

Mostrar mais

Debora Almeida

Meus olhos brilharam quando eu vi o estilo de pilotagem do Vettel ele despertou o meu interesse pelo esporte e cada vez mais eu queria entender sobre o assunto. Hoje gosto de tirar fotos e escrever textos!

Deixe uma resposta

Artigos relacionados